05 janeiro 2010

BOLO REI MAGO BALTASAR

O bolo rei simboliza uma coroa atribuida ao rei dos homens: Jesus Cristo. Serve para festejar o dia 6, dia de Reis Magos, dia em que o menino Jesus, nascido a 25 de Dez, recebeu presentes dos Reis Magos que o visitaram após seguirem a estrela que anunciou a sua vinda ao mundo.

Em alguns países respeita-se esta tradição e os presentes só são abertos no dia 6, contrariamente aos países que abrem os presentes à meia-noite de dia 24 ou às 00 horas de dia 25.

Não se sabe exactamente quantos Magos eram, apesar de se saber que não eram Reis, mas sim sacerdotes entendidos em astrologia e astronomia. No entanto, relatos cristãos falam de 3 homens mais pormenorizadamente: Belchior, representante da raça branca; Gaspar, representante da raça "amarela"; e Baltasar, representante da raça negra.

Resumindo e baralhando, resolvi confeccionar uma "coroa" para Baltasar. Um bolo para o rei mago negro com frutos africanos. A ideia surgiu-me depois de ver o
Bolo Rainha Africana da Ana Maria.
INGREDIENTES:
  • 250 ml água quente;
  • 500 gr farinha brioche nacional;
  • 2 colheres (sopa) farinha alfarroba;
  • 1 colher (chá) canela em pó;
  • 2 colheres (sopa) vinho do porto;
  • Azeite q.b.;
  • Frutos secos biológicos (cajús, amendoas e nozes);
  • Frutas secas biológicas (uva-passa e pasta de figo);
  • Raspa de 1 laranja;
  • Raspa de 1 limão;
  • 1 ovo e vinho do porto para pincelar;
  • Tâmaras, Alperces, Cajús e Nozes para decorar;
  • Açúcar em pó para povilhar.
CONFECÇÃO:
No copo da bimby colocar a água quente, a farinha da nacional, farinha de alfarroba e canela. Programar 5 minutos, velocidade espiga. Logo no minuto inicial verificar se precisa de mais água já que a massa deve ficar bastante húmida mas formar bem a bola com malha elástica. Ao 3ºminuto juntar as colheres de vinho do Porto. Atar o copo da bimby com um pano à volta e outro por cima. Deixar levedar, desligada, 1 hora.

Ao fim deste tempo, aquecer o forno a 100º, enquanto se retira a massa para cima de uma bancada onde previamente se deitou uns fios de azeite. Espalhe bem o azeite na mesa de trabalho e nas suas mãos antes de tocar na massa.

Abra a massa com as mãos em formato de lençol, sem esburacar. Não use rolo (iria retirar fofura à massa). Vire a massa para untá-la no azeite da mesa de um lado e de outro. Volte à posição inicial, deite uma chávena de frutos secos e de frutas secas partidas miúdinhas e raspa de citrinos por cima. Enrole a massa como se fosse uma torta. Forme uma bola e em cima dum tapete de silicone, com as pontas da massa virada para baixo, abra buraco ao meio. Convém fazer todo este processo relativamente rápido para evitar que a massa esfrie muito.

Leve a massa no tapete de silicone ao forno préviamente aquecido, reduzindo a temperatura para 50º. Deixe ficar a levedar dentro do forno, a 50º durante 30 minutos.
Terminados os primeiros 30 minutos, bata um ovo inteiro com 1 colher de vinho do porto e pincele a massa de bolo rei que entretanto já deve ter levedado um pouco. Após pincelar decore com as tâmaras, alperces, cajús e nozes. Feche o forno e aumente temperatura para 100º, durante 30 minutos.

Terminados os segundos 30 minutos, aumente temperatura para 160º durante 15 a 20 minutos. Para verificar se já está pronto pique com palito de espetada. Se sim, retire do forno e povilhe com açúcar em pó.
Adorei este Baltasar. Desapareceu dum dia para o outro! Comeu-se ao jantar, ao peq almoço, levou-se para os lanches da escola e do trabalho e já só ali está um cadinho pecanino. Amanhã tenho de inventar outro!

19 comentários:

  1. Para este ano já ando farta de bolo Rei por isso nao tencionava fazer mais nenhum, mas depois de ver este teu e o da Ana Maria, nao resisto e como tenho um pacote de farinha brioche na dispensa vou mesmo fazer.

