11 julho 2010

SPIRULINA SSSSPIRITUAL OU SSSSPIRITUOSA

A spirulina é uma alga microscópica, unicelular que transforma a luz solar em energia activa. Considerada um super alimento devido às suas excelentes caracteristicas nutritivas: contém elevada percentagem de proteinas completas com todos os aminoácidos essênciais, apesar de alguns desses aminoácidos existirem na Spirulina em menor quantidade do que na carne/peixe, ovos e lacticinios. Supervitaminada (b1, b2, b6, b9, b12, C, D, A e E), riquissima em minerais (potássio, cálcio, ferro, magnésio, fosforo, selénio, sódio e zinco) foi proposta pela NASA e pela EUROPEAN SPACE AGENCY como umas das primeiras culturas a ser cultivada no espaço.

Em 1974 a UNITED NATIONS WORLD FOOD CONFERENCE defendeu a Spirulina como "the best food for the future", reconhecendo o grande potêncial desta alga contra a má nutrição. Foi então criada a
IIMSAM, uma organização intergovernamental para o uso da micro-alga spirulina na erradicação da desnutrição e da morte de milhões de crianças menores de 5 anos em todo o mundo.
Trago-vos uma spirulina ssssspirituosa com a vertente sssspiritual mais em baixo, na blogagem colectiva do blog ESPIRITUAL-IDADE.
INGREDIENTES do elixir:
  • Sumo de 2 laranjas;
  • Sumo de 1/2 limão;
  • 1 copo de água mineral (usei purificada);
  • 30 gr de courgette;
  • 30 gr de abóbora manteiga;
  • 1 colher (chá) de mel ou a gosto;
  • 1 colher (café) de spirulina em pó;
    Folhas de funcho para decorar.
CONFECÇÂO:
Triturar tudo na liquidificadora. Usei a bimby, velocidade 8/9, durante 1 minuto + 3 toques de turbo. Coei antes de servir, mas deste modo perde-se um pouco da alga. Porém a textura do sumo é melhor.
BLOGAGEM COLECTICA ESPIRITUAL ECUMÊNICA (9/12)

Este Domingo o tema é COMPAIXÃO.
A Compaixão é a compreensão do estado emocional de outrém, é o reconhecer da dor, da tristeza, do sofrimento alheio. Combina-se frequentemente com o desejo de ajudar, de aliviar, de melhorar a vida dos que sofrem.
Para mim a compaixão que faz sentido é a compaixão universal, aquela que gera auxilio e amor para todos os seres vivos ao cimo da terra. Por isso sou maioritariamente vegetariana para aliviar o sofrimento dos animais. Assim como entendo que ao optar por uma alimentação vegetariana, biologica e ecologica estarei a minorar o sofrimento da mãe natureza.
Mas é em questões de fome e mortalidade infantil que me sinto microscópica! Como a alga, por isso lembrei dela. A Spirulina deu-me uma lição: embora microscópia ela impõem-se como super alimento! Quem sabe se também nós não podemos fazer algo para diminuir a fome no mundo, as injustiças sociais, para proteger os desprotegidos (crianças e velhos, animais abandonados), para alimentar ideias em prol da solidariedade humana intercontinental?
Num contexto mais local (continental) ou até no nosso circulo de amigos ou conhecidos é bem mais fácil prestar auxilio, no entanto, sou seguidora dos ensinamentos do taoismo: A compaixão dos taoistas também se refere ao interesse e bem estar dos outros. No entanto, difere das tradições que valorizam o sacrificio da própria vida em beneficio dos outros. Na tradição taoista, o cuidado altruista com os outros vem acompanhado da recomendação de saber se preservar, isto é, beneficiar os outros sem que para isso tenha de se prejudicar. A moderação diz respeito a um modo de vida simples, que se caracteriza pela preservação da força vital.
Se eu gastar a minha força vital como poderei continuar a ajudar os necessitados? Se eu me levar ao limite, abdicando de mim a favor dos que amo, como poderei continuar esgotada? São aqueles de coração mais compassivo que devem cuidar-se mais. Ao esgotar a sua força vital arriscam cessar a ajuda.
Existe uma frase de Lao Tzu (o pai do taoismo) que explica muito bem a melhor forma de se ajudar alguém:
“Give a man a fish, feed him for a day. Teach him how to fish, feed him for a lifetime.”
(tradução: Dá a um homem um peixe, alimenta-o por um dia. Ensina-o a pescar, alimenta-o por uma vida inteira)
Até o auxilio que prestamos tem de ser administrado com méstria, pois nas ajudas mais próximas e comuns por vezes não estamos a ajudar, mas sim a criar dependências. Esquecemos de ensinar a pescar porque é mais fácil dar o peixe. Mas é evidente que esta regra não se aplica a todos os casos.
VIDEO SOBRE CULTURA DE SPIRULINA EM ÁFRICA:
O/PARTICIPAÇÕES QUE VALE A PENA CONFERIR para além do ESPIRITUAL-IDADE:
NacoZinha Brasil
Alma Mater
Flora da Serra

