02 fevereiro 2011

HAMBURGUERES DE KIBE E FEIJÃO PRETO

Continuo com as variações de formatos em kibe vegetariano. Aos poucos tenho vindo a retirar os ovos dos kibes que vou inventando. Até que finalmente consegui completamente, uma receita isenta de ovo. O feijão é que dá a liga.
Ainda com a preocupação de diversificar, usei triguilho diferente, duma variedade de trigo ancestral, uma subespécie que há relativamente pouco tempo correu o risco de extinção: A Espelta. Sim, de facto, também há espécies vegetais que correm o risco de extinção em virtude de serem pouco cultivadas, pouco comercializadas e pouco conhecidos os seus benefícios para a saúde (superiores ao do Trigo actual).
A Espelta, também chamada Trigo Rústico tem um maior nível de proteínas, minerais, vitaminas e oligoelementos. Além de um bom nível de proteínas também contém oito aminoácidos essenciais. Isto é muito importante para os vegetarianos.
Foi graças ao facto de se terem "esquecido" praticamente da Espelta que a manteve com uma herança genética de origem, enquanto que o Trigo normal já sofreu inumeras alterações, modificações, "domesticações", enquanto que a Espelta, protegida pela agricultura biológica, manteve-se selvagem e pura.
INGREDIENTES:
  • 1 Caneca de Bulgur fino de Espelta (Biologico, comprei na BioCoop);
  • 2 Canecas de Feijão Preto Cozido;
  • 1 Cebola crua picada;
  • 1/5 Chouriço de soja (opcional, usei só para aproveitar);
  • Alho em pó;
  • Cominhos em pó;
  • Gengibre em pó;
  • Pimenta em pó (usei moida no momento);
  • Molho de soja biologico;
  • Azeite q.b.
CONFECÇÃO:
Tempere o burgur fino (idêntico ao triguilho) com cominhos. Hidrate com água a ferver (dobro de água). Deixe repousar.
Triture a cebola. Triture o feijão preto até ficar pasta. Triture o chouriço. Deite tudo num refratário, junte o burgur espremido da água, tempere de alho, gengibre, pimenta, molho de soja e fio de azeite. Se gostar da comida muito apaladada, junte sal.
Num tabuleiro de pirex, unte generosamente com azeite. Com um aro forme os hamburgueres. Disponha-os lado a lado. Leve a forno quente a 200º. Quase no final ligue o grill. Não precisa de virar.
Convém servir com um molhinho de nata ou de tomate. Para a foto simplesmente decorei com rodela de queijo de cabra, limão e tomate crú. Mas acompanhei com couve flor gratinada com molho de nata e mostarda.

19 comentários:

  1. Oi querida
    Adorei a receita, muito diferente! Gostei do uso do feijão e a apresentação ficou linda!
    Um grande abraço
    Léia

    Obs.: você viu o e-mail que te mandei?

    ResponderEliminar
  2. Que diferente esse hamburguer Rute, adorei a receita, vou guardar aqui! Beijos

    ResponderEliminar
  3. Isso é que é um hamburguer bem diferente do habitual.Com feijão nem tal me passava pela cabeça.

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Adoro farinha espelta e o sabor que dá ao pão!
    Tenho pena de não arranjar com facilidade este genero de ingredientes, sempre que preciso só os encontro no Porto e nem ai com facilidade!
    Os hamburgueres ficarm lindos e tu decoras sempre tão bem...ainda falas de mim!
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  5. Eu gosto mesmo muito de espelta e cá em casa comemos bastante. Que delícia!
    :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olá a todas,

    Léia, conforme vc sabe, feijão preto é muito gostoso e a pasta deste feijão proporcionou a liga na massa de kibe. Experimenta!

    Paula, ando a descobrir o kibe noutras versões diferentes do habitual. Por isso o formato de hamburguer desta vez. Se quiser verificar os formatos anteriores, click na label KIBE/QUIBE.

    Sandrinha, será que é desta que te convenço a experimentar kibe?? Andas tentada, não andas?

    Cinha, cá pelas minhas bandas já é relativamente fácil de encontrar produtos destes. Mas há sempre a possibilidade de encomendares por correio ao centro vegetariano.

    Gasparzinha, por é, a espelta tem variadissimas aplicações. Li entretanto que as bagas de espelta podem ser cozinhadas como se fossem arroz cozido. Hei-de experimentar.

    Beijinhos colectivos,
    Rute

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Rute,

    Sempre a inovar.
    Não sei se é bom, mas a apresentação do prato está 5 estrelas.
    Bjos
    Margarida

    ResponderEliminar
  8. Minha querida amiga

    Voce tem invenções maravilhosas, tenho certeza de que aos vegetarianos, e também àqueles que não o são agradam muito!

