25 fevereiro 2011

BIOGÁS NA TEIA AMBIENTAL

Uma careca ali no pólo norte, imensa flatulência vulcanica, ferida com curativo no Atlântico... será estação petrolifera desativada que causou desastre ambiental? Uiiiii nuvens de tempestade, chuva ácida, uma ligadura enorme sobre a Ásia...será por causa da crise respiratória aguda?

Os sintomas poderão denunciar alguma velhice mas é assim tão velho o nosso mundo!? Não, não me parece. Dizem os entendidos que a causa foi o efeito de estufa, a diminuição da camada de ozono. O mundo deixou de usar sombrinha, cobertura para se proteger dos raios ultravioletas. E a culpa é de quem, é de quem? Nossa!

Olha aí! Pode parar! Pode parar de dar puns prá atmosfera! Os seus gases juntamente com os gases dos animais que alimentam a humanidade, estão levando-nos à RUÍNA! Verifica no gráfico, 28% - criação de ruminantes.

Brincadeira à parte, vamos lá somar o que diz, Esgoto, Esterco, Aterros e Lixões. Igual a... 27%.

E foi aqui que os cientistas pensaram, porque não utilizar o gás produzido pela decomposição dos residuos organicos (fezes, urina, residuos alimentares, natureza morta, etc...) para gerar combustivel natural. Deste modo a atmosfera não será sobrecarregada com dioxido de carbono e com metano, e nós humanos, teremos uma alternativa ao Gás Natural ou ao GPL (gás de petróleo liquefeito), ambas energias NