02 abril 2009

EL HIJO DE LA NOVIA (the movie in my kitchen)


Aqui está mais 1 filme = 1 prato. A rubrica que iniciei em Janeiro conta já com 3 filmes. Para aceder aos filmes de Jan, Fev e Mar basta clickar na etiqueta Cinema.Movies da Coluna da direita do blog.

"O FILHO DA NOIVA" chega-nos da Argentina, em 2001 e retrata a história duma familia perante a doença de Alzheimer da mãe. Uma história muito comum, super comovente, embora o objectivo deste filme não seja o de ser lamechas.

O filme faz um paralelismo entre a vida que o filho leva, sempre em stress, já com um casamento desfeito, uma filha a quem ele não consegue dedicar tempo algum, uma namorada à qual ele não liga a mínima... e o casamento dos pais que ainda se mantém a transbordar de amor apesar da mãe sofrer de Alzheimer e não reconhecer quem a visita.

É uma história muito marcante. Faz-nos repensar a vida que levamos e perguntar: Será que vale a pena tanta correria? Será que devo dar tanto valor ao que não tem importância nenhuma? Muitas questões se levantam...

O Tiramissú surge no filme do seguinte modo: O filho gere agora o restaurante italiano que foi iniciado pelos pais. O sucesso do restaurante deve-se a uma sobremesa que a mãe fazia e que juntamente com o seu sorriso trazia fregueses de toda a parte para almoçar ou jantar. O Tiramissú de Norma fez uma casa como nenhum outro restaurante da vizinhança, porque onde reina o amor e onde tudo é feito com amor só pode resultar em prosperidade.

O meu Tiramissú foi inventado e adaptado a uma dieta mais vegetariana.

INGREDIENTES:

500 grs Tofú fresco;

1 embalagem de queijo mascarpone;

1 chávena de açúcar integral;

1 pacote natas aveia;

Bolachas de soja integral;

Café de saco (5 cereais);

Licor de amendoa amarga;

Chocolate em pó.

CONFECÇÃO:

Na bimby colocar o tofú aos cubos pequenos, mais o queijo e o açúcar, triturar tudo durante bastante tempo (lamento mas não me recordo quanto!), primeiro na velocidade 4, depois na progressão 5-7-9. Para facilitar a liquidificação deite natas de aveia. Quanto obter um creme sem grumos, reserve. Verifique se prefere mais docinho (junte mais açúcar se assim for).

Entretanto misture o café forte com o licor. Deixo à sua escolha a quantidade de licor. Misture e depois prove. Se preferir opte por outro em substituição da amarguinha. Mas dá-me a sensação que sem licor não fica tão bom.

De seguida, molhe as bolachas de forma a embeber bem o café com licor mas de modo a não ficarem moles demais. Faça camadas: creme de tofú, bolachas, creme de tofú, bolachas, até terminar.

Termine a terrina com creme de tofú. Leve ao frigorifico de um dia para o outro. Para servir, povilhe de chocolate em pó. Creio que também ficaria bem chocolate em pó entre camadas mas na altura não me lembrei. Enjoy!!

25 comentários:

  1. Rute, o aspecto está fantástico, mas na minha receita de tiramisú não entra tofú! Jamais, Salomé! :) :):)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Ó jamais Salomé (eh eh eh), este tiramissu é mais light, não leva natas, nem ovos.

    O sabor também estáva fantástico. A única coisa que as pessoas podem não gostar é do licor de amendoa amarga.

    Beijinhos. Vou jantar ;-)

    ResponderEliminar
  3. Rute, também já fiz um doce simples com tofu, tenho que editá-lo para postagem.
    Mas tiramissu! Nunca me passaria pela mona, nem nas mil e uma revistas veggies que tenho, vi tal doçura! Não fica sensaborão? É gostoso?
    O aspecto é tantador realmente!
    Nem sei se me atreva...
    Ha, nunca vi este filme, não tenho muita queda para o drama, mas a estória é enternecedora... :)

    ResponderEliminar
  4. Fica muito gostoso, eu adorei.

    O tofú é muito versátil e neutro. Adapta-se a todos os temperos que nós lhe dermos.

    E foi inventado por mim mas depois confirmei que existem algumas receitas na net. Procura em Tofu Tiramissu, ou vice versa, no google.

    Lembraste do paté de tofú? É um creme que nós temperamos com o alho!

