26 janeiro 2011

CHOVEM ALMÔNDEGAS! (The movie in my kitchen)

Há dois anos atrás, criei uma rubrica no PPP intitulada 1 filme - 1 prato. Divertia-me imenso na associação que podemos estabelecer entre os filmes e a gastronomia. Claro que nem todos os enredos se prestam a tal, mas há um número elevado de filmes sobre comida ou em torno do hábito de comer, facilmente detectáveis.

CHOVEM ALMÔNDEGAS é dos tais! Não só o título tem a ver com culinária como desde o principio até ao fim do filme, só se fala de comida! Resumindamente, é a história dum cientista que desde miúdo queria ser inventor. Até que certo dia, ao fim de muitas tentativas frustadas, cria uma máquina, género satélite, que faz chover refeições prontas. Deste modo deixa de ser o "patinho feio" da vila para se tornar num homem bastante admirado e respeitado.
O cidadão que tira o lugarejo do anónimato, já que apartir desse dia passaram a chover coisas deliciosas como gelado, rebuçados, hamburgueres, cachorrões,...tornando-se uma atracção turistica. Mas eis que a máquina com excesso de uso, começa a funcionar mal, fazendo chover tamanhos XXXL, almôndegas gigantes e tornados de esparguete!! Querem saber mais? Vejam o filme. É giro :)

Para mim teve ainda mais fascínio, a descoberta que fiz, posterior ao filme. Saibam que Chovem Almôndegas é inspirado no livro infantil
CLOUDY WITH A CHANGE OF MEATBALLS de 1978. A meu ver, a história contada entre lindos desenhos, é um autêntico sonho. Concerteza que estimulou a criatividade de todas as crianças que a ouviram, ao deitar. Fala-nos dum lugar onde não há supermercados, onde as refeições caem do céu, em chuvas periodicas, 3x ao dia :) Por exemplo de manhã, é normal chover sumo de laranja e croissants. Ao almoço, umas salsichas com nuvens de mostarda... Ao lanche porque não, neve de gelado? Ninguém se importa com o menú, come-se o que o tempo trouxer. Querem saber mais? Comprem o livro, ou vejam o link indicado.
Hoje, cá em casa, também choveram almôndegas de kibe. Estavam uma delicia! Acompanhadas com bolinhas de espinafres, cenoura e batatas noisettes juntamente com uma grande salada.
INGREDIENTES das almôndegas:
  • 1 caneca de triguilho para kibe;
  • Tempero Knorr directo ao forno (p/entrecosto mas não tem produto animal);´
  • 1 cebola grande;
  • 1/2 chouriço de soja;
  • Azeite q.b.;
  • 1 cenoura;
  • 1/2 pimento verde;
  • Alho em pó;
  • Pimenta em pó;
  • Sal fino;
  • Cebolinho fresco picado;
  • 1 ovo;
  • Farinha q.b.
INGREDIENTES do molho de tomate:
  • 1 cebola;
  • 1 lata pequena de tomate pelado;
  • Azeite q.b.;
  • 3 colheres de polpa de tomate;
  • 1/2 chávena de água;
  • 1 cubo de caldo de vegetais;
  • 1 colher (café) de açúcar;
  • Pitada de sal.
CONFECÇÃO:
Num tacho refogue a cebola picada com o chouriço picado em pouco azeite.
Enquanto isso, tempere o kibe com 2 colheres de tempero knorr e cubra com água a ferver. Deixe absorver.
Pique grosso a cenoura com o pimento. Junte o kibe bem espremido com o refogado de cebola e o picado de cenoura. Tempere de alho, pimenta, sal e cebolinho picadinho. Adicione 1 ovo batido.
Unte um tabuleiro com azeite. Molde almôndegas de kibe com ajuda de farinha e leve a forno quente a 200º. A meio do tempo, vire as almôngedas para secarem de ambos os lados.
No fogão prepare o molho. Refogado de cebola e tomate em azeite até murchar. Adicionar a polpa de tomate, água e cubo de caldo. Ferver/Mexer. Triturar com a liquidificadora de mão. Temperar de sal e açúcar para retirar acidez. Deixar engrossar até desejado.
ARTIGOS RELACIONADOS:

27 comentários:

  1. Parecem-me uma delícia!
    Mas Rute, e porque não fazeres o molho de tomate na bimby? É tão prático e tão mais saudável, porque cozinhas apenas a 100ºC, ou seja, preservas os nutrientes dos alimentos que, caso contrário, acabam por evaporar.
    :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Oi querida
    Adorei a tua ideia!
    Esse filminho ja' passou aqui.
    Excelente receita
    Bjos
    Léia

    ResponderEliminar
  3. gostei tanto de saber a história do livro, aqui aprende-se sempre algo.

    e como sempre uma bela refeição.

    ResponderEliminar
  4. Tambem já vimos esse filme e gostámos muito, acredito que na tua casa as almondegas não sujaram tanto como no filme,lol.
    As tual almondegas parecem muito saudáveis, mas desculpa a minha ignorância é que não sei o que são kibes.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Bom dia!

    Gasparzinha, tens toda a razão. Mas o problema é que não estáva na minha casa quando confeccionei este prato e consequentemente não tinha a bimby comigo :)

    Léia, ando a descobrir o triguilho para kibe. E desta forma a inventar maneiras diferentes de o confeccionar.

    Kombi, que bom que acedeste ao link do livro. Vale mesmo a pena, não vale?

    Susana, kibe é trigo. Tens razão em perguntar até porque nos ingredientes tinha escrito só kibe (vou corrigir). O triguilho, ou trigo para kibe é um trigo integral (com casca) partido que passa por um processo de desidratação. Por isso é necessário hidratá-lo para utilizar. Procura nos supermercados. Podes fazer almôndegas de kibe com carne. A importância de usar triguilho (kibe) é por ser tão rico em fibras e vitaminas do grupo B. Bom para prisão de ventre, por exemplo.

    Beijinhos a todas e bons filmes/pratos :)
    Rute

    ResponderEliminar
  6. Ah, ok! Estava a estranhar que tu, sendo todas despachada, não tirasses partido da super bimby que tens em casa. :)
    Beijinho e bom domingo

    ResponderEliminar
  7. Adoei a receitinha amiga! Ficou muito apetitosa! A ideia do filme também não é má, parece ser muito engraçado! ;)
    Beijocas e bom domingo.

    ResponderEliminar
  8. Acho sensacional essa idéia de unir um filme e um prato !
    Nunca fiz almôndegas com triguilho...
    Beijo

    ResponderEliminar
  9. Que delícia de almôndegas, assim com triguilho ainda não fiz...mas já anotei aqui, e em breve farei!
    Bjuss e ótima semana!

    ResponderEliminar
  10. Olá a todas,

    Gasparzinha, nem imaginas o que eu sofro cada vez que tenho que cozinhar sem as minhas ajudantes. Mesmo assim lá ando com uma ou outra para trás e para a frente, de casa em casa, mas não posso levar todas. Se levo a bimby, já não levo a actifry, se levo a actifry, já não levo a centrifugadora de sumos, etc. E ainda há a questão de levar a máq fotográfica!!!

    Piteca, o filme é muito giro. No entanto acho-o mais para adultos do que para miúdos. Aliás, dá-me essa sensação em todas as novas animações. Têm tantas mensagens escondidas! Este por exemplo alerta-nos para o problema da obesidade e da gula.

    Flora, mas tu é mulher para tudo isto. Para entrar na série de associações filme/prato e para confeccionar almôndegas de triguilho :) Te aguardo amiga!

    Rachel, é só variar o formato. Existem mil variações para kibe. Estou explorando elas ao máximo. Convém sempre inovar :)

    Bjuss para todas. Uma óptima semana de trabalho.
    Rute

    ResponderEliminar
  11. Ah!ah!ah!, estava aqui a imaginar uma chuva de almôndegas.Devia ser giro!!!

    Uma invensão para experimentar sem dúvida.