18 comentários:

  1. Gostei de conhecer um pouco do taoísmo. A propósito, tenho uma vizinha que visita diariamente uma amiga que está adoentada, para fazer-lhe companhia. Chega a deixar seus afazeres para isso e não andava feliz com essa atitude, mas não sabe dizer não, quando a amiga liga exigindo sua presença. Ela estava gastando sua energia vital de modo equivocado.
    Agora que seus afazeres diminuíram, ela o faz de bom grado, com o espírito mais leve. Só não aprendeu ainda a dizer não... Será que sabemos fazê-lo, em prol de nossa própria saúde mental?
    Ensinar a pescar é, sem dúvida, o melhor caminho para estimular o ser humano a caminhar com suas próprias pernas.
    A spirulina ficou bem adequada com o contexto. E você, sempre espirituosa!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. Olá, minha flor!
    É mesmo, como disse,se esvaziar para amar e servir... sem dependência...
    Estou nisto... mesmo tendo dificuldade por temperamento...
    Estejamos unidas nesta Corrente do Amor e do Bem que não terá fim... mesmo com o término da Blogagem Coletiva Espiuritual Ecumênica,não é mesmo?
    Seja feliz e abençoada!
    Faça aos demais igualmente felizes, tá?
    Conte comigo, amiga!
    Bjm e compaixão acima de tudo!

    ResponderEliminar
  3. Rute querida, mais um post excelente! Concordo em tudo com vc. Até para ajudar é preciso sabedoria. Se só darmos sem ensinarmos a pessoa a conseguir resultados positivos por seus próprios méritos ap invés de ajudarmos podemos até estar "prejudicando" e causando a dependencia da pessoa. Ensinar, na minha opiniao, é um dos maiores benefícios que podemos oferecer.
    Falando nisso, muchas gracias por todas as informaçoes sobre o dia da pizza que vc trouxe ao meu post sobre este dia. Enriqueceu bastante o conteudo.
    Menina, eu também soube sobre o dia da pizza "em cima da hora", atraves de comentarios no twitter! Excelente sua idéia do concurso! Mas, agora fica pra próxima!
    Tenha uma linda semana!
    Bjk

    ResponderEliminar
  4. Amiga surpreendes-te-me, muito bom este teu post, não só pela bebida, mas por todas as tuas palavras!!

    Ando a 1000 á hora,rsrsrs, o que vale é este meu espirito alegre, senão já estava louca.

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Rute, se os homens vivenciassem integralmente as mensagens dos seus Mestres, as religiões dariam lugar a uma fraternidade espiritual em tudo semelhante ao que esses Mestres pregaram aqui na Terra. Poucos conhecem a doutrina taoísta, menos ainda sabem que Pitágoras foi um "cristo", assim como Buda e o próprio Lao Tzu ou Tzé, que escreveu um dos livros mais simples e mais sábios que já li - O livro que revela Deus.
    As religiões, se parassem de perder tempo com seus dogmas particulares e se ocupassem do divino que habita o homem prestariam um serviço inestimável à evolução da humanidade.
    Os Mestres não criaram religiões, eles somente deixaram mensagens.
    A sua abordagem é perfeita sobre a compaixão, e ainda vem alimentada por uma alga que nutriria até os corpos das mentes mal nutridas. Mas, as multinacionais dos alimentos não querem saber de opções simples e baratas, e os governos se curvam a esses interesses cruéis. Pode crer que a UNESCO não vai contra uma Nestlé, que encheria de ameaças os países que tentassem fazer uma campanha nacional para a adoção da spirulina como fonte energética para as crianças subnutridas.
    No Brasil, a Nestlé bloqueou e está desestruturando um programa de alimentação com uma multimistura baratinha que já salvou a vida de muitas crianças, para vender a sua Farinha Láctea para os Programas do Governo.
    Gosto muito de tudo que escreve, Rute, tanto aqui, como quando comenta no meu blog.
    Meus parabéns.
    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderEliminar
  6. Meus queridos amigos (e digo isto de coração),

    graças à blogagem colectiva da Orvalho estou a vivênciar um momento muito bonito e construtivo no PublicarParaPartilhar.

