18 junho 2009

TOSTAS DE VEGETAIS COM ARTISAN BREAD

O forno solar estáva a cozer arroz para o arroz doce quando encontrei este artigo fabuloso no blog Pão Bolos & Cia. O tempo estáva extremamente quente e abafado fora do forno, dai que resolvi amornar água dentro de um copo, no lado de fora do forno, em cima do vidro, num canto entre os 2 espelhos. Perfeito, água morna em 10 minutos.

O Artisan Bread in 5 minutes a day, e o No-knead Bread estão a ficar muito populares nos blogs que costumo frequentar. Há 1 mês atrás experimentei a receita base apenas com farinha de trigo mas não correu nada bem, devo ter feito algo de errado pois não gostei do produto final.

O que me levou a testar novamente foi perceber que a massa do Artisan Bread presta-se a outras utilizações para além do pão normal, como por ex, bases de pizzas e tostas ( mais utilizações aqui).
Mas estas tostas são especiais e conquistaram-me completamente quando percebi que a tosta é feita directamente da massa e não de pão cortado em fatias.

INGREDIENTES:

350 ml água morna;
1 colher (café) sal;
Meia colher (sopa) fermento seco (Fermipan);
300 gr farinha branca de Trigo (moagem 65);
100 gr carolo (ou sêmola) de milho;
100 gr farinha de arroz integral (moida na bimby).

CONFECÇÃO:

Depois da água aquecida (40º) ao sol, juntar dentro dum recipiente com tampa, a água e o sal.

Noutro recipiente misturar as farinhas com o fermento seco. Adicionar ao recipiente da água e mexer a massa com uma colher de pau até conseguir molhar/unificar todos os ingredientes.

Tapar com a tampa do recipiente e resguardar em local quente e sombrio. No meu caso, como o forno solar já tinha terminado de funcionar, virei-o de costas para o sol, e em cima do vidro, encostado ao espelho, deixei a caixa hermética a fermentar durante 2 horas tendo o quentinho do forno por baixo.

Ao fim destas 2 horas, a massa cresceu consideravelmente, guardando-o de seguida no frigorifico até à hora do jantar. Baixar a temperatura da massa faz com que ela desacelere o processo de fermentação, como se, estagnasse.

À noite, retirei uma bola de massa para fora da caixa e fui amassando/juntando farinha de trigo para esticar com o rolo. Assim que obtive uma massa fininha, recheei com queijo mozzarela ralado, e uma colher (sopa) de vegetais com alguma (mas pouca)
maionese de linhaça (sem ovos), terminando com mais queijo ralado e fechando com massa de pão.
O recheio de vegetais contém o seguinte: Cenoura ralada, tomate sem liquido e sem sementes picadinho, pimento verde e azeitonas pretas picadas. Misturar com maionese.
Só vos digo, não há melhor tosta que esta! O pão fica género base de pizza mas muito fininho e estaladiço. E consegui evitar comer tanto trigo, uma vez que é uma massa de pão de 3 farinhas.
Com a restante massa, fiz bolinhas para o peq almoço do dia seguinte na Actifry. Retirei do frigorifico e moldei as bolinhas deixando-as aquecer à temperatura ambiente durante 20 minutos. De seguida foram 15 minutos dentro da Actifry com 1 calice de água ao canto da forma.

Assim sim, com 3 farinhas ficou muito melhor. Acho que o problema é o meu estigma contra o pão só de trigo.

10 comentários:

  1. Já tinha lido sobre esta forma de fazer pão. Tenho que experimentar :) Depois deste post ainda fiquei mais curiosa :)))))
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Adorei estas eco-biovariações do Artisan Bread. Também costumo variar as farinhas, reduzo a frinha de trigo e substituo com centeio, farelo de trigo ou aveia, flocos ou farinha de aveia...
    Fiz agora um de aveia muito bom, tenho de ter tempo para postar, o que não tem acontecido :(
    Parabéns pelos teus pães e tostas.

    ResponderEliminar
  3. Já tinha visto em alguns blogs, mas em pão, não a versão tosta e acho que me rendi.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Esse Artisan Bread anda a ficar mesmo famoso! Essa tua tosta está com um óptimo ar! Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. E eu ainda não fiz mas qualquer dia tenho que experimentar! Gostei muito do recheio :)

    ResponderEliminar
  6. Cada vez estou mais apaixonada pelo forno solar. É mesmo super útil!

    E essas tostas devem ser mesmo do melhor que há!

    Rute, ainda não respondi ao desafio, pq tenho andado demasiado atarefada, e uma tarefa que me estava mesmo a pôr neurótica, não conseguia pensar em + nada!

    Mas digo-te já que a minha vida a comparar com a tua é um verdadeiro tédio... :):)
    vou responder brevemente.

    bjs

    ResponderEliminar
  7. Ammiga, ando completamente viciada...
    O meu almoço hoje: pizza com massa artisa e recheio de pesto de espinafres e cogumelos frescos.
    Agora acabei de fazer uma nova massa, desta vez com umas invenções nas farinhas. estou a tentar com espelta e sumo de cenoura...
    A ver vamos o que sairá daqui!

    Tenho que experimentar a tosta!
    A tua está fantástica. :) :) :)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Que pão fantástico!!!
    100% do melhor!!

    Bjos

    ResponderEliminar
  9. Não deixem de confeccionar estas tostas. São mesmo uma descoberta fantástica, uma ideia de génio.

    Ontem fiz mais massa, desta vez de trigo e centeio (a farinha de centeio foi moida na Bimby - gão integral).

    Coloquei 300 gr farinha de trigo mais 200 gr de farinha integral de centeio e convém aumentar um bocadinho a água para 450 ml e o sal para 1,5.

    Ficaram espetaculares! Com recheio de queijo, rolinhos de alface, tomate às tiras e azeitonas às rodelas. Hummmm!

    Renato, obrigada pela visita ;-)
    Aliás, obrigada a todos pelos comentários.

    ResponderEliminar
  10. Hummm, realmente é um espetáculo, adorei! Obrigada por compartilhar!
    Um abraço
    Léia

    ResponderEliminar