16 dezembro 2009

A SAGRADA FAMILIA RECICLADA DA SALA UAM

Era uma vez... 3 garrafas pet de água mineral. Uma de 0,5 l, outra de 0,33 l, e uma de 0,20 l. Preparavam-se para serem depositadas no contentor amarelo, quando uma ilustre professora da sala UAM (Unidade de Apoio à Multideficiência), coleccionadora de presépios internacionais, teve a brilhante ideia de converter lixo em vida. E assim nasceu no mês de Dezembro de 2009, uma encantadora sagrada familia com um São José de 1/2 litro, uma Nossa Senhora de 1/3 de litro e um Menino Jesus de 1/5 de litro :)
Caritas e cabelos de barro, roupas de trapos, gruta de papel e "arvoredo" apanhado pelos próprios alunos nos arbustos do recinto escolar, resultou no presépio mais espetacular que eu já vi! Esta sagrada familia tem tudo a ver com o que eu aprecio: reciclagem, confecção caseira, aproveitamento de recursos... Por detrás da iniciativa da Professora Paula estão muitos ensinamentos que são transmitidos aos alunos a brincar :)
Através da criação dum presépio, a professora canaliza a atenção das crianças para a importância de reciclar, de criar com as próprias mãos (motricidade fina), de utilizar materiais que à partida não servem para mais nada. Por outro lado trabalha os conceitos de familia, de vestuário, de número, uma infinidade de maneiras de abordar a temática e de a converter em conhecimento.
Será que em casa não deviamos fazer a mesma coisa? Porque compramos tudo feito quando podiamos aproveitar tempo em familia para manualidades úteis de natal, como construir um presépio, ou decorar uma árvore com enfeites caseiros? Sinceramente acho que brincamos pouco com as nossas crianças. A TV é um descanso para os pais, o tempo que os pais têm para fazer as obrigações caseiras é sempre diminuto e parece que não sobra tempo para estar com os filhos :( Há que arranjar uma solução...
Por falar em tempo lembrei-me deste meu post muuuuito antigo, dos primordios do blog: http://publicarparapartilhar.blogspot.com/2007/08/sabedoria-dos-grandes-mestres.html

13 comentários:

  1. Concordo plenamente, mas a mentalidade de quem emprega as pessoas também devia de mudar.
    Hoje em dia com as novas tecnologias á certos empregos que dá perfeitamente para se fazer em casa.

    Ficou uma sagrada familía muito bonita.

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Concordo com o que escreves-te, mas a evolucao da humanidade e isto...Nao ter tempo para nada nem para ninguem, cada vez mais se vive para o trabalho e a familia passa ao lado. Faltam incentivos, tempo e ideias, falta forca de vontade, faltam solucoes...

    Oxala as coisas mudem, assim como se mudam os tempos e as vontades.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Verdade... evoluir tem seu preço...e ainda tem gente que nem liga... aí acaba piorando as coisas...

    bjsssssssssssss

    ResponderEliminar
  4. Por vezes penso que apesar de tanta tecnologia que tanto nos agrada perdemos imensas coisas.
    Lembro-me muitas vezes que em criança ao domingo á tarde nos reuniamos todos, todos ajudavam a preparar o lanche e eu a mais pequena ficava encarregue de ir chamar todos os outros "Vamos fazer uma sucia (partilha)".
    Infelizmento nos nossos dias é quase impossível termos tempo para ler uma ou duas histórias aos nossos filhos.
    Adorei o teu presépio, ficou magnífico.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. A partir de um dos mais bonitos símbolos do Natal, a meu ver, porque penso que é o que mais se aproxima do verdadeiro significado da festa, lá deste um puxãozinho de orelhas aqueles que andam mais distráidos com o que se está a passar no nosso planeta.
    Reciclar, respeitar o meio ambiente são ensinamentos que todos os pais devem transmitir aos seus filhos para que estes possam fazer cada um a sua parte para salvar o nosso planeta. E nada melhor para ensinar brincando com eles: é um 2 em 1 muito eficaz para o seu desenvolvimento.
    Um beijinho grande.

    ResponderEliminar
  6. Olá a todas:

    Sandra G. muito sinceramente já não sei onde está o busílis da questão. O que é facto é que a lei do trabalho cada vez dá mais regalias ao empregado. Antigamente as pessoas não tantos dias de férias, nem subsidios, nem horários de 38 horas semanais, mas por outro lado o ritmo de trabalho era mais lento e menos esgotante o que permitia que todos chegassem a casa menos cansados. Hoje faz-se tudo à velocidade da luz! Eu vejo por mim.

