03 janeiro 2011

ASSADO DE KIBE VEGETARIANO COM SOJA

Aqui está um "mundo novo" que pretendo explorar em 2011: kibe!

O paladar já não me era desconhecido. Encontrar receitas pelos blogs, também não, mas apenas em meados de 2010 é que me apercebi que o kibe não tinha necessáriamente que ser moldado em bolinhos, e que podia ser confeccionado de maneira mais prática, em kibe assado de tabuleiro.

A maioria das receitas de kibe são de carne e algumas de peixe (bacalhau). Poucas as variantes de kibe vegetariano. É por aí mesmo que pretendo evoluir. Qual a versatilidade do kibe no contexto veggie?

Para primeira experiência não me dei nada mal. Aliás, só me motivou a continuar as descobertas, por ter sido um tremendo sucesso!

Nesta versão, faço a sugestão de consumir o kibe como entrada, barrado com maionese e decorado com
azeitonas temperadas com limão e oregãos.

INGREDIENTES:

1/2 chávena (xicara) de soja texturizada;
1 chávena (xicara) de triguilho para kibe;
Cominhos, sal, sumo de limão e azeite p/ a soja;
Ervas de provence, sal e água p/ o kibe;
2 cebolas médias picadas;
3 dentes de alho picados junto com a cebola;
2 cenouras médias picadas;
3 ovos médios;
Sal e pimenta moida na altura;
Azeite para untar tarteira;
Maionese e azeitonas.

CONFECÇÃO:

Temperar a soja texturizada, a seco, com cominhos em pó e sal. Demolhá-la com sumo de 1/2 limão e pouca água. Regar com um fio de azeite. Não usar água a mais pois não se pretende deixar o tempero na tijela. 15 minutos.

Temperar o kibe de trigo integral com ervas de provence desidratadas e sal. Demolhar durante uns 10 minutos em água morna.

Picar a cebola com os alhos. Reservar.
Picar a cenoura. Reservar.

Espremer a soja e o kibe, juntar tudo com as mãos num refratário. Bater os ovos à parte e envolver na mistura. Rectificar de sal e pimenta. Acamar a mistura numa tarteira préviamente untada com azeite. Levar ao forno a 180º durante 30 a 40 minutos.

Servir morno ou frio, coberto de maionese sem ovo. Deixo-vos 3 opções:
Maionese de linhaça
Maionese de rebentos de soja
Maionese de rebentos de rabanete

13 comentários:

  1. Já estou a ver que este ano promete, com as tuas invenções culinárias.
    Nunca comi kibe.O teu tem um óptimo aspecto.

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Sabe, Rute, há muitos anos atrás comecei a interessar-me por receitas vegetarianas, mas a PTS estava recém começando a ser divulgada.
    Aqui em casa ela não faz sucesso, mas o segredo está nos temperos.
    Separei a alfarroba para fazer minha primeira receita com ela. Já dei um passo, vamos ver o que vai sair.
    2011 já está começando com novidades, gostei.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. Nunca vi kibe na vida mas tenho uma amiga que me diz que é muito bom :) Peço aspecto parece excelente!

    ResponderEliminar
  4. 2011 Olás!

    Bem vindas de novo :)

    Sandrinha, não sabes o que perdes! Experimenta kibe que é muita bom!

    Gina, o tempero é de grande importância quer na hidratação do kibe como da soja. Mas também o tofú e o seitan só têm a ganhar se forem bem temperados e umas horas antes.

    Ameixinha, kibe, barato é! Não tens porque não experimentar. Se não encontras por aí, lembra-me de levar um pacotinho quando voltares a visitar-nos.

    Beijinhos e até mais.
    Rute

    ResponderEliminar
  5. Olá,Rute!
    Tem um aspecto muitíssimo bom!
    Nunca comi kibe.Mas o aspecto não engana deve fantástico.

    Um Bom Ano para ti e todos os teus.


    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Uma ótima sugestão de kibe, muito bem vinda, obrigada!

    Bom dia pra voce, e um grande abraço!

    ResponderEliminar
  7. Hummm, muito interessante a receita com soja, ótima para nós mulheres, devido a isflavona, se tiveres interesse acesse esse link : http://www.sitemedico.com.br/sm/materias/index.php?mat=1083, ótimas informações!
    Também gosto do kibe em assadeira acho muito mais prático, uso sempre um creme de iogurte para acompanhar, mas adorei suas opções.

    Feliz 2011 para você, muita saúde, paz e amor!

    Bjuss!!!

    ResponderEliminar
  8. Tu com o Kibe e eu com a tapioca ah ah ah!
    Há uns tempos vi kibe no supermercado, mas como não tinha ideia de como usar não comprei, agora vejo a tua receita e até babei, tem cá um aspecto.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Posso fazer esta receita com bulgur?

    ResponderEliminar
  10. Olá Mary,
    é muito bom mesmo. Há que experimentar coisas novas, não é mesmo? Alargar horizontes :)

    Oi Renata,
    kibe pra vc já não deve ter segredo, né. Mas vegetariano já provou? Delicia!

    Oi Rachel,
    tenho interesse sim, nessas informações sobre soja. Obrigada pelo link. Quanto ao iogurte no kibe, estou curiosa de experimentar.

    Olá Conceição,
    também demorei mais a experimentar o kibe porque faltava-me o como confeccioná-lo. Mas depois lá entendi que tem de ser hidratado como a soja.

    Olá Anónimo/a,
    na verdade o kibe é um bulgur fino.
    Bulgur é nada mais nada menos que trigo duro partido. Porém, o bulgur grosso que parece grão de arroz é parcialmente cozido, depois seco ao sol, e por fim partido.
    O bulgur fino para kibe, também chamado de triguilho, é vendido em natura e integral.
    Respondendo à sua pergunto, penso que sim, que pode usar bulgur, mas se for grosso deixe bastante tempo (no minimo 2 horas).

    Abraços a todos,
    Continuação de bom ano novo.
    Rute

    ResponderEliminar
  11. Errata
    "mas se for grosso deixe bastante tempo A DEMOLHAR (no minimo 2 horas)."

    ResponderEliminar
  12. Parece bem interessante e diferente.
    Aliás, as suas receitas são muito diferentes para mim, e também os objetos que usa, assim como muitos ingredientes.

    Fiz uma postagem com o meu quibe vegetariano, não sei se você viu:
    http://floradaserra.blogspot.com/2010/01/culinaria-vegetariana-quibe-de-forno.html
    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Flora,
    que bom vc ter deixado o link.
    Já espreitei e trouxe informação comigo para futuras experiências com kibe.
    A vida é uma aprendizagem continua e valha-nos a partilha reciproca.
    Beijo grandão e transatlântico!
    Rute

    ResponderEliminar