    Aqui, adoças o creme com açúcar e dás-lhe sabor com o mascarpone. No caso de ficar muito compacto pode-se juntar um pouco de nata soja ou leite de soja, mas não convém ficar muito líquido.

    Já estou a arquitectar outra sobremesa com tofú. Penso q vai resultar bem: Cheese Cake de Tofú.

    ResponderEliminar
  5. Eu não me importava nada de provar esse tiramisu enquanto via o filme... seja com tofu ou não :)

    ResponderEliminar
  6. Muita gira essa ideia que tu tiveste de ligar os filmes à comida...ou melhor ...fazeres os filmes na tua cozinha.
    Cabecinha pensadora...

    ResponderEliminar
  7. Ameixa!! Não esperava "ler" isso vindo de ti! Tu e tofú???? Será que também te atreves a ir à Tofulândia? A Mary desde que foi a 1ªvez, já não quer outra coisa. Agora são viagens regulares à Tofulândia, qse q já se nacionalizou Tofulandesa (ah ah ah).
    ___________________________________

    Borboleta, eu sou fã de cinema, sabes. E antes deste blog ter-se tornado tão gastronómico, eu publicava muito sobre cinema alternativo, desde os festivais, aos filmes e outras iniciativas ligadas à 7ªarte.

    Depois de começar a publicar praticamente só receitas senti necessidade de agregar um interesse ao outro, surgiu esta simbiose: 1 filme = 1 prato.

    Beijinhos a ambas.

    ResponderEliminar
  8. Tenho a receita de cheesecake de tofu na revista do mês passado (pode não ser a mesma, claro), e aquilo tem bom aspecto!
    A Ameixinha já foi à Tofulândia há muito tempo!
    Tem receitas bem originais! :)

    ResponderEliminar
  9. Mary, obrigada por vires em minha defesa he he
    Ó Rute, tás a falhar mulher! Como castigo vais ter que ler o meu blog de fio a pavio he he
    Adoro comida vegetariana, tofu, soja e coisas que tais :)

    ResponderEliminar
  10. Já lá fui ao Canela Moída e confirmei, sim senhora, que a Ameixa já foi à Tofulândia várias vezes.

    Adorei o menú vegetariano e já almoçava, essa é que essa!

    Quanto ao Cheese Cake ainda não o vi na revista mas depois do Tiramissú lembrei-me logo do cheese cake. Vou fazer a receita duma amiga minha mas adaptada para vegetariana.

    ResponderEliminar
  11. Ai que delícia! Tiramisu é a minha sobremesa preferida!

    ResponderEliminar
  12. Olá,

    Gostei desse Tiramisu,tem um aspecto delicioso mas com tofu nunca experimentei.mas pode ser fique para breve.

    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Tu para aqui com receitas italianas e filmes fizeste-me lembrar de te perguntar se já leste o livro "Sob o Sol da Toscana", de Frances Mayes (que também deu origem a um filme, mas o filme não incide tanto na culinária, o livro sim...). Por todo o livro há receitas e mais receitas italianas e muitas delas acabam por ser vegetarianas. Parece-me que, se ainda não o leste, que vais gostar muito (do filme também, mas o livro é diferente (o filme é mais romance e o livro mais culinária).

    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  14. Rute, esqueci-me de dizer que o livro tem outro atractivo (pelo menos para mim e para ti) que é a história de comprar uma casa no campo, arranjá-la e plantar lá uma horta e árvores e cozinhar com os ingredientes provenientes dessa horta e frutas... fresquinhos!

    ResponderEliminar
  15. Olá a todas, espero que testem o tiramissú de tofú e que digam de vossa justiça se é bom!!!!

    Sabores de Aromas, fui espreitar o teu cantinho também gostei do que vi, principalmente daquela foto de Ibiza :-) Deixei lá comentário.

    Isabel, fui cuscuvilhar o trailer do filme "Under the toscan sun".É muito americano para o meu gosto (grrrr). Mas, tal como disseste, o livro deve ser bastante melhor do que o filme. Tenho de ir à Fnac procurá-lo. Confio na tua selecção de livros.

    Quanto ao tema de comprar uma casa no campo e tudo o que isso implica, vi recentemente um filme francês, de 2001, que adorei: "Uma andorinha fez a Primavera". Deixo o link do trailer:

    http://www.youtube.com/watch?v=MMgO5KqlbnI&feature=player_embedded

    É bem sobre esse tema. Uma rapariga citadina que deixa París, num impulso, para realizar o seu sonho de ser agricultora.

