05 dezembro 2009

PÃOZINHO DA AVÓ RUTE

Aqueles que ainda não são, já se imaginaram avós? Eu pelo menos já me imaginei velhinha reformada com imenso tempo para fazer pão, bolos, comidinhas apetitosas. Por outro lado, cada vez que penso em aposentadoria, imagino-me logo a dar workshops de culinária, a abrir uma padaria na aldeia, a dar cursos de agricultura biológica... portanto, parada é que eu não fico. Com ou sem netos, muito pão da avó vai sair das minhas mãos!

E mais ainda, agora, que descobri uma farinha especial da Puratos: a farinha
Easy Rústico. Uma massa fermentada desidratada que se junta à farinha de trigo na proporção de 25%. Esta massa fermentada vai permitir ao pão crescer imenso e formar bolhas de ar que lhe dão aquele ar e sabor caracteristico do pão rústico da avó. A mim só me faltou o forno a lenha. Mas quando for para a aldeia hei-de pôr o forno comunitário a funcionar. Um forno que fica mesmo perto do meu terreno e que neste momento está abandonado.
INGREDIENTES:
  • 550 gr de água morna;
  • 9 gr de sal fino;
  • 150 gr de farinha Puratos Easy Rustico;
  • 600 gr de farinha trigo T65;
  • 7 gr de fermento seco (fermipan ou outro).
CONFECÇÃO:
Aquecer a água no micro-ondas. Deitar no copo da bimby juntamente com o sal e a farinha Puratos. Programar 2 minutos, velocidade 1, sem temperatura.
De seguida, juntar a farinha de trigo e o fermento seco (coloquei 3/4 dum pacotinho de 11 gr). Programar velocidade espiga, 8 minutos. Tapar com 2 panos: um à volta e outro por cima. Deixar a massa sair bastante por fora, até cobrir toda a tampa do copo bimby (demora cerca de 30 a 40 minutos a levedar).
Preparar o forno com um recipiente com água e o tabuleiro do forno com farinha. Com as mãos enfarinhadas retirar a 1ªporção de massa que está de fora e deixar levedar outra vez até cobrir novamente a tampa do copo bimby. Não amassar a massa com as mãos. Simplesmente espalhar no tabuleiro enfarinhado.
E assim sucessivamente. No entanto, ao fim da 3ªparte que vem por fora já não sobe mais até transbordar. Mas continuará a levedar, enquanto se faz as fornadas.
Fica exactamente igual ao pão da avó das padarias ou pastelarias. Óptimo no próprio dia de fabrico, óptimo no dia seguinte ao natural ou suavemente torrado com manteiga a escorregar :))

28 comentários:

  1. Hum ficou uma deliciaaaa, a minha primeira fornada, está quase, quase a sair, mas acho que não estão tão perfeitos como os teus...hehe.
    Obrigado mais uma vez pela partilha, pela generosidade.

    P.S:Estava a ler que abriu em Oeiras
    uma loja Chamada "BIOSÁBIO", biológica, frutas, legumes, pão, bolachas, cereais, massas,etc, na Rua A Gazeta de Oeiras 4-A.
    bjssssssssssss

    ResponderEliminar
  2. Já me tinham enviado uma sms, alguém que não me lembro agora, a anunciar essa loja. Tenho de ir lá espreitar.

    Por falar nisso, não está esquecida a ida ao mercado biológico pois não!? Temos de lá ir com a Sandra G. Mas talvez seja mais agradável na Primavera.
    Bjssssssssssss

    ResponderEliminar
  3. Hummm estou a comer um com manteiguinha, tão bom, e o Abelhão outro, o filhote, azarito, está no cinema...hehe.
    Sim depois vemos isso com a Sandra.
    bjsss

    ResponderEliminar
  4. Está com um aspecto delicioso o pãozinho! Eu ainda só faço pão na máquina o que não dá trabalho nenhum como é óbvio. Mas fiquei com vontade de experimentar outras formas porque adoro a cozinha.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Ai que rico panito :D avózinha ;D
    Podias entretanto arrepiar caminho e abrir uma loja online de revenda desses produtos da puratos humm, que me dizes, é que com esse aspecto vão chover "encomendas" :*

    ResponderEliminar
  6. Estão com um aspecto hummmm, delícia né.
    Pena não haver por cá essa farinha.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Bem, acho que até consigo sentir o cheirinho desse pão! Qjue maravilha!

    ResponderEliminar
  8. Lindas meninas,

    acabei de lanchar um pãozinho destes, torradito, barrado com azeite, esfregado com alho crú e acompanhado de azeitonas caseiras! Só vos digo:

    I´M IN HEAVEN!

    (apesar do hálito horrivel!).

    Samma tu não digas essas coisas :), porque senão, qualquer dia a Puratos corta-me o acesso aos produtos deles pois pensa que eu ando a fazer nigócio! Não ganho nada com isto hein!
    Beijokas a todas.

