09 setembro 2008

(parte 2)Papelão,Embalão,Vidrão, Pilhão,Oleão,Rolhão,Livrão,Electrão


Vamos lá ao 2ºR...


REDUZIR o lixo que fazemos é em parte reutilizá-lo, mas antes mesmo de usar ou reusar devemos pensar em sermos mais eficientes e reduzir ao minimo o consumo.

Exemplos:


Imprimir folhas na frente e verso não é missão impossivel, nem se perde assim tanto tempo quanto isso. Há impressoras que já têm essa opção automática de imprimirem os 2 lados da folha. No caso de não ter uma dessas impressoras, as normais permitem seleccionar a impressão para obter o mesmo objectivo mas de maneira um pouco diferente: No menu imprimir existe um campo com 3 opções: "Todas as páginas no intervalo"; "páginas ímpares"; "páginas pares". Seleccione primeiro as páginas ímpares pois vai começar no 1. Vire ao contrário e imprima as páginas pares.

Se gosta de jornais diários gratuitos para ler enquanto viaja nos transportes públicos, obrigue-se a optar por apanhar aqueles jornais que as pessoas deixam nos bancos das estações, dentro dos comboios, ou até mesmo no contentores de lixo. Claro que se estiver sujo, não mexa. Mas já reparou que de manhã esses depositos de lixo estão cheios de jornais e não de lixo?? E como os jornais se lêem em poucos minutos, para além da maioria dizerem todos a mesma coisa, ao terminar a sua leitura coloque-os nos depositos de jornais ou entregue a quem os distribui para serem redistribuidos novamente.

Sacos de papel, prefira estes aos de plástico. Mas se quer ser mesmo ecologista, opte por sacos que ocupem pouco espaço e que possa trazer sempre consigo. A ecoprodutos tem uns sacos feitos de material de pára-quedas, que se dobram e guardam numa bolsinha porta-chaves. Esta solução é prática e eficaz pois se o saco está sempre agregado às suas chaves de casa ou do carro, jamais irá esquecer-se de levar um saco para as compras. Bom, mas também não se esqueça de utilizar o saco e recusar os que as lojas lhe dão. Vai ver como começa a ter muito mais espaço em casa, livrando-se de todos os sacos plásticos e de papel.

Embalagens e mais embalagens o que fazer??? Tente comprar a granel. A biocoop é o sitio ideial para comprar vários produtos a peso: bolachas, arroz, frutos secos, farinhas, cereais de peq almoço, leguminosas secas, frutas e vegetais. Mas se mora longe do centro de Lisboa, opte pelas cestas ao domicilio que lhe trazem as frutas e vegetais num cesto reutilizável e que diminuem ao máximo as embalagens individuais. Diga não às duplas embalagens, diga não ao isopor. Afinal de contas, as frutas e vegetais já têm uma embalagem própria que é a casca.


Revistas e Livros, pode sempre comprá-los em segunda mão nos leilões do miau, ou participar num bookcrossing. No Mesinha de Cabeceira, um blog onde participo, está a decorrer uma iniciativa de empréstimo de livros. O único custo é o envio pelo correio. Veja as condições. E não esqueça do Livrão para livros escolares e das bibliotecas municipais que emprestam livros que podemos trazer para o nosso domicilio a custo zero.

Guardanapos e toalha de cozinha em papel,ainda usa disso? Não há nada como guardanapos de pano e panos de cozinha coloridos. A Area, a Casa e o Gato Preto têm padrões super modernos. A cozinha ganha outra vida com estes itens. E não dá trabalho nenhum lavá-los e engomá-los. São peças pequenas que até já depois do ferro de engomar estar desligado, consegue-se passar em poucos minutos. Claro que os guardanapos de pano só fazem sentido para as pessoas do agregado familiar. Pelo que o guardanapo deve ser personalizado e manter-se durante uns dias a uso da mesma pessoa.

