07 setembro 2010

ENERGIA SOLAR NA TEIA AMBIENTAL

Chegamos a dia 7, ao dia do meio-ambiente, ao dia de blogagem colectiva na teia ambiental. E para este dia a proposta é falarmos de FONTES DE ENERGIA. Associando a alimentação à ecologia, escolhi a energia solar e a desidratação de alimentos para abordar o tema de hoje.

Muitos dos alimentos que chegam até nós são produtos finais de um interminável processo de transformação gastador de imensa energia. Mesmo aqueles que aparentemente não se apresentam como produtos transformados, na verdade são! Como é o caso dos desidratados (ou secos).

Há 2 anos atrás comprei
o desidratador eléctrico EXCALIBUR e com ele tenho vindo a tomar consciência do enorme gasto de energia eléctrica que os bens vendidos no mercado como secos ou desidratados, consomem.

A desidratação é uma das formas mais antigas de conservação. Outras existem como a congelação por exemplo, ou a simples refrigeração. No entanto, quando comparadas, talvez, a desidratação seja mais eficiente pois diminui o tamanho dos produtos, permintindo maior espaço de armazenagem.

Em minha casa optei por desligar o congelador. Fora alguns periodos isolados e de curta-duração, mantenho o congelador desligado desde há 3 anos. Prefiro produtos frescos ou desidratados. No entanto só utilizo o desidratador quando tenho excessos de produção como é o caso das uvas que trago
do meu terreno na aldeia e que seco em uva-passa. De resto compro os desidratados em embalagem.

As leguminosas, as ervas liofilizadas, os caldos de legumes tipo knorr, as especiarias em pó, as sementes secas, as frutas desidratadas, as algas, as massas alimenticias! tudo são desidratados e todos eles consomem energia eléctrica.

Já lá vai o tempo em que as pessoas desidratavam os excessos de produção ao sol. Em algumas aldeias portuguesas ainda o fazem e porque não fazê-lo na cidade???

Pois, foi isso mesmo que quis comprovar este ano. No final de Julho e durante todo o mês de Agosto esteve um sol fortssimo. Época do figo mais barato! Logo lembrei dos figos secos do Natal que tradicionalmente recheamos com nozes para decorar a mesa das festividades.

Porque não arriscar um aproveitamento de energia?? Será que o sol português de Julho e Agosto só serve mesmo para ir à praia, bronzear a pele e desencadear a produção de vitamina D em nós?? Parece que não!

A experiência a que me propus foi um sucesso. No prazo de 1 semana de sol forte obtive uns magnificos figos desidratados de forma tradicional, na minha varanda, sobre uns tabuleiros de rede que coloquei em cima do estendal de roupa :)

Ao mesmo tempo, aproveitei as sementes duma abóbora que depois de lavadas foram envoltas em sal e desidratadas num único dia (tal não era o calor).

A energia solar é de facto uma alternativa miraculosa. Renovável, não poluidora, infinita! Esta, juntamente com outras energias limpas poderão vir a ser uma alternativa ao petróleo que se prevé que acabe num prazo de 40 anos.

É triste que só depois de tanto erro chegue-se à conclusão que o melhor caminho são as energias limpas. Após a exploração das baleias que com o seu óleo iluminaram tantas casas e ruas, após a exploração das minas de carvão que contribuiram para tantas doenças respiratórias, a exploração das jazidas de petróleo que geraram tantos desastres ambientais, dos grandes rios com suas barragens altamente prejudiciais ao ecossitema como é o caso da hidroeléctrica das 3 gargantas na China...

Uma gestão de recursos com uma visão pouco global das consequências da utilização desenfreada dos mesmos. Cabe-nos a nós inverter a tendência e prestar atenção à energia gratuita do sol, quer através da desidratação tradicional, da
culinária solar, dos sistemas simples de carregar baterias com luz solar, etc etc... Acorde para a nova Era, a Era Solar. Vale a pena reflectir sobre estes temas, não vale? É o futuro dos seus filhos que está em risco!

O/PARTICIPAÇÕES QUE VALE A PENA CONFERIR:

Alma Mater
Flora da Serra
Tudo o que me faz bem
Espiritual-idade
Natureza...lindaaaaa!
Casa Claridade

23 comentários:

  1. Olá, querida Rute
    A nós cabe sim conscientizar e dirimir uma palavras do que já conseguimos como vc bem fez. Obrigada pela partilha tão instrutiva.
    Que nossa "Energia" nos torne em condições de renovar a face da Terra.
    Bjs de paz

    ResponderEliminar
  2. Excelente, Rute !
    Eu não tenho produção, mas já tentei secar banana e não deu certo. Devo ter feito algo errado...

    Vou experimentar com as sementes de abóbora. Meu sonho é ter esse tipo de vida totalmente alternativa, mas ainda não estamos nesse estágio.
    Estamos refazendo nosso fogão de lenha, pois lenha temos muita por aqui. É só recolher os galhos secos caídos das árvores. Não precisa cortar nada.
    Nossa idéia é colocar uma "serpentina" no fogão para aquecer a água. Dá uma enorme economia de luz, pois evita o uso do chuveiro elétrico.

