29 janeiro 2011

MANGA VERDE EM SALADA

Quanto mais novidades descubro, mais quero descobrir. São viciantes, motivantes e deslumbrantes as potêncialidades. É uma das razões porque amo viver e sou feliz. Raras vezes entro em tédio porque busco incessantemente uma vida variada, os meus interesses são diversificados e não nego oportunidades ao novo. E isto não quer dizer que aprovo o consumismo exgerado. Aliás, sou minimalista e desapegada a bens materiais. Sou uma defensora acérrima da simplicidade. Mas adoro aumentar conhecimento, adoro experimentar, adoro inovar!
Dai que, entrei num mundo novo, no mundo da Manga Verde. Quem não conhece Manga madura? E a verde? Aquela que antes de amadurecer pode ser comida como um legume. O paladar lembra uma maçã citrica. Não acida, mas alimonada... Rijinha, suculenta q.b., nada fibrosa, de aroma tropical suave... muito gostosa, crunchy, do género daquelas maçãs do anúncio das gengivas de betão!

Para começar deixo-vos uma salada muito simples. Quem quiser complicar, faça favor. Serviu de acompanhamento às almondegas de kibe.
INGREDIENTES:
  • 1 alface frisada biologica;
  • 1/2 manga verde laminada;
  • Sal fino e pimenta em pó;
  • Azeite q.b.
CONFECÇÃO:
Descascar apenas metade da manga, se for usar toda, descasque toda como é óbvio. Com um descascador de cenouras, lamine a manga em finas fatias. Tempere de sal fino e pimenta. Reserve.
Lave a alface, corte em juliana. Misture a manga e regue com azeite. Não necessita de vinagre nem de limão porque a manga já é alimonada.

12 comentários:

  1. Olá, querida
    O alface, embora tenha triplicado de preço por aqui, tem lugar cativo em minha alimentação... como gost!!! E com manga verde, idem...
    Bjs de paz e excelente fim de semana pra vc.

    ResponderEliminar
  2. Manga verde nunca provei, mas parece-me boa ideia usá-la assim :)

    ResponderEliminar
  3. Querida Rutinha,
    a minha vida ultimamente também tem sido tudo, menos um tédio, tem trazido tanta novidades, algumas duras de enfrentar, que não houve lugar para o tédio. Mas como é bom ter tempo e voltar a esta casinha!!!! Aqui está a nossa dinâmica Rutinha a partilhar os maravilhosos resultados da sua insaciabilidade de conhecimento! Adoro esta tua capacidade de descobrir feicidade nas singularidades da Vida. Como sempre, aqui aumentei o meu conhecimento: não sabia que a manga verde era a própria manga que ainda não tinha atingido a maturação. Julgava tratar-se de algo diferente, já que uma era considerada legume, enquanto outra fruta! Curiosidade bem desperta pela descrição que nos fazes, irei também entrar no mundo da manga verde, começando por esta salada de sabor alimonada. Parece-me muito bem!
    Um grande beijinho. Também tinha saudades! E desculpa-me a ausência!

    ResponderEliminar
  4. Já procurei manga verde várias vezes, mas nunca encontrei.
    Uma proposta bem saudável ♥

    ResponderEliminar
  5. Rute nós cá em casa gostamos muito de manga como subremesa, como acompanhamento, de qualquer maneira. Mas sempre madura, quando ela está mais verde eu recuso-me a comer, mas assim em salada e cortada muito fininha deve resultar. Terei de experimentar, obrigada pela partilha.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Bom dia a todas,

    Orvalho, ah então vc já conhece o sabor da manga verde. Eu pensava que nem se podia comer, veja lá!

    Ameixinha, esta também foi a 1ªvez que provei manga verde, mas desde esta salada já fiz outras coisas com ela e adorei.

    Querida Isabel, que saudades tinha eu de te ver entre nós. Questionei-me muitissimas vezes se estarias bem ou o que é que de tão grave te afastou da blogosfera, pois sei que gostavas de partilhar os teus momentos de lazer connosco, virtualmente. Espero que as situações dificeis de enfretar tenham terminado. Novidade sim mas não más noticias ou problemas. Desejo-te melhores ventos para este ano que está a iniciar.

    Ana Powell, por acaso é mais comum encontrar manga verde aqui em Portugal do que manga madura. Já que a manga é produto importado. Para que dure nos supermercados, os comerciantes começam por vendê-la verde e vai amadurecendo em nossas casas.

    Susana, a principio custou-me a imaginar que a manga verde fosse tragável. Agora estou fã. Mas se calhar tive sorte nas mangas verdes que provei, pois não são nada acidas. E agradou-me não serem fibrosas. Enquanto que a manga muito madura é super fibrosa.

    Beijinhos,
    Rute

    ResponderEliminar
  7. Adoro manga na salada, mas nunca comi verde! Deve dar um sabor especial.
    Um abraço
    Léia

    ResponderEliminar
  8. Estou pasma! e eu quando compro e são um pouco verdes fico à espera que amadureçam..., afinal podia comer assim verdinha, Rute contigo estou sempre a aprender.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. O Abelhão gosta muito de comer a Manga Verde, mas na salada nunca me passou pela cabeça.
    Obrigado pela partilha.
    P.s. gostei de te ouvir.
    bjssss

    ResponderEliminar
  10. Nunca me passou pela cabeça comer manga verde.Só tu para nos dares a conhecer estas coisas.

    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Está ai uma coisa que nunca provei. Manga verde, não conhecia, aliás deve ser dificil encontrar, pois até a data nunca vi à venda.
    Bjos
    Ana

    ResponderEliminar
  12. Olá, muito bom dia a todas,

    Léia, de facto é! A manga verde dá um gostinho especial à salada. Aos poucos dá para experimentar outros casamentos para além da alface e da manga.

    Conceição, aí é que tá. Assim podes comprar verde na mesma mas se te lembrares consomes verde nas saladas e as que amadurecerem, consomes madurinhas. É uma boa forma de antecipar o consumo deste fruto sem deixar estragar nadica.

    Abelhinha, o abelhão está muito à frente!! É um homem futurista :) Espeta com a manga na salada para ver se ele gosta. Também adorei ouvir-te. Há séculos que não falávamos!

    Sandrinha, viver e aprender. É o nosso próposito na vida.

    Ana, aqui pelo distrito de Lisboa, agora nesta época é o que se vê mais, manga verde. Presta lá atenção aos supermercados ao pé de ti. Ainda ontem no Continente vi uma bancada enorme cheia de mangas verdes.

    Beijinhos a todas.
    Voltem sempre.
    Rute

    ResponderEliminar