08 junho 2008

FEIJÃO VERMELHO COZIDO NO FORNO SOLAR


Finalmente tive sol suficiente para cozinhar no meu forno solar. Este utensílio é uma pequena maravilha. Só necessita de sol contínuo e forte num minimo de 3 a 4 horas. Uso o meu forno numa varanda. No entanto em dias de muito vento, fico com receio que ele "voe" e desisto de cozinhar solar :-)


Acredito que quando tiver a minha casa construída na aldeia, vou utilizar muito mais este forno, uma vez que poderei escolher o local onde o colocar com maior liberdade de movimentos. Na varanda só tenho sol à tarde, a partir das 14 h.



As pessoas que estiverem interessadas em adquirir um, podem consultar a página http://www.energialivre.com.pt/Forno%20solar.htm. Estou 100% satisfeita com o SOLAR OVEN.
A minha amiga Beatrice da Energia Livre tem um serviço 5 estrelas, contactem-na!


O forno vem com um livrinho de receitas + 1 panela + 1 tabuleiro. No entanto, eu prefiro cozinhar em tachos de ferro e inventar as minhas próprias receitas. Qualquer tacho preto ou forma de bolo preta dá para utilizar dentro do forno. Comprei-o o ano passado e já experimentei: cozer feijão, estrelar ovos, grelhar vegetais, assar batatas, fazer sopa, bolo e pão, cozer arroz e massa.

Feijão Biológico

Só no feijão poupa-se imensa energia!! Este feijão vermelho das fotos confeccionei-o da seguinte maneira: Demolhei-o de um dia para o outro, deitei fora a água, depois cobri com nova água (pouca) dentro da panela de ferro, juntei 3 alhos esmagados e sal. Depois foi só esperar 3 horas.


Esperar é como quem diz... porque coloquei o feijão no forno solar às 14.30 h, fui jogar o Ninja Gaiden 2 na Xbox 360 e às 17.30 h tinha o feijão pronto. Nem dei pelo tempo passar, enquanto salvava o meu clã e evitava a destruição da humanidade, o feijão cozeu sozinho. Nem foi preciso mexer, só foi preciso posicionar inicialmente o forno, direitinho para o sol, por forma a que os espelhos aumentassem a incidência dos raios solares.

A começar a ferver...

Completamente em elubição...

Pronto!!

11 comentários:

  1. Muito bem. Tb ando a experimentar esta solução ecológica.
    Hoje, qd chegar a casa vou ver como ficou o meu arroz no forno solar que eu construí.

    ResponderEliminar
  2. Olá. Bem vindo ao meu espaço António.

    Então como ficou o arroz de forno solar? Já há noticias? Fotos?

    Tens um forno solar construído por ti? Bom, isso então é muito mais ecológico.

    Estive para tentar construir um mas depois fiquei com receio de utilizar, inconscientemente, materiais tóxicos. Que materiais usaste?

    Parabéns pela iniciativa. Espero por mais visitas tuas ao meu blog.

    ResponderEliminar
  3. Olá Rute
    Ficou bom. Hoje voltei a cozinhar noutro forno menos potente e tb funcionou bem. Passa pelo site do "meu" ecoclube e dá uma espreitadela ao que andamos por aqui a ensaiar. Sexta-feira queria fazer um lanche solar com os meus alunos - ainda n sei que poderei fazer - pão, um bolo, biscoitos.. tens alguma ideia? Tenho 3 fornos...
    http://ecoclube.verde.minho.googlepages.com

    ResponderEliminar
  4. António!! adorei o site do "teu" ecoclube. Que boa forma de ocupar os jovens e de lhes incutir hábitos saudáveis.

    É pena eu morar tão longe de vocês! Gostava de aprender convosco e contribuir com o que já sei.

    Pediste-me uma ideia para sábado? Porque não fazes uma quiche de vegetais?

    Não há nada mais fácil do que fazer uma quiche: a base de massa quebrada podes comprar feita, mas de qq forma, o que a base leva é farinha trigo, água, óleo, sal e pimenta.

    O recheio para uma quiche grande: 6 ovos, 1 pacote de natas, sal, pimenta, noz moscada, tudo batido. E vários vegetais partidos.

    Começas por esticar a massa com um rolo, dispões em cima duma forma de tarte, cortas lá para dentro, alho francês, cenoura ralada, salsichas de soja, folhas de alface (ou outros vegetais que te lembres), e terminas, regando com os ovos batidos com as natas incorporadas, de modo a ficarem os vegetais todos tapadinhos (ajeita com um garfo).

    Podes povilhar com queijo ralado.

    Convém adicionar um bocadinho de sal aos vegetais (sal fino).

    Espero que a ideia te agrade.
    Beijinhos.
    Fala-me mais sobre os teus 3 fornos.

    ResponderEliminar
  5. Olá Rute

    Não tenho passado pelo teu blog :( Muitas novidades... sim senhora. Parabéns.

    Podíamos trocar uns "meles"... que achas? é sempre mais prático.
    ou msn... antoniorosa@hotmail.com
    ;)*

    ResponderEliminar
  6. Ok, vamos a isso: trocar uns "meles" :-))))

    Assim que possivel contacto via email, ok? Até mais António.

    ResponderEliminar
  7. Não conhecia este fornos. Podes dizer-me quanto custam. Não têm ess informação no site. Obrigada.
    Um abraço.
    Susana B.

    ResponderEliminar
  8. Olá Susana B.,

    o site energia verde já não vende desses fornos porque a fabrica em Portugal fechou.

    No entanto, há um tempo atrás encontrei um fornecedor que ainda tinha fornos em stock, aqui tens o link:

    http://www.girassolenergia.blogspot.com/

    O preço não sei mas é uma questão de ligares para esse número do site energia girassol e perguntares.

    Não vale a pena dizer-te qto custou o meu porque já foi há uns anitos.

    Beijinhos, obrigada pela visita e também já fui ao teu blog. Gostei bastante, mas tenho de me demorrar mais tempo por lá e comentar.

    ResponderEliminar
  9. Olá
    Dei com este blog por acaso e fiquei encantada com este fogão solar, que de todo desconhecia!
    Acho que vou atirar-me a um.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  10. Olá Noite, bom dia :-)

    O forno solar é de facto um óptimo investimento dada a resistência dos materiais que lhe conferem bastante durabilidade.

    A utilidade está aqui espelhada na etiqueta forno solar, e a grande noticia é que o site energia verde já está a comercializar novamente o forno.

    Bjinhos. Volta sempre!

    ResponderEliminar
  11. quem tiver modelo potente de fogão solar me envie ou indique como comprar,qualquer assunto a respeito doriago1@hotmail.com muito grato

    ResponderEliminar