29 maio 2009

TROCA DE GALHARDETES - MARY / RUTE

DOCE SOLAR DE PAPAYA

Mary Bond, então vamos lá trocar galhardetes! Fazia algum tempo que eu e a Mary não reproduziamos receitas uma da outra e esta semana sem combinarmos, trocamos galhardetes: Ela fez Compota de Damascos com Passas e Cravinho e eu fiz uma reprodução solar da Compota Light de Papaya dela.

Estes miminhos valem mais que mil selos de amizade. É gratificante ver que as nossas receitas agradam a quem nos visita e não há melhor prova que esta: a reprodução em parte ou no todo. Obrigada.

Na altura, esta compota da Mary fez-me alguma confusão porque vi lá as sementinhas da Papaya que para mim estavam rotuladas como "venenosas"! Não sei onde fui buscar esta ideia mas sempre me causou alguma aversão as bolinhas cinzento escuras da papaya. Retirava aquilo da papaya com repulsa.

Questionei a Mary se de facto eram comestiveis ou "venenosas" ou intragáveis, e a rapariga até se riu de mim, disse-me: - Se são venenosas então eu já devia estar morta há muito tempo pois é a parte que gosto mais.

Portanto, inclui-as na compota e gostei bastante, são apimentadas. Mas foi a medo, não inclui todas :-)) Não fosse a Mary ser imune a qq substância das sementes e eu não (nunca fiando!).

INGREDIENTES:

  • 1 Papaya média bem madurinha;
  • 2 c. (sopa) açúcar integral mascavado claro;
  • Sumo de 1/2 limão e Casca;
  • Alecrim fresco q.b.
CONFECÇÃO:

No copo da varinha mágica colocar a papaya sem casca e sem sementes, o sumo de limão e o açúcar. Triturar tudo.

Depositar o líquido numas formas de tarteletes pretas por forma a ser rápido assar ao sol (dentro do forno solar). Em cada tartelete colocar casca de limão, sementes de papaya e estaca de alecrim fresco (ou seco). Cozinhar ao sol durante 1.30 h. Escusado será dizer que é um doce maravilhoso, super tropical.

15 comentários:

  1. Eta, mulher corajosa!
    Espero que que ainda estejas viva, não vá eu ficar com peso de consciência...
    E depois, quem nos faculta os forninhos solares?!
    Eu como as pobres sementes à colherada e olha que tenho um ar anaifado e coradinho!
    Gostei da ideia e da cor exótica das trateletes, ficaram sólidas, ou tipo doce? Vais fazer iogurte de papaia? Hummm,fresquinho deve ser um must!
    Alô? Are you alive? hehehe:)

    ResponderEliminar
  2. Não me canso destes docinhos, adoro compotas! E esta está divinal, de certeza! Vou fazer este docinho mas sem forno solar... Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Assim é que é, troca de experiências e ensinamentos é o que nos distingue dos "bichos", parabens por mais esta maravilha, gostava de trocar uns dias a tua familia pela minha para ver se conseguias os "domesticar" na alimentação...hehe.
    bjssss

    ResponderEliminar
  4. Ah ah ah Abelhinha fizeste rir!

    A minha familia tá bem domesticadinha, é verdade ;-) Mas olha que quem tem andado a comer o doce de papaya de manhã sou eu e não eles.

    Mary Bond, a compota ficou no ponto, nem muito liquida, nem muito sólida, bestial para barrar no pão. Junto com o meu queijinho de iogurte tem feito o delirio das minhas manhãs. Não vou fazer iogurte de papaya porque já está a acabar. Fiz pouca quantidade, apenas 1 papaya. Mas assim vou diversificando os doces. E como a energia é à borlix posso-me dar ao luxo de fazer quantidades piqueninas.

    Suzi, vê a receita da Mary, ela fez na MFP. Vais adorar de certeza. E com sementinhas não te esqueças ;-)

    Beijokas a todas. Vou voltar à lida!!

    ResponderEliminar
  5. Olá Rute és uma super mulher, não paras.
    Quanto as sementes de papaia não tenhas problemas pois comidas com moderação ajudam ao funcionamento do intestino, são óptimas para quem tem obstipação. Espero ter ajudado.
    beijocas

    ResponderEliminar
  6. Os blogues são assim mesmo, para partilhar! E quando se trata de excelentes receitas e experiências ainda melhor!!
    A dos caroços da papaia eu tb desconhecia.. ; )
    Obrigada pelas dicas da máquina de leite de soja. Cá em casa sou só eu que bebo por isso não sei se compensará.. Vou estudar o assunto.
    beijocas

    ResponderEliminar
  7. Rute, além do doce que me parece muuuuuito bom, tb adorei o frasco!

    E ainda mais as tuas palavras com as quais me identifico plenamente.
    Alguém fazer uma receita do meu blog enche-me de sorrisos, alegria e vontade de partilhar as coisinhas que vou descobrindo e fazendo.

    É esse o grande segredo dos blogs: a partilha. :)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Isabel Lopes, graças a deus não sei o que é isso da obstipação. Mas é óptimo saber que as sementinhas são excelentes para a prisão de ventre. Hei-de aconselhar a quem precise.

    Margarida, pássa no blog da borboleta ela publicou um artigo sobre a máquina de fazer leite de soja. Esqueci-me de referir que também faço tofú com esse leite caseiro mas prefiro o sabor do de compra.

    Gasparzinha, O frasco é do IKEA. Já comprei há imenso tempo. Adoro loiça quadrada ou retangular. É fora do normal.

    ResponderEliminar
  9. Rute,
    Esse teu forno solar anda-me a fazer "cócegas", se eu não vivesse num apartamento já tinha comprado um :)
    Tens razão quando dizes que a reprodução de uma receita vale mais que mil selinhos. É tão bom descobrir os sabores dos outros blogs. Num destes dias sou eu que faço a compota de damascos, acho que é neste fim de semana que os vou apanhar da árvore.
    Bjs
    Moira

    ResponderEliminar
  10. Boa Rute...gostei do aspecto, quase senti o sabor!!

    Publiquei os iogurtes, juro que numca pensei que fosse tão bom e que a tecnica do forno fosse dar resultado!!!

    Olha muito a serio, enquanto nao abres o centro de "trocas" diz-me quando podes passar la na loja ou no g. para eu te levar umas coisitas???

    ResponderEliminar
  11. Ora aí está, trocar galhardetes assim é muito mais enriquecedor :)
    Tem uma cor linda este doce!

    ResponderEliminar
  12. olha ...essa das sementes da papaia também não sabia...à cautela , daqui a uns dias verifica se tens tudo no sítio (rrrsss...)se calhar a nossa Mary é extraterrestre e só fica afectada com a kriptonite...

    ResponderEliminar
  13. Olá Rute

    Estive há bocadinho a ver o doce de damasco da Mary e agora depois de ver o teu, não consigo escolher!! :)

    Estas experiências e trocas de receitas são realmente muito enriquecedoras.

    Olha, tb me faz um bocado de "comichão" as sementes da papaia, mas até a pediatra da minha filha diz que é para comer tudinho...

    bjs

    ResponderEliminar
  14. Rute,

    Em resposta ao teu coment., eu tb estou a contar publicar a minha receita pouco depois das doze badaladas :)... a não ser que seja vencida pelo sono!

    Até logo.

    ResponderEliminar
  15. ke ideia genial ..doce de papaya, pena ser muito cara aqui mas quem sabe talvez me aventure e experimente. jinhos doces ficou lindo e saboroso aposto xxx :)

    ResponderEliminar