    Compra uma quinta a um velho camponês, embora o velhote fique na quinta para a ajudar... nasce dali uma bonita amizade apesar do feitio torcido do velho :-))

    Tem imagens lindas e cenas maravilhosas de um parto animal.

    Beijinhos para todas. Até nova sobremesa!

    ResponderEliminar
  16. De facto o filme que eu falei é muito diferente do livro...
    Mas parece-me que eu não sou tão selectiva como tu nos filmes, gosto muito de filmes franceses, italianos e espanhóis, alguns ingleses, mas também gosto de filmes americanos (não de todos, claro...)
    Depois falamos disso melhor.

    Beijinhos (vou ver se encontro este que falaste agora)
    Isabel

    ResponderEliminar
  17. Eu até gosto de filmes americanos. Não gosto é de filmes muito comerciais. As produções independentes que não estão sob o dominio da industria cinematográfica americana são muito boas.

    Porém, olho sempre com muita desconfiança para filmes americanos porque quase sempre são remakes de filmes doutras nacionalidades, com o intuito de os tornarem mais comerciais.

    Por exemplo, há um grande número de filmes de terror americanos que são remakes de filmes asiáticos. Eu gosto de ver o filme na sua nacionalidade original. Até pela parte educativa em termos de linguagem.

    Acima de tudo gosto de diversificar: portugueses, espanhois, franceses, italianos, de paises de leste, ingleses, americanos, brasileiros, argentinos, chineses, japoneses, coreanos... (claro q nos asiaticos não pesco uma palavra de chinoca!).

    As várias culturas influênciam grandemente a 7ªarte.

    Acho muita piada a filmes nos quais oiço várias linguas ao mesmo tempo, como é o caso da Residência Espanhola, por ex, ou do Terra de Ninguém.

    Tenho muitos filmes que posso emprestar se quiseres. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  18. Obrigada, Rute, mas o meu marido tem uma "filmoteca" de cerca de 3.000 filmes!... Tenho muitos que quero ver, mas que ainda não consegui... :)
    Também adorei A Residência Espanhola, ando sempre a recomendá-lo às minhas filhas e aos amigos delas!... O Terra de Ninguém acho que não vi ainda (ou já vi e não me lembro, também me acontece..., às vezes começo a ver um filme com as minhas filhas ou com o meu marido e depois descubro que já o tinha visto...! :) ).
    Beijocas
    Isabel

    ResponderEliminar
  19. O Terra de Ninguém não é tão divertido como A Residência Espanhola, é humor negro sobre a guerra da Jugoslávia (entre sérvios e bósnios). Mas, na minha opinião, é extraordinário.

    Viste As Bonecas Russas, a sequela da Residência Espanhola. Não achei tão bom qto o 1º, mas as sequelas têm sempre esse problema.

    Nos clubes de video é raro aparecerem filmes europeus, mas como tenho o Mooxuu (videoclub online) vou conseguindo satisfazer a minha preferência. Senão souberes o que é o Mooxuu, vê este link:

    http://publicarparapartilhar.blogspot.com/2008/01/mooxuu-clube-de-video-online.html

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  20. Não, não vi As Bonecas Russas...
    Talvez quando tiver oportunidade, mas estes blogs "dão cabo de mim", tenho que fazer pause nisto senão lá se vão os meus livros e filmes na minha lista de espera!!!! :)

    ResponderEliminar
  21. Xiii nem me fales em blogs! Os blogs absorvem o meu tempo livre por completo :-(

    Eu gostava tanto de ler... agora ando tão preguiçosa. Filmes é que ainda vejo muitos, pelo menos 2 por semana que são os que o mooxuu envia semanalmente.

    O que vale é que não vejo TV (nem noticias sequer!).

    ResponderEliminar
  22. Adoro tiramisu, quanto ao teu só mesmo experimentando, mas tem bom aspecto.
    Bjos

    ResponderEliminar
  23. Rute,
    Estou querendo fazer diferente meu próximo tiramisu e com certeza não terá ovos. Acho que o tofu, por ser neutro e mais consistente, dá uma textura boa, mais encorpada. É assim que desejo que fique o próximo.
    Não tenho nada contra o tofu, pois o sabor é dado pelos outros ingredientes. Além disso, ele é saudável.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  24. Ah ah ah, gostou do nome :)
    A ver vamos se gosta do sabor.
    Se quiser usa outro creme de leite sem ser o de aveia.
    Beijinho, obrigada por ter vindo espreitar.
    Rute

    ResponderEliminar