Facturas electrónicas são uma grande invenção para reduzir o papel gasto. Actualmente já não recebo facturas envelopadas. Esta solução começa por poupar no envelope e termina na diminuição de espaço que as papeladas ocupam na nossa casa. É tão simples receber a factura por correio electrónico, guardá-la num ficheiro no computador e se for necessário imprimir, posso reutilizar folhas já impressas dum lado só. Claro que não vale a pena imprimir o detalhe da factura, limite-se a imprimir o rosto para efeitos contabilisticos.


Pilhas recarregáveis é o que você SÓ deve usar!! O quê? Não me diga que ainda usa pilhas descartáveis!! Shame on you!! Pois fique sabendo que até já é possivel comprar carregadores solares para pilhas recarregáveis, pelo que está a gastar dinheiro estupidamente e ainda por cima está a poluir o ambiente. Sim, eu sei que você deita as pilhas descartáveis no Pilhão...e??? Se é possivel fazer melhor porque não faz? Saiba ainda que as pequenas máquinas de calcular com fita, trabalham melhor com o transformador de corrente do que com baterias. Deixo aqui uma dica preciosa: Se tem carregadores de telemovel a mais, compre um adaptador e utilize o carregador na máquina de calcular (foi o que eu fiz). Livre-se da dependência das pilhas. Seja inteligente.

Máquinas digitais ou fotografias em formato digital permitem reduzir muito lixo. Se tem uma máquina de rolo e dificilmente cede a trocá-la por uma digital que resultaria na diminuição de vários rolos e metros de filme fotográfico, pelo menos ceda à tentação de revelar as suas fotos em formato digital. E ficariamos apenas pela poupança de papel de fotografia. As fotos em formato digital podem ser publicadas em blogs, partilhadas com amigos via e-mail ou via msn, podem ser exibidas em molduras digitais, exibidas no televisor, no ecran do computador, etc etc. Lembre-se que 1 cd ocupa pouquissimo espaço em casa, enquanto que albuns de fotos são pesados e requerem espaço.

Não perca a parte 3 deste artigo. Até breve.

5 comentários:

  1. Podíamos acrescentar um R anterior: re-pense antes de comprar, se precisa mesmo daquilo, ou se não há hipótese de o levar numa embalagem mais ecológica. Sabes o que era giro? As empresas começarem a receber cartas de consumidores dizendo que rejeitam os seus produtos porque vêm demasiado empacotadas em coisas pouco ecológicas. Por exemplo: podes comprar uma lãmpada numa simples caixa de cartão ou num invólucro de plástico transparente duríssimo lacrado a quente e que vai para o lixo imediatamente após a compra. E também duvido que o preço dessa embalagem 'fashion' não esteja incluído no produto...
    Aquele abraço;)*******

    ResponderEliminar
  2. Eu até acredito que certas empresas estariam receptivas em acolher propostas de reduzir embalagem mas nós em Portugal não temos hábito de interferir...

    Por exemplo, no Brasil, eu já encontrei na net uma empresa que retirou um corante dum produto vegetariano porque os consumidores questionaram a empresa se esse corante não podia ser substituido por um natural?

    A tal empresa acolheu bem essa questão pertinente, reencaminhou-a para o departamento de pesquisa e mais tarde substituiu o tal corante pelo natural.

    Cá em Portugal o número de apoio ao consumidor pássa despercebido, assim como 75% da população nem lê a informação nutricional.

    Talvez quando formos um número significantivo de pessoas que se importam com estas questões poderemos alterar as politicas de embalagem e de marketing das empresas.

    Por enquanto ainda somos só os esquisitos ;-)*****

    ResponderEliminar
  3. gostei principalmente desta secção....

    não tenho blog mas sempre podes visitar as minhas fotos

    Bjks

    João (CILA)

    ResponderEliminar
  4. esqueci-me do site das fotos

    www.olhares.com/fagulha

    bjks

    joão(cila)

    ResponderEliminar
  5. João!!! Finalmente vieste espreitar o meu cantinho. Obrigada.

    Vou ver as tuas fotos. Obrigada pelo link.

    Bjks

    ResponderEliminar