24 outubro 2009

FORMA SEMI-INTEGRAL - MÉTODO ESPONJA

Ando a revisitar os pães que costumava fazer na MFP adaptando-os agora à Bimby e ao forno convencional.

O pão segundo o
método esponja tem como objectivo diminuir a quantidade de fermento que se adiciona. No entanto, a diminuição de fermento torna-o num pão mais demorado, mas igualmente saboroso (aliás super delicioso) e mais saudável (sem tanta levedura quimica).

O ser mais demorado não obriga a que se perca mais tempo na cozinha. A levedação da massa é um processo autónomo que não requer a nossa presença. Pelo que enquanto as leveduras fazem a massa crescer nós podemos estar a fazer o que quisermos.

O link do
método esponja é um artigo que publiquei em Jan.09 e todo o processo era feito na MFP. Desta vez fiz a esponja na MFP, depois amassei a totalidade das farinhas na Bimby e assei no forno convencional. Obtém-se um pão maior e dá para decorar o pão com um topping à escolha.
A vantagem da fôrma de pão, para mim, é ser grande e durar quase 1 semana. Claro que somos fãs de torradas e só comemos pão ao pequeno almoço ou lanche. Os toppings tornam os pães lindissimos e o dia começa melhor com uma mesa graciosa :)
INGREDIENTES da esponja:
300 ml água morna;
300 grs farinha trigo T65;
1 colher e meia (chá) de Fermipan.
INGREDIENTES do pão:
Esponja;
200 ml leite de soja morno (sem aromas e sem sal);
3 colheres (sopa) de azeite;
200 grs de farinha de Centeio integral;
150 grs de farinha Trigo integral;
150 grs de farinha Trigo branca T65;
1 colher e meia (chá) de sal fino;
Passas de uva (vão atribuir frutose à massa);
Flocos de aveia.
CONFECÇÃO da esponja:
Colocar todos os ingredientes da esponja na cuba da MFP e seleccionar o programa Massa.
CONFECÇÃO do pão:
Aquecer o leite de soja no micro-ondas e deitar no copo da bimby. Juntar a esponja e todos os restantes ingredientes à excepção das passas e dos flocos de aveia. Programar 4 minutos, velocidade espiga. Ajudar com a espátula para a massa rodar dentro do copo da bimby.
Agasalhar o copo da bimby com um pano à volta e outro por cima da tampa. Esperar até que a massa levede e saia pelo bocal da tampa. Vai demorar pelo menos uns 30 minutos (senão mais).
Aqueça o forno com a fôrma de pão com tampa lá dentro. Aqueça e desligue o forno.
Quando a massa sair pelo bocal da tampa da bimby, retire-a para um alguidar enfarinhado de trigo. No meu caso não foi necessário amassar nem juntar mais farinha, simplesmente pressionei a massa para alargar em forma de toalha, distribui as passas no interir e enrolei ao tamanho da fôrma de aluminio.
Untar a forma com azeite, colocar a massa (costura para baixo) e decorar com passas e flocos de aveia. Fechar a fôrma com a tampa e levar ao forno ainda desligado, durante mais uns 30 ou 40 minutos para continuar a levedar.
Espreitar o interior da forma para verificar se o pão já cresceu bastante. Se sim, ligar o forno a 200º durante 30 minutos. Terminado o tempo, retira-se o pão da forma e devolve-se ao forno para assar mais uns 7 minutos.

10 comentários:

  1. essa forma é um espectaculo!!! faz coisas lindas! beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tenho que estrear a minha, mas com um mais simples, isto ainda é muita areia para a minha camioneta...hehe.
    Depois peço-te umas dicas.
    Está espectacular-
    Inté
    bjsss

    ResponderEliminar
  3. Tens razão, os teus pães estão cada vez mais bonitos :)

    ResponderEliminar
  4. Só de olhar dá vontade de comer uma fatia!
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. A Ana Maria Braga esteve recentemente em Portugal, ficou conhecendo a Bimby e mostrou no programa. Quando bati o olho, logo reconheci, pois alguns blogs a tem.
    É uma mão na roda essa Bimby, precisamos de uma por aqui.
    Pão é uma coisa maravilhosa, as receitas nunca são demais.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  6. Puxa, bem que a abelhinha tinha razão isto é esponja para cá esponja para lá.eh!eh!

    Mas vou experimentar, é o que em algumas receitas utilizam muito a massa levedada, que é assim deixam levedar e depois utilizam-na para fazer o pão.

    Utilizando o metodo artisan-bread, também dá, não achas?

    A minha MFP avariou e eainda não está arranjada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Certamente...uma maravilha atras da outra! ;)

    bjssssssssssss

    ResponderEliminar
  8. Amiga, como sabes eu partilho contigo esta paixão pelo pão.
    E esse prazer leva-me à constante reinvenção de receitas e métodos.
    E sempre mais e melhor!

    A minha dupla preferida é mesmo bimby + forno, com tempo para a magia se dar.

    Hummmmmm! :)

    ResponderEliminar
  9. Abelhinha e Sandra G, toca a estrear as fôrmas com tampa! E sim, também deve de dar para artisan bread. Quero testar essa versão para poupar energia.

    Sónia e Ameixinha, a fôrma é mesmo um espetáculo e proporciona-nos uns pães liiiindos. Os olhos também comem.

    Gina e Anita, é uma pena vocês não terem bimby. Facilita tanto o trabalho. Reparam na base do bolo de aniversário? A massa bate em segundos!! Em breve vou publicar outra versão dessa massa de segundo.

    Gasparzinha e Conceição, eu já não vivo sem pão em casa. E nem sequer tenho o hábito de comer pão às refeições principais. Mas a manhã tem de começar com umas boas fatias de pão caseiro. Acordo já a pensar em comer :))

    Beijinhos a todas.

    ResponderEliminar
  10. Eu já descobri a empresa cá no norte, ando em diligências para adquirir a forma, mas terá de ser por correio...
    As coisas que uma pessoa faz, só para provar um belo pão como este! lol
    Mi aguardi!:)

    ResponderEliminar