    Bjs
    Teresa

    ResponderEliminar
  2. O teu bolo Baltazar tem um aspecto delicioso e bem mais equilibrado que o meu. Ingredientes biológicos, farinha de alfarroba e o teu azeite.... aposto que calóricamente é mais equilibrado. Uma receita a anotar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Este Bolo Rei está fantástico! No próximo ano vou lembrar-me da farinha de alfarroba e surpreender como tu acabaste de fazer! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Eh!eh!, adorei esse bolinho africano, ora não fosse da minha terra!!Hummm, vou ter que experimentar!!

    ResponderEliminar
  5. És cheia de surpresas.... Bolo rei Baltasar ahahahah ficou girissimo. Bolo rei de chocolate ia fazer sucesso no mercado!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Muito original, adorava poder comer uma fatia, deve ter ficado fantástico :)
    Bjs feliz dia de reis e bom ano novo.
    Moira

    ResponderEliminar
  7. Uau Rute muito fixe! Realmente é uma boa homenagem ...é o teu bolo rei africano. E quanto à alfarroba nunca digo que não.Gostei muito da ideia que também pode ser adaptada para a minha versão.

    ResponderEliminar
  8. Este bolo rei parece-me muito bem! Com tâmaras e alperces deve estar um must! Quanto à farinha de alfarroba, nunca experimentei, mas a cor fica linda.
    E agora como ficam o Gaspar e o Baltazar? lol

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. ficou mesmo lindo!! adoro ver as diferentes decoraçoes!! é pena eu nao apreciar esses bolos!! beijinhos

    ResponderEliminar
  10. elah! Vi castanho e pensei! chocolateee!! Era alfarroba, melhor ainda! Original!!

    ResponderEliminar
  11. Fantástico! Original, saudável e aposto que maravilhoso com todos esses ingredientes. Acho que já está na altura de inovar também nos bolos reis e rainhas e apostar nos nossos produtos magos!
    beijinho

    ResponderEliminar
  12. Um bolo rei africano: adorei o baptismo! :)
    Sabes que eu abraço a mesma filosofia: caseiro e original! :)

    Beijinhos, rainha. :)

    ResponderEliminar
  13. E qual foi a bendita estrela que te guiou até nós linda Rute? Traz-nos sempre presentes tão originais!! Olha que esta singular e deliciosamente majestosa coroa vai causar disputa entre os três Magos...ai se vai..Por mim, resolvo a questão e levo-a :)) Beijinho grande.

    ResponderEliminar
  14. Se nos fosse ensinada a verdade, saberíamos que Jesus não nasceu a 25 de Dezembro e que os reis magos foram enviados pelo Rei Herodes que queria matar Jesus. Mas isto não vem ao caso, porque bolo-rei pode ser comido todos os dias e eu hoje voltei a fazer o bolo rainha só porque sabe muito bem :) Adorei esta tua variação com farinha de alfarroba!

    ResponderEliminar
  15. Eu prefiro mesmo o branquinho, mas sou boa boca, pode mandar-me o pedacinho que sobrou.
    ontem fiz uma receita sua e coloquei no comer naturalmente, mas NUNCa fica igual ao seu.
    Um beijinho.
    Márcia

    ResponderEliminar
  16. Olá!!!
    Bastante original o teu bolo e bem mais saudável, uma coroa biológica, se o Mago soubesse que ia ter esta coroa....ficava cá para comer.
    Ficou lindo-
    Beijocas

    ResponderEliminar
  17. Obrigada pelos comentários :)

    Conforme já é hábito, viciei em bolo rei! Chego a sonhar com a elaboração das confecções antes de pôr mãos à ordem. Isto já é doença :((

    Mas dá-me um gozo danado arquitectar o projecto e verificar o resultado do mesmo. Arrisco a dizer que estar a decorar um bolo é como estar a pintar uma tela, ou a fazer uma escultura. Além de terapeutico é um estimulo à criatividade. É arte. Mas ainda sou aprendiz :)

    Beijinhos a todas.

    ResponderEliminar
  18. Rute,
    Fiz uma pequena viagem e estou voltando ao blog. Já estava com saudade de todas.
    Usando um termo que aprendi com vocês, ficou "fabulástico" seu bolo em homenagem à Baltazar.
    Bjs.

    ResponderEliminar