11 abril 2009

À DESCOBERTA DA LINHAÇA - parte 4


MAIONESE DE LINHAÇA (sem ovos)

ARTIGOS RELACIONADOS:

À descoberta da Linhaça - parte 1
À descoberta da Linhaça - parte 2
À descoberta da Linhaça - parte 3

As sementes de Linhaça que são o fruto da planta do linho, depois da colheita, podem ser transformadas em óleo, tal e qual como as sementes de girassol, por exemplo.

O óleo de linhaça apresenta um teor elevado de ácido linolénico. Os alimentos ricos nesse ácido gordo são recomendados para individuos que sofram de doenças reumáticas inflamatórias. E ainda é uma excelente fonte de ômegas 3, 6 e 9, essenciais para a saúde da pele, cabelo e unhas. O triple E.F.A complex (Essencial Fat Acids) é ainda o melhor amigo do cérebro e do coração. Melhora a concentração, a memória e a performance do cérebro. Regulariza os níveis do mau colesterol.

Outra caracteristica da linhaça ainda não apresentada nestes artigos, é que a linhaça substitui os ovos em certas confecções. Inacreditável não é? Partindo desta base, muitas vão ser as experiências a realizar. A 1ª é a maionese crudivora feita com óleos prensados a frio.

INGREDIENTES:
  • 3 colheres (sopa) de sementes linhaça;
  • 9 colheres (sopa) de água morna;
  • Sumo de 1/2 limão (ou vinagre);
  • 1 colher (sopa) mostarda caseira;
  • sal fino q.b.;
  • 1 dente de alho;
  • 125 ml de azeite prensado a frio;
  • 125 ml de óleo de linhaça prensado a frio;
  • 125 ml de leite crú de aveia (pode substituir por leite de soja natural).

CONFECÇÃO:

Triturar as sementes de linhaça, uns segundos, na velocidade 5, da bimby. Juntar as colheres de água e esperar 2 minutos para que hidratem.

Juntar o sumo de limão, a mostarda e o sal, triturar 20 segundos, na velocidade 7, e com as laminas em movimento juntar o alho.

Entretanto, inclinar o copo medida da tampa e deitar o azeite sobre a tampa enquanto a bimby funciona, programada na velocidade 5 (não importa o tempo, deixe funcionar). De seguida, deite o óleo de linhaça da mesma forma, deixe misturar.

Abra a tampa, empurre os detritos das paredes laterais do copo com a espátula para baixo e ligue novamente na velocidade 5 enquanto deita o leite vegetal.

Terminado o processo, verifique sabor e textura. Rectifique sal, mostarda ou leite se quiser uma maionese mais líquida. Eu adicionei um pouco de vinagre de ameixa porque gosto da maionese mais envinagrada. Guarde em frascos de vidro no frigorifico.

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

O objectivo era fazer uma maionese crudívora, dai a utilização dos óleos prensados a frio e do leite crú de aveia. A mostarda também era caseira feita com sementes de mostarda e vinagre.

Mas para quem não tem acesso a estes produtos faz uma maionese com azeite e óleo normal, leite de soja natural (sem sabores) e mostarda normal.

16 comentários:

  1. Vou ali buscar uns grissini e já venho! :)

    Esta tb vou experimentar, versão carnívora. :) :) :)

    Achas que posso usar leitinho de vaca?

    ResponderEliminar
  2. sabes, eu desde que descobri no forumbimby uma receita de maionese com leite e sem ovos, costumo fazer essa.
    Não sei se conheces:
    http://www.forumbimby.com/forum/index.php?topic=700.0

    Tb fica muito boa e pode-se aromatizar a gosto.

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar
  3. Rute essa maionese tem um aspecto :)))
    Um dia destes vou experimentar

    ResponderEliminar
  4. Rute, minha querida fale comigo, vamos fazer um duo?
    Suas receitas estão divinas, cada uma melhor que a outra.
    email: leitedaterra@gmail.com
    contacto movel: 00351 965 493 081
    Um beijinho
    Márcia

    ResponderEliminar
  5. Rute,
    Que receita deliciosa não conhecia este maneira de fazer maionese.está com um aspecto fantastico.


    bjs e Boa Páscoa

    ResponderEliminar
  6. Isso é mesmo bom? O aspecto é bom, mas o sabor... só mesmo provando :)

    ResponderEliminar
  7. Gasparzinha,

    suponho que sim que podes usar leite de vaca já que é possivel fazer maionese da maneira que está no forum. Obrigada pelo link, desconhecia :-)

    Faz lá a maionese de linhaça carnivora LOLOLOL
    ___________________________________

    Olá Conceição,

    bem vinda! É a primeira vez por cá, não é? De seguida vou ao teu blog.
    ___________________________________

    Márcia! Aguarde um email meu. Vou contactar você. Beijinho.
    ___________________________________

    Mary do Sabores de aromas,

    Eu também não conhecia, foi a linhaça que me levou até esta receita, embora tenha uns toques pessoais meus :-).