    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Rute,
    Filmes e pratos, assim como música e culinária dão motivos de sobra para a criação, o prazer e a diversão.
    Não vi esse filme ainda.
    Estive por uns dias ausente das visitas, porque estava com uma amiga hospedada em casa. Foi um tempo maravilhoso de boa companhia e muitos passeios.
    De volta à vida normal...
    Bjs.

    ResponderEliminar
  13. Ai,estão uma delicia. Adoro almondêgas. Essas deixam água na boca.
    Margarida

    ResponderEliminar
  14. Ficaram bem bonitas, fiquei com água na boca!
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Ora... sejam bem aparecidas!

    Sandrinha, nestes últimos dias também tenho imaginado muita coisa. Olha o que era uma neve de gelado com o frio que se tem sentido? Ou umas montanhas cobertas de puré de batata para esquiar, ah ah ah... ai é tão bom ser criança ou deixar viver a criança que há em nós!

    Gina! Até que enfim menina! Dei pelo seu sumiço. Fez-me falta seus comentários, especialmente no artigo da teia :)

    Margarida, então já largaste o facebook e as lamentações do nosso amigo Helder? Já estáva cheia de ciumes! Tu agora só queres facebook e nada de blogues!

    Conceição, põe-te em acção. Confecciona lá as maravilhosas almôndegas de kibe :) Vais adorar!

    Beijinhos de...suspiro :)
    Rute

    ResponderEliminar
  16. Ai que se isso acontecesse o pessoal já não andava, rebolava e tínhamos que alargar as portas he he As almôndegas têm um belo aspecto!

    ResponderEliminar
  17. Muito gira, esta ideia dos filmes/comidas.
    Os desenhos do livro são realmente muito giros - gosto especialmente das ilustrações que mostram o interior destas cozinhas mais antigas. Fez-me lembrar as do Pettson/Findus, de um sueco que faz uns livros muito giros de que as minhas miúdas gostam muito (e eu também!):
    http://www.google.pt/images?q=Petson%20Findus%20book&oe=utf-8&rls=org.mozilla:en-GB:official&client=firefox-a&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&hl=pt-pt&tab=wi&biw=1280&bih=856

    ResponderEliminar
  18. Amiga, que boa idéia! Agora me interessou este filme. Quero ver! E as almôndegas ficaram belíssimas! Fiquei com vontade.

    ResponderEliminar
  19. Minha amiga,

    Sua ideia me agradou imensamente, voce nao imagina!

    Preciso tempo para ler tudo isso com muita calma, pois sao dois temas que me apetecem demais, movies and kitchen...me desculpe, pois ja estou atrasada a sair pro trabalho, mas volto loguinho depois de ler tudo para comentar melhor, parabens pela iniciativa, adorei!

    Um abraco,
    Bom dia!

    ResponderEliminar
  20. Olá, boa tarde a todas,

    Ameixinha, é isso mesmo que o filme pretende focar. Toda a facilidade de comida pronta, instantânea, que apenas precisa de aquecer, a abundância alimentar que há nos paises desenvolvidos, promove o excesso alimentar, a obesidade, as doenças, a falta de consciência.

    AnaGF, já dei uma olhadela no link do Pettson/Findus mas ainda não me debrucei sobre o assunto. Porém pretendo fazê-lo assim que tenha alguma disponibilidade temporal. Obrigada pelo teu contributo neste tema. Olha, se entretanto te lembrares de filmes para esta rubrica, mail me!!

    Mónica, as almôndegas ficaram divinais. Inclusive, ontem comi a sobra de almôndegas com 1 ovo estrelado e fiquei com pena de terem acabado :( De tão boas que ainda estávam!

    Renata, eu sabia que vc ia amar a ideia. Aliás no seu blog já fisguei alguns filmes indicados a figurarem nesta maravilhosa rubrica. Me aguarda!