    Muito original esse kibe com feijão, pra mim novidade total, e a apresentação nota 10, parabéns!

    ResponderEliminar
  9. Por acaso é uma farinha que não se vê muito a não ser em ervanárias ( e nem sempre há!) mas já usei a farinha e gostei. Este hamburguer está com muito bom aspecto e eu gosto muito de feijão preto :)

    ResponderEliminar
  10. Olá! Sigo seu blog e adoro as receitas, sempre diferentes e muito criativas!
    Amei essa receita de hambúrguer, ótima ideia para dar cara nova àquele feijão preto guardado na geladeira. Parabéns! Beijo.
    Adriana
    http://casacoisasesabores.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  11. Rute,
    eu nao sou vegetariana e por isso os meus conhecimentos de certo tipo de ingredientes sao escassos... Mas acabei de aprender mais qq coisa sobre o assunto , obrigada :-) Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Olá amiga!!!!


    À primeira vista, ninguem diz que esses hamburguers não são de carne ;)


    Bjocas

    ResponderEliminar
  13. Deve ser bem interessante o sabor !
    Aos poucos vamos descobrindo que podemos passar sem produtos animais, não é mesmo ?
    Desde o dia em que senti uma estranha rejeição aos ovos, nunca mais os usei aqui em casa. É só questão de adaptar as receitas que já temos. Ou trocá-las por outras !

    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Bom dia meninas,

    Rê, cabe a vcs adoptarem as ideias a pratos carnivoros. O kibe é uma óptima forma dos que não são vegetarianos comerem MENOS carne e MAIS fibra. Apesar de minhas receitas serem veggie, os formatos são adaptáveis a kibe com carne ou peixe.

    Ameixinha, era para ter colocado outro tipo de feijão (mais português), mas depois lembrei que o feijão preto tem mais aquele sabor apaladado que lembra remotamente "carne grelhada". É mais gostoso.

    Adri, seja bem vinda ao meu espaço. Já fui visitar o seu e gostei muito. Vc escreve muito bem e nota-se muito carinho em tudo o que faz. Até breve.

    Barida, fico contente de ter contribuido para aumentar o teu conhecimento. No fundo é mesmo assim que isto funciona sempre. Cada vez que visitamos um blog, voltamos enriquecidas com ideias e saberes novos :)

    Isa, ó rapariga tu pareces o D.Sebastião! Ora apareces, ora desapareces no "nevoeiro". Agora é pra ficar?? Já terminaram os aniversários no teu reino?

    Flora, sem dúvida. Aos poucos descobrimos formas alternativas, muito mais saudáveis para degustar quase tudo. É mesmo uma questão de hábito. Habituamo-nos a confeccionar de certo modo e esquecemos de questionar o hábito. É mais confortável não pensar, ou tomar um comprimido para o colesterol, ou para diabetes, etc...

    Beijinhos a todas,
    Obrigada pela visitinha habitual :)
    Rute

    ResponderEliminar
  15. Puxa, que diferente isso, feijão preto para dar liga é novidade para mim, além do que todos os temperos devem ter dado um sabor especial ao hamburguer.
    Quem disse que comida saudável não tem sabor?!
    Bjuss amiga!

    ResponderEliminar
  16. Rute, adorei tua visita!
    Os santos do crescimento nem sempre me ajudam, mas tenho certeza que estarão contigo na hora do suflê de espinafre :-) Beijo carinhoso!

    ResponderEliminar
  17. Adorei! pena é não haver no celeiro o Bulgur fino de Espelta, pelo menos onde eu vou nunca vi, porque eu adoro espelta aliás é o pão preferido cá de casa.
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Oi amigas,

    Rachel, agora vc tocou num ponto importante. Comida vegetariana tem muito sabor e bom ar, só que as revistas de culinária carnivora são em parte responsáveis por alimentarem a noção errada que vegetariano é só salada!

    Adri, que bom! Fico feliz de recebê-la aqui mais vezes e de ter o seu interesse pelas novidades que apresento. Já te coloquei no meu blogroll.

    Conceição, antes de testares o triguilho de espelta, experimenta o triguilho normal que se encontra facilmente nos supermercados normais. Perto dos produtos brasileiros.

    B.V., olá!! Bons olhos te vejam. Então esse astral já está mais em cima?? Ficou lindo o bolo do teu irmão. Parabéns a ambos, a ti e mano.

    Beijinhos a todas,
    obrigada pela visita,
    Rute

    ResponderEliminar