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. passando pra deixar um bj enorme e agradecer a visita e o comentario taõ carinhoso!

    bjssssssss

    ResponderEliminar
  4. Isso que é aproveitamento de energia!
    Algumas coisas podemos mudar em nossas vidas, basta começar.
    Uma semana ecológica pra você!
    Bjs. minha amiga Rute!

    ResponderEliminar
  5. Claro que tinha de ser um sucesso, de ti não esperava outra coisa.
    Na quinta dos meus avós quando eu era muida também secavamos as sementes de abóbora, figos e uvas ao sol.

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Hello Rute,

    Acho que em Portugal com o sol que temos durante praticamente todo o ano, e possivel aproveita-lo para muitas coisas, mas infelizmente tal nao acontece. Apesar de nos ultimos anos isto estar a mudar. Muita gente nao ve o sol como uma fonte de energia, espero que com o teu post ilumines muitas cabecinhas e muita gente ponha as maos a obra.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Querida Rutinha,
    Com o rumo que o nosso Planeta está a tomar, as nossas necessidades energéticas terão que ser muito brevemente todas satisfeitas através das energias renováveis! Considero este teu post fabuloso, pois desperta consciências para a necessidade de promover a energia solar integrando-a criativamente no maravilhoso arte que é cozinhar e mais concretamente na conservação de alimentos (a minha mãe também dá o mesmo tratamento aos figos, e que bem que me sabem no Natal polvilhados com açúcar em pó!) fomentando assim a "culinária solar" (adorei o termo). De facto é uma energia gratuita, não poluidora e que nos permitiria poupar muitos recursos!!
    Parabéns por mais um excelente e rico texto despertador de consciências, que li prazerosamente e que como sempre absorve toda a minha atenção!
    Beijinho grande linda Amiga.
    PS... E eu não ganhei o fornito :(
    :)

    ResponderEliminar
  8. Pois é, devíamos aproveitar mais este país à beira mal plantado que tem um Verão super seco, mas nem sempre nos lembramos disso :)

    ResponderEliminar
  9. Que beleza, Rute!
    Mostraste o óbvio. E o óbvio é simples. Mas, o simples é barato ou de graça, como o "aparelho sol".
    Aí é que a brincadeira perde a graça.
    Se é de graça, quem vai ganhar com isso? Eu até tremo com a idéia que possam taxar o sol, como a Monsanto está fazendo com os transgênicos.
    Solução existe, Rute, o que falta é vergonha na cara de governantes e políticos, de empresários e banqueiros, que alegam os custos e afirmam que não é "economicamente viável".
    Será que o teu sol, que secou os teus figos, é economicamente viável? Vamos pensar no assunto.
    Abraços ecológicos.
    Gilberto.

    ResponderEliminar
  10. Olá a todos,
    peço desculpa pela demora em responder. Tive de optar entre visitar-vos ou responder-vos.

    Decidi começar pela visita aos vossos blog e só depois vir aqui responder aos vossos comentários. Infelizmente o tempo não chega para tudo :(

    Orvalho, acredito que sim, que nossa energia unida tem poder para renovar a energia da terra.
    ___________________________________

    Flora, eu já desidratei banana, mas tem 2 truques: um é lavar a banana, já descascada, em água e limão para ela não enegrecer; outro é pulverizá-la com óleo para conseguir uma capinha de vidrado ao secar.

    Meu sonho também é esse, ser autonoma e independente, consumindo muitos produtos caseiros. Mas estou ainda muito longe desse sonho.

    Também já pensei num sistema de chuveiro solar. Essa solução de utilizar o fogão de lenha para aquecer água é bem engenhosa!
    ___________________________________

    Anita, beijinho também pra vc. Obrigada.
    ___________________________________

    Hello Gina :) Então, ainda não foi desta que esteve connosco na teia ambiental!! Uma boa semana ecologica tb pra vc.
    ___________________________________

    Sandra G., infelizmente as uvas já não vai ser possivel secá-las ao sol aqui na varanda pois em SET o sol já não é tão intenso. Terei de usar o desidratador.
    ___________________________________

    Cacahuette, de facto o nosso pais é afortunado em sol. Incrivel como os nossos governantes ainda não pensaram nisso a sério. Só há cerca de 2 anos pra cá é que se ouve falar em parques com paineis de energia solar.
    ___________________________________

    Isabelita, a realidade é que os antigos (pais e avós) sabiam utilizar muito melhor o que a natureza lhes proporcionava. Nós crescemos baseados na facilidade de carregar no botão. Tudo funciona através da energia electrica e não temos consciência da importância que isso tem.

    Aqui no prédio tenho vizinhas que em dias de sol intenso, secam a roupa no máquina de secar. Acho um perfeito disparate, aquecer ainda mais o ambiente com o condensador da máquina direccionado para o exterior. Para não me irritar com a inconsciência tento ignorar o facto.
    ___________________________________

    Ameixinha, estou cá eu para lembrar. Vê se ainda tens excesso de figos para desidratar ao sol rapariga.
    ___________________________________

    Gilberto, bem podes tremer. Pois o mais certo é qq dia pagar-se por "um lugar ao sol". Lembro que quando estive em Marrocos, por exemplo, existiam praias "privadas", onde para entrar tinhamos de pagar bilhete.