    Beijinhos a todas.
    Obrigada pelos simpáticos comentários.
    Rute

    ResponderEliminar
  21. QUe boa ideia Rutinha :-D Os desenhos são magníficos!
    Qualquer dia destes, inspirados por ti, faremos o mesmo. Já estou a olhar para os filmes com outros olhos ;-) Olhos culinários ;-)
    beijinhos
    P.S.- Também prefiro sabão de azeite, mas como tinha muita banha resolvi dar-lhe uso ;-)

    ResponderEliminar
  22. Oi Rute

    Adorei a brincadeira!
    e que delícia de almondegas!

    Coincidentemente vou falar no meu blog hoje, sobre um filme que eu vi um dia desses, c/ a jennifer aniston, e agora estou a pensar qual prato combinaria com aquele filme! Não é tão fácil fazer esta conexão...

    Vou dar uma olhada nos seus outros posts.

    Obrigada pela força na Teia Ambiental, é muito importante para mim que vocês leiam. E você, é infalível!

    Beijão verdão!

    ResponderEliminar
  23. Minha amiga,

    Agora pude voltar pra conferir tudo com mais calma...acho que tive a oportunidade de assistir aos filmes in the kitchen...hehehe...mas ainda me falta o Blueberry Nights...que nao achei ainda na minha locadora...continuo a busca, mas voce sabe que a correspondencia filme/gastronomia me encanta por demais...não pare por aqui, fico ansiosa por suas recomendações!

    Um abraço,
    Boa Noite

    ResponderEliminar
  24. E ca estou eu a ver o tal kibe! Fiquei confusaaaaaaaaa! Epah eu juro que ja tinha visto isso algures e levava... carne?! Tipo carne picada amassada no forno? Estou confusa??? primeiro ja sei, vou as tuas outras postagens informar-me sobre... "truguilho" eheheh :)

    Quanto ao filme também o viiiii! hahaha lindo, fiquei com imensa pena de não ter ido ao cinema em 3D, ja tou a imaginar aquele esparguete enorme a cair ahaha, sem duvida que há filmes que têm td a ver connosco!

    Quanto ao resto está td a andar, não parei de cozinhar, pelo contrário!! Primeiro foi a máquina que já so tirava fotos desfocadas, dps o fofo do pai natal deu-me uma nova e foram as receitas que ficavam escritas em papeis e nunca chegavam ao blog :) ahaha, claro que agr tenho bom remedio... tipo empreitada eheheh

    Ahhhh o que me foste falar, o lindooo desidratador, ando a prometer tomate seco a metade desta terra, qq dia dia batem-me!!!

    Miss you toooooooo :) beju beju

    ResponderEliminar
  25. Olá boa tarde a todas,

    Luisa, se graças a mim começares a olhar para tudo de outra forma, ficas cansada :) Ih ih ih é que a minha cabeça não pára de fazer associações mirabolantes! É vicio mesmo!

    Renata RZ, ainda temos de pensar num desafio que inclua filmes que se possam ser relacionar com a temática dos nossos blogs. Gostei do que vc escolheu para exemplificar a hotelaria consciente e responsavelmente ecologica.

    Renata B., ficamos combinadas. Eu te aviso de filmes gastronomicos e tu faz o mesmo comigo. Não esquece. Adorei os que vc recomenda no seu blog.

    Verdinha, não estás nada baralhada! De facto as receitas que andam por aí de kibe, são de carne picada com triguilho, ou até mesmo de peixe (bacalhau ou atum) com triguilho, mas eu quis inventar kibe vegetariano. E fui bem sucedida. Já tenho mais experiências para publicar para esta etiqueta. Bem, mas o que importa é estares de volta ao nosso combibio!

    Beijinhos à colectividade :)
    Rute

    ResponderEliminar
  26. Rute, triguilho de quibe é o mesmo que farelo de trigo, não é?

    Têm um aspecto tão apetitoso... nham!

    Beijo

    ResponderEliminar
  27. Olá Clara,
    não, triguilho não é a mesma coisa que farelo.

    Farelo é o que sobra da moagem do trigo que é refinado em farinha branca.

    Triguilho é diferente. É grão de trigo integral, cozido, partido e desidratado.

    Beijinhos,
    Bom apetite!
    Rute

    ResponderEliminar