14 abril 2009

SCIENTIFIC EXPERIENCE REPORT EPISODE 6:

OBJECTIVE:

Sunflower Sprouts &
Fava Bean Stew with Sprouts

(Rebentos de Girassol &

Favas Guisadas com Rebentos)


ARTIGOS RELACIONADOS:

Saladinha com pétalas de girassol (I)
Saladinha com pétalas de girassol (II)

Tinha muita curiosidade em germinar sementes de girassol. Em primeiro lugar porque já tinha provado rebentos de girassol, e gostei. Em segundo lugar, porque tinha cá guardadas as sementes dos meus lindos girassois da horta de varanda.

Os girassois que semeei o ano passado eram lindos de morrer como podem ver nos artigos relacionados. Todos os dias de manhã mal acordava dirigia-me à varanda só para os ver e regar.

Como eram comestíveis, comi-lhe as folhas em saladas e deixei o núcleo a secar, cheio de sementinhas. Descobri nessa altura que para obtermos as sementes tal e qual como são vendidas nas lojas, era necessário descascá-las pois nascem com uma casquinha preta, riscada.

Guardei aquilo num frasco para voltar a semear este ano mas resolvi testar no germinador. Triste fiquei quando a 1ªexperiência saiu furada e tive de deitar as sementes caseiras todas fora :-(( buáááá.

Adiante! Mais tarde, com as dicas da Márcia do blog Leite da Terra percebi que as sementes sem casca também podem ser germinadas e assim, tirei um saco de sementes de girassol da despensa e demolhei-as em água dum dia para o outro.

Assim que passaram um dia no germinador, já sem água, começaram logo os "narizinhos" das sementes a espreitar cá para fora, conforme podem ver na foto 3 e 4.

Suponho que o meu 1ºfracasso tivesse como causa o facto de não ter demolhado as sementes tempo suficiente.

Assim que os rebentos atingem alguns centimetros já está na hora de consumi-los e dar espaço no germinador a outras experiências. Dai que, ao fazer um guisado de favas frescas inclui os rebentos de girassol. Ficou muito bom.

INGREDIENTES:

  • 1 cebola;
  • azeite q.b.;
  • 2 dentes alho;
  • 1 folha de louro;
  • 1 chouriço de soja;
  • Favas;
  • Rebentos (de girassol ou de soja);
  • Mólho de cheiros (folha alho francês, talo cebola, coentros, tomilho, etc)
  • Polpa de tomate;
  • Sal q.b. ou molho de soja;
  • 2 colheres "sopa" sementes linhaça.

CONFECÇÃO:

Fazer um refogado de cebola, alho, azeite e louro. Juntar o chouriço sem pêle, às rodelas grossas.

Juntar as favas descascadas. Mexer e deixar refogar um bocadinho. Adicionar os rebentos de girassol, água a ferver, polpa de tomate, sal e mólho de cheiros em cima. Tapar, deixar apurar sabores. Cozinhar em lume brando.

Quase no fim do estufado, juntar sementes de linhaça para engrossar o caldo. Apague e não sirva logo. Enquanto o guisado descansa, o caldo ganha corpo.

13 comentários:

  1. Sabes que andei a ler esse site hoje mesmo e descobri que não é necessário ter o germinador, acho que vou ter que experimentar! Sobre o teu prato deve estar excelente para quem gosta de favas, o que não é o meu caso, e depois tenho um filho que detesta verdes! Deixei uma resposta para ti no meu post sobre o chá, para ver se fazemos troca de plantas... acho que vais precisar de uma varanda maior eheheh. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Não como favas há séculos!
    Deu-me uma gana de gula só de olhar para as tuas! Este FDS vou mesmo às congeladas do hiper!
    Um pratinho bem castiço! :)

    ResponderEliminar
  3. Adoro favas mas nunca provei rebentos de sementes de girassol :) Bem giro!

    ResponderEliminar
  4. Pronto, deste-me cabo das favas! :)
    :) :) :)

    ResponderEliminar
  5. Rute,
    Adorei esse prato.Só que não gosto de favas, faço só para o marido,vou experimentar essa receitinha.


    bjs

    ResponderEliminar
  6. Trabalho recompensado com este óptimo resultado...até se come com mais satisfação.
    Excelente combinação de ingredientes.
    Pensava que os rebentos só se adicionavam depois do prato cozinhado.
    bjs

    ResponderEliminar
  7. Suzi,

    especialmente no Verão é relativamente fácil germinar sementes dessa maneira que a Márcia referiu. No entanto, tens de ter cuidado, SEMPRE, com odores ou bolores. Se algo não te parecer em condições, não comas. Ficas-te pela experiência de ver crescer.

    Com o germinador automático há irrigação sistematica e o ar que entra dentro do germinador é filtrado, dai a maior segurança contra bactérias indesejáveis.
    ___________________________________

    Mary,

    nem mais! Para matar desejos, as congeladas servem bem para o efeito.