    ResponderEliminar
  9. hahaha!Agora fizeste me rir com este post!!Eu penso precisamente o mesmo!!
    Obrigado pelos parabéns!!:)
    Acho que é uma excelente proposta!!Apesar de achar que ficas a perder!é que aqui entre nós, nós nunca reconstruimos uma casa!Vai ser a nossa primeira, uma aventura e pêras!!:)Mas se nuca tentarmos nunca aprendemos certo?
    Vamos lá ver no que vai dar!
    beijinhos**
    Sofia

    ResponderEliminar
  10. Da maneira que as coisas estão, nem avó nem reformada! Não me posso dar ao luxo de esperar por essa altura, vou fazendo pão agora... é a vida :)

    ResponderEliminar
  11. Adorei! O teu pão tem um ar delicioso! agora avó????? Bolas ainda somos tão novinhas.... (lol)

    ResponderEliminar
  12. Eu já vi em alguns blog que quando fazemos a nossa própria levedura fresca, podemos desidratá-la se quisermos ir de férias sem que se estrague.
    Deve ser mais ou menos o mesmo princípio.

    Que belo pão, srª avó, com a manteiguinha de azeite ali de cima, hummmm! :)

    ResponderEliminar
  13. O pãozinho tem mesmo um aspecto rustico.
    Quanto ser avó ainda vai demorar algum tempo, espero ter energia para fazer muito pãozinho.
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Olá,Rute,
    Que belo pão,ficou excelente,e cresceu imenso, só falta um pouco de manteiga:)adorei eesa receitinha.

    bjinhos

    ResponderEliminar
  15. Sofia, é mesmo isso, senão tentarmos, nunca aprendemos. Mas o meu marido, apesar de ser jeitoso não é apaixonado pela aldeia como eu. Ele é super citadino :(

    Ameixinha, e porque não abres um negócio de pão ou bolos domestico? Informa-te sobre iniciativas locais de emprego (ILE). Conheço pessoais que já abriram o seu próprio negócio com ajudas monetárias estatais.

    Suzi, é verdade ainda somos novinhas. Pelo menos de espirito sinto-me uma criança :))

    Gasparzinha, mas que interessante isso de desidratar a massa fermentada em casa. Consegues lembrar em que blog viste isso?

    Isabelocas, a farinha e a forma já seguiram destino. Agora é só pores a mão na massa :)

    Mary S., também fiquei espantada com o quanto a massa cresceu. Fiz imenso pão! Mas ele é tão bom que já desapareceu quase todo!

    ResponderEliminar
  16. Que fotos tao apeteciveis. Ate eu ja comia um pouco desse pao, esta com uma textura excelente. Deve ser mesmo bom.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Meu Deus Rute, este pão está demais. E assim, onde compras esta tal farinha Easy Rústico?
    Adorei este pão, delícia.
    Que vela a idia de vivir na aldia, é outra qualidade de vida.

    ResponderEliminar
  18. Parece tão simples e irresistível...
    Fico cega com os vossos pães:)

    ResponderEliminar
  19. É pena o "teu" campo ficar longe do meu...senão seriam duas avós a pintar a manta...

    Óptimo pão esse que nos trazes...suponho que posso usar metade de farinha integral não?

    ResponderEliminar
  20. A farinha Easy Rústico é comprada na Puratos em sacas de 15 kilos.

    À semelhança dos pós de chantilly e de creme de pasteleiro, estou a fazer a distribuição da farinha a quem estiver interessado.

    Entretanto, já experimentei a farinha do pão da avó com farinha integral e gostei bastante do sabor. Não fica é tão fofinho e arejado o pão pois a farinha integral é mais pesada.

    Alguém quer 1 kilo? Custa 1,63 euros cada.

    ResponderEliminar
  21. ahhh mas que rico paozinho!!! É coisa que nao me da para fazer!! com pena... :S

    Já agora, conta-me, caldeirada de tofu=??? hummm??

    ResponderEliminar
  22. Que pão delicioso!!!

    Queria tanto fazê-lo, mas como a puratos so tem sacas de 15 kg, nem pensar. Tinha farinha para uns bons anos!!!!
    Bjns, Isabel

    ResponderEliminar
  23. OI amada o BLOG voltou mesmo a publicar rs.rs.rs. adorei esta receita, pois sou apaixonada por pão, então vou tentar fazer por aqui! Bjus paz e luz.

    ResponderEliminar
  24. Olá, tudo bem??? Podes dizer-me por favor onde comprar essa farinha Puratos?? Tambem gostava de fazer o pao da avó!!!! Obrigado,
    Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carla, tudo bem obrigada.
      Comprei a farinha na Puratos. Aqui tens o site:
      www.puratoscash-carry.pt

      Abraço.
      Rute

      Eliminar
    2. desculpe, mas andei a ver o site e nao encontro a farinha.

      Obrigad

      Eliminar
  25. ola,

    Gostava de saber onde posso comprar essa farinha.

    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      pelo visto o cash-carry puratos não tem as farinhas, mas a delegação no parque industrial sintra-estoril tinha. Telefone para a sede e pergunte, a farinha está neste link: Pão rústico.
      Contactos:
      Telefone: +351.219158300
      Fax: +351.219259405
      E-mail:portugal@puratos.pt

      Eliminar