05 junho 2009

FALSO ESPARGUETE À BOLONHESA (CRUDIVORO)

Até eu estou incrédula, com a parecença do falso com o esparguete real. Quer em aspecto, em textura e em sabor! Como é possivel obter um esparguete à bolonhesa apenas com vegetais crús?? Mas é, é super possivel. Aqui está "ele" para partilhar com as visitas. São servidos??

ARTIGO RELACIONADO:

Fatiadora em espiral e Batata-esparguete


INGREDIENTES:

1 courgette inteira (biologica);

1 tomate s/ grainhas e s/liquido;
1 tira de pimento;
1/4 de cebola;
6 folhas de mangericão;
2 colheres (sopa) sementes girassol;
2 tomates desidratados;
Óleo prensado a frio q.b.;
1 iogurte caseiro de curry (ver link aqui);
1 colher (chá) mel;
Levedura de cerveja q.b.;
Sal, pimenta e oregãos secos em folha q.b.

CONFECÇÃO:

Coloque os tomates desidratados de molho numa tijela e as sementes de girassol, também de molho, dentro de outra tijela. Demolhe durante 30 minutos no minimo.
Faça o esparguete de courgette na Espiral Slicer.
Num copo misturador, deite o tomate fresco aos pedaços, sem grainhas e sem liquido. Por cima o pimento e a cebola, partidos aos cubos, as folhas de mangericão picadas, e todos os restantes ingredientes com excepção da levedura cerveja e dos oregãos secos. Triture até obter um creme. Caso precise de mais liquido, junte mais iogurte.
Coloque o molho sobre o "esparguete" de courgette, salpique de oregãos secos e levedura de cerveja que substituirá na perfeição o sabor a queijo :-).
CONSIDERAÇÕES FINAIS:
Na dieta crudivora é possivel aquecer os alimentos até 40/45º, dai que se quiser, aqueça ligeiramente o molho. Eu não o fiz, comi frio porque foi num dia quente e estáva delicioso ao natural.
O crudivorismo defende que os alimentos comidos crús contém um poder enzimático notável e necessário, em comparação com a comida cozinhada, que mata as enzimas quando é confeccionado. É o que os crudivoros chamam de comida morta.
A culinária crudivora é um mundo novo para mim. Um mundo que estou a adorar conhecer. Fiquei adepta deste prato. Além de saudável, é super ecologico. Não gasta praticamente energia, é rápido, não polui e os alimentos não diminuem de tamanho. A digestão é serena e fiquei sem fome desde as 14:30 até às 18h. Notável.

19 comentários:

  1. Bela ideia,

    Onde arranjaste essa maquina?

    Margarida

    ResponderEliminar
  2. Sem palavras...já tinha falado contigo sobre este prato mas agora que o vi fiquei com vontade de tirar a minha espiral slicer do armário e sacudir-lhe as teias de aranha.
    Já sabemos o que cozinhar quando houver falha de luz e gás...e sol, já agora (eh eh eh).
    bjocas

    ResponderEliminar
  3. Realmente, que ensinamento nos dás, e ainda por cima têm bom aspecto...rica máquina essa, deve dar para cortar outros legumes.
    bjssss

    ResponderEliminar
  4. Já fui ver o vídeo do outro posto e a maquineta é mesmo "amazing"! :)

    ResponderEliminar
  5. Realmente essa máquina é qualquer coisa. Dá-nos um esparguete super saudavel e uma óptima maneira de comer vegetais (para quem não gosta).
    Parabéns pela originalidade!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Estamos sempre a aprender. O aspecto é fabuloso. A máquina tb é nova para mim onde compraste. Bjs

    ResponderEliminar
  7. Rute, o crudivorismo é, sem dúvida, mais saudável e é óptimo para fazer agora no verão. Parece mesmo esparguete! Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Que espectáculo, adorei, como é possivél que com vegetais se faça essa maravilha, ainda bem que eu gosto de vegetais, vou ter que experimentar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Que vunito, inté tou parba cum tamanha façanha :)

    ResponderEliminar
  10. Amiga, o teu planeta é muita giro!!!
    As refeições comem-se com gozo e diversão, com a saúde pelo meio!
    Bué da fixe! hihihi:)

    ResponderEliminar
  11. Rute,
    Parece mesmo esparguete,se eu não tivesse lido o post.
    não dizia que era legumes.E essa maquina é fantástica.
    Tem um ar delicioso,gostei muito.


    bjs

    bom,f.d.s

    ResponderEliminar
  12. Rute, é isso mesmo: verdadeiramente notável!!

    Só que não tenho a maquineta, e estou auto-proibida de comprar mais gadjets de cozinha! :)

    Confesso: estas fotos deram-me fome. Muita fome!
    :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Olá a todas!

    Também ficaram incrédulas, eu sei!

    Margarida e Conceição a indicação de onde comprei a máquina está no artigo relacionado.

    Mary, bota diversão nisso. O crudivorismo é fascinante e entretém, enquanto se pesquisa e põe em prática.

    Gasparzinha, gostei do AUTO-proibida. Eu nem isso consigo, auto-proibir-me. Já ando a namorar outro gadject (uma mandolina!!).

    Beijinhos for all.

    ResponderEliminar
  14. Rute, parabéns pela tua criatividade
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. bemmmmm, ameiiiiii... estou completamente surpreendida.... mt fixeee...
    olha cheguei de ferias e vi as receitas cor de rosas de toda a gente, que pena não prticipar, mas nao podia mm...p aproxima!
    EStive a ver a tuas receitas, continuam optimas como sp... e adorei o mar de arroz doce... tens uma gd criatividade.... continua assim!!!
    um bjinho*

    ResponderEliminar
  16. Oiii...tem uma frescurinha pra você lá no blog...Bom findi!
    Bjinhus...

    ResponderEliminar
  17. Fiquei bastante curiosa em experimentar este esparguete...!
    Quem diria!

    Aii mas maquinas é que naoooo. Nao havera outra maneira??

    Oh pah! :(

    Preciso de mais uma cozinha! hehe

    ResponderEliminar
  18. Qual é o Rafeiro ? esta é uma pergunta que está no nosso blogue para responderes, será que vais assertar.
    http://esterilizacao-o.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. Comecei a visita da praxe aos blogs e acabei por ver 1º esta receita no blog da Verdinha (ela foi rápida, lol). Rute, achei o máximo!
    Eu com a fruta tenho em "relação" difícil, mas com vegetais... venham eles! Portanto acho esta receita fantástica!
    Assim também eu me converto ao crudivorismo!
    Muitas beijocas!

    PS - A maquineta é muito engraçada, vou espreitar melhor...

    ResponderEliminar