    Não fique triste minha querida Orvalho pelo aproximar do termino da blogagem. Não pense no futuro, nem no passado, viva intensamente este momento lindo que é o PRESENTE. Sofrer por antecipação é errado.

    Estar convosco nesta teia reflexiva espiritual está a ser muito gratificante para mim. A diversidade de crenças que aqui podemos encontrar, graças à contribuição de todos, é extremamente enriquecedora.

    Gina, muito obrigada por me ter apresentado a Flora e o Gilberto, são pérolas neste mundo em decadência!

    Gilberto, é muito triste que os interesses economicos continuem a vigorar sobre a necessidade humana e planetária. Também sou sua fã. Adoro tudo o que vc escreve, porque escreve com alma e sabedoria. Sabe que estou com uma vontade tremenda de aderir à v/ teia ambiental??? Vou lá no seu blog me propor :)

    Mónica, creio que vc também se iria sentir muito bem connosco. Não quer participar da blogagem colectiva do próximo domingo??

    E o mesmo te digo a ti Sandrinha :) Desafio-te a juntar a culinária ao espirito, alimenta-nos com as tuas palavras e as tuas confecções :)

    Mil beijinhos a todos.
    Vamos continuar lado a lado neste "caminho de santiago luso-brasileiro" :D

    ResponderEliminar
  7. Olá Rute.
    O equilibrio entre espirito e corpo é o mais importante para alcançar a felicidade. Lindas e cretas as tuas palavras.
    Já agora onde compras a spirulina? Nunca vi á venda.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olá Ana Maria,

    a spirulina existe à venda num restaurante em Lisboa chamado GREEN PEPPER ao lado do IBIS, perto da praça de espanha e das torres gêmeas.

    É spirulina biologica. Existe vários tamanhos mas não vale a pena comprar muita porque rende bastante.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Oi, amiga
    A Blogagem que vc gostou é de outra amiga em 3 segundas... O próximo Tema será INIMIDADE FRATERNA... na próxima segunda...
    Veja no meu post de ontem que tem a amiga que encabeça a Blogagem... é só clicar e verá as informações, minha linda.
    Não é iniciativa minha... só estou participando, adoro ingeragir... Me integro em todas que posso... sempre tenho podido... sou professora "aposentada"...
    Bj grande em seu coração.
    Muita serenidade...
    Não estou triste pelo "término" da Blogagem Coletiva Espiritual Ecumênica, muito contemplada e feliz por ter alançado meus objetivos, com a contribuição riquíssima de TODOS vocês... Muito obrigada, de coração.

    ResponderEliminar
  10. Obrigada Orvalho por ter vindo cá explicar.
    Depois de comentar no seu blog, conferi o link que encabeçou seu post e entendi que a blogagem colectiva INTIMIDADE já começou.
    Dificilmente vou conseguir participar mas...nunca se sabe...
    Por vezes dá uma vontade súbita e lá tenho de ceder ao impulso.
    Por enquanto estou centrada na espiritualidade do próx domingo :)
    Beijinhos e até breve.

    ResponderEliminar
  11. Penso que é uma mobilização do bem, quer seja na blogagem da Espiritualidade, quer seja na Teia Ambiental. São desafios de mexem com a profundidade do nosso ser. Nem sempre estamos embuídos na vontade de crescer de dentro para fora ou diria até que não é tão fácil, mas é necessário tentarmos nos melhorar a cada dia. Evoluir é objetivo do ser humano na Terra.
    Eu que agradeço pela sua participação e me sinto feliz por te ver cada vez mais engajada nas coisas simples da vida.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  12. Que belo tema, nutritivo e simples como a alga que alimenta sem marketing nem promoção. Que magníficos comentários aqui foram deixados por almas resplandecentes e compassivas! Também me parece que a compaixão aumenta a consciência da nossa vulnerabilidade e torna-nos iguais no sofrimento, ao contrário da «pena» que pode reflectir alguma superioridade. Com a compaixão, calçamos os mesmos «sapatos», e fazemo-nos ao caminho abraçando o nosso irmão; não para fazermos o caminho dele, ou por ele, mas para nos ampararmos reciprocamente e aliviar-lhe um pouco a carga, sem julgamentos ou conselhos não pedidos. Há uma tremenda alegria envolvida nessa corrente, e não é por a carga ter sido divida por dois, mas porque, no fundo, não há «dois»; por isso, o alívio do nosso irmão é o nosso alívio, ou seja, a com-paixão retorna à fonte, ampliada com a alegria. Pode soar estranho, mas quem já fez a experiência, sabe que é assim. Porém, como sugere a Gina, só podemos dar o que temos; se não temos tempo, não podemos dar disponibilidade; se não temos paciência temos de a adquirir primeiro para a poder partilhar. Se nos propomos dar o que não temos, ou mais do que «podemos», quebramos as leis da sabedoria e abrimos a porta ao ressentimento. Obrigado pelo teu belíssimo post. E por tudo!