    Ficou fantástica! O sabor é tal e qual o da outra maionese com ovo.

    Beijinhos e boa páscoa a todas.

    ResponderEliminar
  8. Ameixinha!!!

    Estávamos a escrever ao mesmo tempo. Demorei a publicar porque atendi um telefonema e entretanto é que percebi que já tinhas comentado.

    O sabor é exactamente igual à outra. Sem tirar nem pôr. Claro que senão estás habituada a maionese com azeite, então é melhor alteres o azeite por óleo de girassol ou milho ou o que usas normalmente.

    De resto, é igual. Só tens a mais o farelo da linhaça que não atrapalha nadica de nada.

    ResponderEliminar
  9. Nunca fizémos de linhaça. A minha filha, que não come ovos, costuma fazer maionese com leite de soja, uma mistura de azeite e óleo de girassol e os temperos (mostarda, alho, sal...). Vamos ter de experimentar...
    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  10. Rute, copiei a receita logo que a publicaste, mas é daquelas receitas que só vou testar quando tiver uma coisa "abimbalhada"! hehehe:)

    ResponderEliminar
  11. Isabel,

    sim, eu sei que existe a maionese sem ovos com leite de soja. Já me tinham falado embora eu nunca a tivesse feito.

    Aqui o pormenor é ser feita com óleo de linhaça e ter bastante fibra das sementes.

    Para além do aspecto dos óleos serem prensados a frio e etc...
    ___________________________________

    Mary,

    provavelmente é mais fácil quando tiveres bimby mas se tens onde triturar as sementes, facilmente confeccionas a maionese com a "varinha mágica".

    Eu sempre fiz maionese com a varinha mágica e fica perfeita. Só ainda não fiz esta de linhaça.

    Beijinhos a ambas.

    ResponderEliminar
  12. O quê !! agora é maionese :-) e sem ovos...jasus :-D

    ResponderEliminar
  13. Nunca usei óleo de linhaça em culinária... pode mesmo ser? É que eu uso óleo de linhaça para pintar a óleo, faz-me uma certa confusão..., mas está bem, confio em ti!
    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  14. Samma,

    quando é que eu tenho o prazer de saber que experimentaste uma coisa destas mais alternativas :-)?

    Atira-te de cabeça mulher! A maionese é óptima!!
    ___________________________________

    Isabel,

    Eu, então, nunca ouvi falar de óleo de linhaça para pintura mas acredito piamente, pois há uns dias atrás reparei que tenho um produto para o chão com óleo de linho (linhaça).

    Bom, mas isto não quer dizer que a semente não seja versátil e que dê para alimentação, mênage, cosmética e vestuário, por ex.

    O óleo de linhaça, para a maionese, comprei no celeiro e é para alimentação sem dúvida alguma. Tem as suas propriedades especificas e é superior aos outros óleos em termos de ômegas 3,6 e 9.

    Estes ômegas são mais frequentes nos peixes gordos, dai a importância dada, antigamente, ao óleo de figado de bacalhau.

    Os vegetarianos como não comem peixe têm necessidade de ir buscar os ômegas a outros alimentos. O óleo de linhaça é uma óptima fonte do referido Triple E.F.A (Essencial Fat Acids) que até é comercializado em suplementos vitaminicos para a pele, cabelo e unhas.

    Eu defendo, sempre, que se a alimentação pode dar-nos o que precisamos, para quê tomar suplementos vitaminicos, mesmo que naturais! Né? :-)

    ResponderEliminar
  15. Pois eu também sou dessa opinião, de não tomar suplementos se podemos ir buscar o que precisamos a certos alimentos. Mas de facto nunca me debrucei sobre o óleo de linhaça alimentar. Vou tratar disso (normalmente uso óleo de girassol).

    E já agora, fica aqui a dica para a pintura: o "médio" usado para a pintura a óleo faz-se misturando 3 partes de óleo de linhaça para 1 parte de aguarraz ou essência de terbentina (quanto mais desta última mais rápido a tinta seca, o que às vezes não é o que se pretende). As tintas de óleo, diluem-se com um pouquinho deste médio e depois é só pintar sobre tela! Os óleos, em relação aos acrílicos (tintas de água), permitem maiores efeitos de transparência e, como demoram a secar, a "apagar" certas zonas e a aperfeiçoar... Pode ser que te atrevas, pintar é muito relaxante!!!

    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  16. Adorei esta maionese, já fiz a de rebentos de soja e vou de certeza fazer esta.

    Super mega sugestão! Adorei!
    bjinhos
    Sandra

    ResponderEliminar