24 junho 2009

FALSO ARROZ DE COENTROS E CENOURA

C/MOLHO DE COGUMELOS (CRUDIVORO)

É tão bom quando temos alguém em sintonia connosco! Desta vez foi a Borboleta da Cozinha das Cores que publicou um arroz fingido crudivoro. Também ela sente-se atraida por esta forma de alimentação: Crudivorismo (Raw Food).
Assim que vi a invenção da borboleta tive de vir logo experimentar!! (sou mesmo macaquinha de imitação)
INGREDIENTES DO MOLHO:
1 punhado de cajús;
Água q.b.;
2 Cogumelos inteiros crús laminados;
1/4 cebola crua laminada;
1 dente de alho crú;
Molho de soja;
1 colher (sopa) sementes de linhaça;
Manjericão fresco;
Sal e pimenta q.b.;
1 ovo crú;
Óleo ou azeite prensado a frio (crudivoro).
INGREDIENTES DO "ARROZ":
1 couve-flôr pequena;
1/2 cenoura;
Coentros frescos q.b.;
Azeitonas para decorar;
Sal, óleo crudivoro e vinagre.
CONFECÇÃO DO MOLHO:
Coloque os cajús de molho em água durante umas 2 horas.
Lamine os cogumelos crús e o 1/4 de cebola. Pique 1 alho e tempere de molho de soja. Reserve.
Num copo misturador, triture os cajús com um pouco da água de demolho. Junte o preparado anterior dos cogumelos, cebola e alho. Triture. Coloque todos os outros ingredientes à excepção do óleo. Triture e adicione o óleo em fio até obter um molho cremoso (género maionese).
CONFECÇÃO DO "ARROZ":
Lave muito bem a couve-flor (de preferência biologica), retire-lhe os "pés" e triture o restante na Bimby (4 toques, espaçados, no TURBO).
Tempere com óleo, vinagre e sal. Misture bem. Pique os coentros e volte a misturar.
Lamine a cenoura em tirinhas finas. Tempere de azeite e junte à couve-flor.
Acalque numa tijela para servir de molde. Vire sobre um prato e regue com o molho de cogumelos.
CONSIDERAÇÕES FINAIS:
É um acompanhamento espectacular para qualquer tipo de carne, peixe ou alternativos. No entanto eu comi assim como prato principal e adorei.
O molho de cogumelos é óptimo. Foi uma invenção que saiu muito bem. 5 estrelas!

15 comentários:

  1. bem que vontade de rir!! Eu a falar do tal arroz e tu a publica lo!! :D

    Boa boa, esta também eu vou experimentar, sem duvida!! Deve ser uma maravilha, bem estaladiço!

    ResponderEliminar
  2. Raw forever...!

    Rute já viste um take away de raw food?

    ResponderEliminar
  3. Rute,deve ser uma maravilha. Besos

    ResponderEliminar
  4. Rute, esses "falsos" pratos são surpreendentes. Jamais poderia imaginar misturar cajus dessa forma. E tinha que ler a receita urgente para descobrir de que era feito o falso arroz.
    Ainda estou longe do crudivorismo, mas gosto de vir aqui descobrir as suas novidades.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Rute, agora assustei-me! Pensei que tinhas estado cá em casa e não tinhas dito nada... é que eu tenho pratos iguais a esses... a 1ª sensação foi "olha o meu prato!" :)

    quanto à paparoca, de facto engana bem, e os ingredientes são óptimos.
    Mas, sinceramente, eu acho que nunca seria crudívera, quer dizer, totalmente não! Não vejo mal nenhum em cozinhar os alimentos, não acho que isso seja "matá-los", pelo contrário, acho que é dar-lhes uma nova vida. :)
    Gostava de ser vegetariana, isso gostava.
    Olha, isto não é nenhuma crítica, pelo contrário, acho fascinantes as comidinhas que tu fazes, por isso é que venho vê-las, mas ainda não "encaixei" o crudivorismo...
    bjs

    ResponderEliminar
  6. Rute, que apetrecho aconselhas a usar, à malta que não tem Thermomix?
    (Para obter o efeito de "arroz") :)

    ResponderEliminar
  7. Olá a todas,

    Verdinha, realmente que coicidencia engraçada, tu a "falares" no msn, do arroz da borboleta e eu a publicar a minha versão.

    Borboleta...já estás com ideias não estás!? Take Away raw Food é uma grande ideia! Eu e tu, qualquer dia, ainda vamos ser sócias...

    Anna, experimenta. É mesmo uma grande maravilha e tu estás habituada a sopa fria (gaspacho) pelo que não é dificil para ti gostares deste prato.

    Gina, o cajú é uma fantástico para molhos. No entanto tenho medo que seja demasiadamente nutritivo pelo que evito comer mais que 1 vez por semana.

    Cláudia, já não é a 1ªvez que estes pratos dão que falar. Quando me juntei com o meu actual namorado/marido, ele tinha 1 serviço igual ao meu e assim fiquei com serviço duplo :-)) Isto é q foi escolher bem! É linda esta loiça Alentejo não é? Tens bom gosto ;-)

    Mary, experimenta um ralador de vegetais. A varinha mágica não dá. Também podes ter fazer picado com faca... Não tens uma trituradora molinex 123?

    Beijokas.

    ResponderEliminar
  8. Rute mesmo que uma pessoa pense não gostar, só as cores do efeito da comida é divinal.
    Fiquei encantada.
    bjss

    ResponderEliminar
  9. São de facto surpreendentes este pratos :) Eu gostava de provar!

    ResponderEliminar
  10. O prato está lindo e pelos ingredientes deve ser muito saboroso. Bjs

    ResponderEliminar
  11. Goooood morning people :-)

    Abelhinha e Ameixinha, então...pensem em confeccionar para provar. Vá, vamos lá, façam este falso arroz para acompanhamento.

    Pedro? O Pedro q eu conheço? Perdi o teu contacto. Envia-me um mail. Como vai a tua criança? Crescida não?

    Beijos a todos!

    ResponderEliminar
  12. Bem, devo dizer que gostei muito!!!
    Esta fica para experimentar. :)

    Diz-me só : achas que dá para omitir o ovo crú do molho?
    Não gosto nada de usar ovos crus...

    ResponderEliminar
  13. Sim dá. Experimenta. Mas se precisares de mais consistência, aumenta as sementes de linhaça em substituição do ovo crú.

    ResponderEliminar
  14. Rute, ainda não tinha tido oportunidade para deixar o meu comentário.Digo-te que apesar de não ser crudívera, eu vou experimentar este falso arroz.Já vi que dá para não utilizar o ovo cru.A unica coisa que tenho medo é que como ´os alimentos estão crus seja dificil a sua digestão, é que eu tenho um estomago de pintainho.O que achas Rute?

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Pois é precisamente ao contrário Sandra. A comida crudivora é de mais fácil digestão.

    Existem várias técnicas que servem para cozinhar os alimentos crús, são elas: demolhar, marinar e etc...

    O tempero na couve-flor vai cozinhá-la ligeiramente (mesmo sem lume).

    Um ponto a favor do crudivorismo é que saceia com facilidade, pelo que comes menos, facilitas a digestão :-))

    Mas, amanhã vai ao blog da verdinha. Ela experimentou hoje o falso arroz e adorou. Penso que vai publicá-lo amanhã:

    http://sotaodaverdinha.blogspot.com/

    ResponderEliminar