    ResponderEliminar
  13. Obrigada Gina. Mais uma vez. Não canso de lhe agradecer. É o que sinto!

    Amigo Anónimo,
    agradeço imenso o seu comentário que veio enriquecer mais ainda este post.

    Surpreende-me a forma como estes temas desencadeiam comentários tão suculentos em nada comparáveis a comentários impessoais do: gostei muito, está lindo, etc etc. Dá vontade de só escrever sobre temas assim :)

    Achei pertinente referir a comparação sistemática que todos nós fazemos da compaixão com a pena. Vou utilizar palavras de um amigo meu:

    "A compaixão é um tema sublime e talvez mal compreendido. A compaixão não é um sentimento «popular». Parece-me estar associado à pena, este sim mais conhecido. Mas normalmente a pena surge com uma postura de alguma superioridade e por isso tem sido desdenhado. Erradamente, se calhar, porque ter pena de alguém é carregar a «pena» dessa pessoa, aliviando-a, o que é mais ou menos o que sucede com a compaixão."

    Carregar a cruz de outra pessoa é sem dúvida ajudá-la, prestar auxilio :)
    Gostei muito de mais esta extensão reflexiva ;)
    Volte sempre.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  14. Querida Rute,
    nesta minha curta existência, tenho empreendido uma demanda em busca da perfeição espiritual. Alguns livros, algumas pessoas têm vindo até mim me ajudando nesta odisseia com a sua Sabedoria, o seu exemplo e a sua Luz. Acredito que a Vida me cruzou contigo para me ajudar nesta caminhada, pois tens me enriquecido muito como pessoa ajudando-me a crescer, desde que pus os olhos neste canto maravilhoso!! Não me deste a cana para pescar mas tens partilhado comigo ensinamentos que me ensinam a pescar e me motivam a pescar cada vez mais!! És um raio de Luz que me tens iluminado. Adorei o teu texto, adoro a forma como escreves, consegues sempre nos tranmitir muito e enriquece-nos muito. Gostei de conhecer essa alga milagrosa: nunca se fica indiferente às tuas publicações, temos sempre algo com que reflectir ao longo do dia!!
    Um grande beijinho Amiga Tesouro.

    ResponderEliminar
  15. ohhh querida Isabel...
    Rolou uma lágrima do meu olho...

    Tu tens o toque de Midas em ti. Não o do ouro mas o do amor, da paz, da bondade. Por onde pássas, espalhas boa-aventurança. És virtuosa nas palavras e nos sentimentos.

    Já me tinha apercebido do teu caminho espiritual e concerteza que não é por acaso o nosso encontro por aqui. Acredito que a nossa amizade ainda vá crescer mais para além do virtual. Não será a distância que nos vai dividir.

    Bem haja por existires e por ser como és. Que sejas um exemplo para muitos.
    Beijinhos e abracinhos.

    ResponderEliminar
  16. Olá Rute,

    Muito pertinente seu texto. A compaixão não pode significar a nossa exaustão - pois,exaustos, tornamo-nos inúteis. E esse, frequentemente, é um dilema em que me encontro. Será que me doei o suficiente? Deveria ter ido além?
    Sua interpretação do assunto fez-me vê-lo por um outro ângulo. Obrigada!
    Agradeço também sua visita lá no Rumo! Nos vemos no próximo domingo! Um beijo,Deia.

    ResponderEliminar
  17. Rute, querida vou aqui levar a tua foto para colocar no meu facebook espero que não te importes - OK?
    Bjos e espero que estejas bem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miss Gyan,
      só hoje é que vi esta mensagem. Podes levar a foto, não tem problema. É para partilhar ;)
      Beijinhos. Está tudo ótimo, obrigada.
      Rute

      Eliminar