    Cacahuete, o problema da humanidade é que a cada dia que pássa tem mais onde gastar dinheiro. Dai que precisamos trabalhar a dobrar para pagar todas as nossas despesas. Era tudo mais fácil se apenas precisassemos de trabalhar em part-time, não era?

    Anita, será que estamos mesmo a evoluir? Ou estamos a retroceder pois perdemos valores importantes durante o caminho?

    Elisabete, sabes que acredito que ainda há sitios onde o tempo não passa tão depressa? Onde há tempo para ler uma história aos nossos filhos e tempo para brincar com eles. Ando à procura desse relógio do tempo na aldeia. Lá parece que o tempo não pássa.

    Isabel, de facto dar, dei. Mas foi um puxão de orelhas até a mim própria :)) Pois também sofro do mesmo mal que as outras mães: falta de tempo e por vezes pouca paciência motivada pelo cansaço. Este ano, estou a tentar arranjar mais tempo para a familia. A ver vamos se consigo!

    Beijinhos a todas.

    ResponderEliminar
  7. E com tão pouco se fazem coisas tão giras e proveitosas para quem as faz.

    Eu já não tenho filhos pequenos mas admito que também os "abandonei" muitas vezes à televisão e aos videojogos. Não ficaram piores seres humanos por isso mas perdi alguma parte deles.

    Respondi à tua pergunta lá no meu canto.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olá Rute,
    A época do Natal tem grande significado para mim, é altura em que consigo ter a familia junta (infelizmente não é toda)... sim eu gosto de festas e ajuntamentos!
    Adorei a ideia do presépio reciclado é preciso é ter ideias. Tens razão quando dizes que é muito mais fácil pôr os miudos à frente da tv e eu acrescento "de preferência no quarto para não chatearem mesmo"! E depois queixam-se dos jovens, que muitas vezes nem conhecem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Ficou lindo, este presépio. Eu também sou a favor da reutilização. Mas é como dizes, é preciso tempo para nos dedicarmos a estas coisas. Para mim, o segredo é fazer as opções correctas. Como o sítio onde se vive, a quantidade de trabalho que se aceita, optar ou não pelo sistema de jornada contínua, pôr os miúdos na escola ou fazer ensino doméstico, inscrevê-los em actividades extras, ou ficar com eles no escritório enquanto terminamos aquele último trabalho, ir às compras sozino e a correr, ou com eles e com calma, aproveitando para lhes ensinar a escolher, a ver os prazos de validade, a perceber de onde vem o peixe (do mar ou de aquacultura - e o que é a aquacultura) e a fruta que estão expostos (bananas da Madeira ou da América do Sul? Morangos e cerejas no Inverno? Não? Porquê?)
    Enfim, nem sempre é fácil, mas vale a pena o esforço!

    ResponderEliminar
  10. O PRESEPIO ESTÁ TAO QUERIDO!
    Concõrdo contigo amiga...paavras pras quÊ?! :((
    BEIJINHO
    Tina

    ResponderEliminar
  11. Rute V., só para te dar uma beijóca, não há tempo para mais...bye bye...:)

    ResponderEliminar
  12. Ficou lindo, sabes se as pessoas pensassem e agissem só metade do que tu pensas e ages o planeta estava salvo.
    E vês por quem nos "governa" e com o que se está a passar na Conferência de Copenhaga, que ninguém se entende, eu vejo por mim, o que consigo fazer, ainda sou olhada de esguelha...tipo não vale a pena...por isso acho que isto caminha para pior e não melhorar.
    Por isso, parabéns a ti pela pessoa que és.
    bjsssssss

    ResponderEliminar
  13. Olá olá:

    Ana Maria, fico muito agradecida pela receita de licor de passas que descobriste. Hei-de mesmo experimentar!

    Sandra f., isso é para quem os consegue ter no quarto pois a minha traz o quarto para onde eu estiver. Nem sei para que é que ela tem quarto.

    Pequete, fazer as opções certas e ser pró-activa. Poupa-se muito tempo quando se consegue planear tudo com eficácia. Quanto à decoração de natal, adorei as tuas bolas caseiras de pór na árvore!!

    Tina, ainda bem que gostaste. Sei que para ti pode vir a ser uma ideia útil pois também és uma pessoa cheia de iniciativa e que gosta de acompanhar as crianças na sua caminhada.

    Mary, obrigada pela beijoka :)) Souuuube tão bem ;)

    Abelhinha, faço minhas as tuas palavras. Se as pessoas fossem metade da pessoa que tu és, viveriamos num mundo muito melhor. Todos nós deviamo-nos esforçar por sermos melhores seres humanos, no pleno sentido da palavra HUMANO. Aquele que ama a vida, os animais e a natureza.

    Beijinhos a todas.
    Gosto muito de vocês :)

    ResponderEliminar