    Não me espantava se um dia nada fosse mais gratuito, nem o ar que respiramos. É aproveitar enquanto é à borlix!

    Perguntas se o sol que secou meus figos é economicamente viável... Penso que sim, embora necessite sempre de uma estrutura mais rentável.

    Nas aldeias do interior de Portugal, o sol é mais que muito, forte, insuportável em certas alturas do dia. A população não sai à rua depois da hora de almoço. Uma boa estrutura de tabuleiros com rede, com vários andares, secariam uma grande quantidade de figos no prazo de 1 semana. Ora aí está um belo produto biológico e artesanal. Um nincho de mercado ;)

    Abraços ecologicos amigo.
    ___________________________________

    Beijinhos e abraços para todos!!

    ResponderEliminar
  11. É pena não haver mais energia limpa.
    Eu também desidratei figos mas no desidratador, para o ano faço como tu.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Rute Veggie, wellcome my dear! :)
    Mas que morenáça que ela está!
    Esse teu bronzeado é o máximo e contrasta lindamente com a cor dos teus olhos! :)
    E por falar em olhos, já arregalei os meus com esses figuinhos frescos (que não chegavam a secos, claro)...
    Descobri o desidratador aqui, contigo, e fiquei fã!
    Bjinho fresco! :)

    ResponderEliminar
  13. Olá Conceição,
    então já tens um desidratador? e publicações sobre isso no teu blog, não há?

    Olá Maryzita,
    tu que também aprecias tradicionalismos, aventura-te lá numa desidratação au naturel :)

    Beijinho gelado :)

    ResponderEliminar
  14. Olá menina Rute!!!:) Adorei o post! ehehe :D

    ResponderEliminar
  15. bom dia
    noutro blog vi que usa os tachos AMC eu tenho uns desses e tenho de falar com um vendedor, o contacto que eu tinha do meu já nao existe, será que me podia facultar algum contacto que tenha?
    Kv95@hotmail.com
    Obrigado
    Rui

    ResponderEliminar
  16. Olá menina Raquel,
    então... não conseguiste participar? Ainda bem q gostaste do post ;)

    Olá Rui,
    vou procurar e se encontrar algum contacto do vendedor, envio para si por mail.

    Obrigada pela visita.
    Abraço a ambos, Raquel e Rui.

    ResponderEliminar
  17. Rute, amanhã vai haver uma surpresa no D&T (e não posso adiantar mais).
    Uma vez que está viva (lol) e na eventualidade de não poderes participar, informo-te com antecedência para eu não ficar com peso de consciência...e porque tu mereces! hehehe BJS

    ResponderEliminar
  18. Oh querida Mary,
    passarei no D&T amanhã. Me aguarda.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Também tenho andado afastada da Net limitando-me a algum movimento de correio, tendo sempre como preocupação o Mário Portugal, claro :)
    Ele continua óptimo e feliz com a saída, ainda que devagar, que o seu livro vai tendo.
    Na cozinha também não tenho feito grandes experiências limitando-me a alguma rotina, talvez cansada por ter tido tanta gente a passar férias connosco. Ainda nem gozámos as nossas! Vamos a ver se é agora que isso acontece :)
    Felicidades para todos vós e um beijinho

    ResponderEliminar
  20. Ana Ramon!!!!! Há qtos "séculos" não a via!
    Estou a par do livro do Mário e da sua preciosa ajuda. Vi as fotos do lançamento do livro. Fiquei muito feliz que ele tenha realizado esse sonho, independentemente dos 80´s.
    O Mário é um exemplo a seguir para todos nós.

    Quando posso e sei que ele precisa de ajuda informática lá o ajudo mas não tenho alimentado muita troca de emails pois luto com falta de tempo. A cada ano que passa, os dias parecem-me mais curtos. Mais ainda tivemos uns problemas com familiares velhinhos a quem temos também de apoiar.

    Obrigada pela visita.
    Mil beijinhos e saudades!
    Felicidades e saúde.
    Até breve Ana.

    ResponderEliminar
  21. Oi Rute

    Já me deliciei com suas receitas e até copiei algumas para fazer na minha casa.

    Eu também estou participando da Teia Ambiental.. Depois dá uma passadinha lá!?

    Beijinhos green

    ResponderEliminar
  22. ui que maravilha :):) Eu aqui tenho um problema, varanda de 7º andar é complicado... onde quase não bate o sol ( caso contrario ja tinha um forno solar lai lai lai) mas pronto. Visto e revisto ;) Agora vou mesmo ligar o desidratador, ja tenho ate saudades dele ihihih

    Beijooo

    ResponderEliminar
  23. Good day to you too.
    I´m glad to know, you are delighted. You are wellcome here, always.
    Your site is spanish but you talk english. Yet you can read portuguese, right?
    Receive a hug, from Portugal to Spain,
    Rute

    ResponderEliminar