    No entanto, eu acho muito engraçado esperar pelos frutos e vegetais da época. É uma alegria quando começam as temporadas dos alimentos.

    Como não tenho congelador cada vez que vejo ervilhas, favas ou feijões de debulhar é como se me saisse a sorte grande. Fico mesmo contente.
    ___________________________________

    Ameixinha,

    julgo que consegues germinar girassol facilmente sem germinador. Deixa muito tempo de molho inicialmente e guarda sempre no escuro para evitar que fiquem amargos.

    Procura as técnicas caseiras de germinação de sementes na internet.
    ___________________________________

    Gasparzinha,

    tu e essa foto da gargalhada, com um nome de fantasminha brincalhão e uma frase dessas: "Pronto, deste cabo das favas!" lembras-me mesmo uma miúda endiabrada.

    A minha filha adorou descascá-las mas comê-las, nem pensar!! São verdes e a Carolina é "alergica" a verde :-))))
    ___________________________________

    Mary Sabores,

    Sim podes fazer a receita sem os rebentos. A minha receita tem como base a receita da minha mãe. Embora a minha mãe não faça o refogado e utilize chouriços normais. Ela põe tudo em crú na panela de pressão, com um "olhinho" de água, os chouriços e morcela por cima às rodelas. Dá um "entalão" e serve com arroz branco.
    ___________________________________

    Borboleta,

    as tuas perguntas são sempre muito pertinentes pois estás sempre atenta aos pormenores eh eh eh.

    De facto para aproveitares todo o potêncial nutritivo de quaisquer rebentos, convém comê-los crús, dai juntares ao cozinhado, o mais tarde possivel (no fim).

    Porém, os rebentos de girassol são algo rijos em crú, conforme são os rebentos de soja. Dai que, por norma, gosto de os cozinhar um bocadinho apesar de estar consciente que mato as enzimas dos rebentos.

    É uma questão de opção. Se fossem outro tipo de rebentos, mais fininhos, provavelmente optava por juntar apenas no prato ao servir.

    Beijinhos a todas e desculpem a demora nas respostas. Ontem o dia (15) não rendeu. Foi muito curtinho!

    ResponderEliminar
  8. Nunca comi favas, mas tenho umas sementes de girassol e já fiquei interessada em fazer essa receita. Está anotada! Gostei mesmo.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde, fico impressionado com o cuidado que faz este blog, super interessante, foi por aqui que consegui ter conhecimento do desitratador, muito obrigado, um dia deste partilharei consigo algums experiencias, e também já reparei que comprou o germinador, incrivél, também comprei, gostava de lhe poder escrever directamente, sou do Porto/vila nova de gaia e tenho uma escola de gastronomia e acho interessante partilhar csg alguns conselhos e ideias, obrigado e parebens pelo Blog, luisfrancisco
    info@segredosdavo.com

    ResponderEliminar
  10. ui, nunca comeu favas Gina!

    Bom, não sei se você vai gostar, pois favas tem um gosto particular. Não é igual a nada.

    Há quem adore, há quem deteste :-(

    Mas, de qq forma, pode fazer esta receita com feijão preto por exemplo que é bem caracteristico do brasil.

    E aí você tem a sorte de poder germinar mais facilmente as sementes pelo processo artesanal. O clima brasileiro é favorável.

    Beijinho.
    ___________________________________

    Luis,

    obrigada pelo comentário. É bom saber que há mais pessoas interessadas por novas tecnologias na área da culinária.

    Gostei do seu site. Que pena ser uma escola no Porto. Ia adorar fazer uns workshops na sua escola.

    Vou incluir o link na coluna da direita em sites a visitar: www.segredosdavo.com

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  11. Adoro favas!! mesmo sem germinador como muitas vezes guisadas :) E agora com chouriço de soja claro!

    :)

    ResponderEliminar
  12. Sou eu de novo hi hi :)
    Vi que me tinhas respondido ontem e vim atrás da receita das favas...E claro, como não podia deixar de ser, não há publicação alguma em que não tragas algo de novo!!! Por isso gosto tanto de vir aqui..e também por seres tão simpática!! Isto é corantes naturais...Germinações de sementes...Fornos solares...Pão com sabor a pastilha elástica lindamente recortaddo...peixes-balão em material reciclado...artigos super interessantes... Que cabecinha fantástica e mãos dotadas!!! :) Beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Então se voltares aqui a este post, deixo-te mais um link para novidades:

    http://publicarparapartilhar.blogspot.com/2009/08/vinho-verde-branco-de-kefir-uva-passa.html

    É uma experiência muito interessante, da época que dediquei a minha atenção aos grãos de kéfir.
    Beijinhos Isabel.

    ResponderEliminar