09 dezembro 2008

Invenções Vegetarianas na ACTIFRY #8

Pasteis (ovo)Vegetarianos de Batata

e Farinheira de Soja


Ingredientes:
  • 2 Batatas grandes cozidas;
  • 1 Cebola picada;
  • 3 Alhos picados;
  • 1 Cenoura picada;
  • 1/4 de Farinheira de soja picada;
  • Beterraba em conserva de água e sal, picada;
  • 1 a 2 ovos batidos;
  • Uns pinguinhos de natas de soja;
  • Pimenta;
  • Coentros picados (que lhe dá o sabor salgado).
Confecção:

Cozer as batatas com casca, pelar e reduzir a puré no passe-vite.
Num recipiente junte todos os ingredientes. Os ovos por último.
Unte a Actifry com óleo. Molde os pasteis com o auxilio de 2 colheres e coloque-os na Actifry. Vire a meio da fritura.

6 comentários:

  1. As tuas invenções estão sempre a melhorar!!!!
    Gostei imenso desta experiência, e das pataniscas igualmente!
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Isto é que se chama criatividade galopante...e dinheiro bem empregue na actifry.
    Estou muito contente também porque esta comidinha é boa para mim...obrigada, obrigada, obrigada e bjs

    p.s.- Se acrescentarmos um pouco de leite (soja ou outro)ou margarina vegetal ao puré de batata ele fica mais homogéneo e já se pode passar na bimby.

    ResponderEliminar
  3. Adoro pastéis e pataniscas, podem ser uma boa forma de aproveitamento de sobras e não só. Estou mais habituada aos de arroz, mas como gosto de tudo o que leva soja, esta é uma boa receita a considerar!

    ResponderEliminar
  4. Então quer dizer que as blogvizinhas cozinheiras aprovam!? :-)))

    Fico contente de vos ter por cá. Também tenho visitado os vossos blogs por intermédio do blog da Luisa. Parabéns a todas pelos excelentes cozinhados. Vocês são a inspiração para a minha "criatividade galopante". Obrigada.

    O forum bimby é igualmente um estimulo importante.

    Depois de visitar todas estas páginas, dou comigo a transbordar de ideias e tenho de ir para o oficina de sabores pôr as máquinas a trabalhar!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Ei, Rute!

    É verdade, a Bossa Nova é mesmo uma variante do samba com pitadas do jazz. Aliás, tem até uma bossinha bem espirituosa que diz assim: "pobre samba meu / foi se misturando, se modernizando e se perdeu / e o rebolado, cadê, não tem mais? / cadê o tal gingado que mexe com a gente? / coitado do meu samba, ficou diferente / influência do jazz". heheheh! pra falar a verdade adoro essa influência do jazz :) gosto de samba de qualquer jeito.

    Que legal que gostou da poesia musicada :) Obrigada! Flávio viu seu comentário lá no blog, lhe respondeu lá. Depois dá uma olhadinha quando puder... Aliás, eu coloquei um link pro site de músicas dele, é só clicar sobre o nome dele no post. Sou suspeita pra dizer, mas adoro as canções.

    aiaia, mais uma receita deliciosa! E está longe da hora do almoço ainda, rs... que fominha! Acho que vou ter que beliscar algo pra distrair a vontade, rs..

    E achei genial tamém a sacada dos cartazes da Cegueira quando vi pela primeira vez! Muito legal mesmo!

    E quanto às seis horas de viagem... Ô, menina! Imagine que eu vou enfrentar 31 indo pro nordeste do país em janeiro, rsrs...

    Espero que um dia se anime, beijinhos além-mar!

    Milena.

    ResponderEliminar
  6. Milena,

    Que legal essa bossinha. Não conhecia não. Muita gente nem liga para as letras das canções, mas tem textos lindos com história das gentes pelo meio.

    Já vi o comentário do Flávio. Afinal ele também estáva tentado inovar com canção sem refrão, e eu não entendi que era de proposito :-)

    Ouvi as outras músicas dele, gostei!! Mas nessas ele é só o compositor. Pena!

    Quantas horas você disse mesmo que ia enfrentar? 31? Suponho que eram 3 que queria escrever, certo?

    Mesmo assim, 3 horas dentro do mesmo país, é dose!!! Nossa!!

    Prometo que quando for ao Brasil, te aviso. Beijinho além-mar.

    ResponderEliminar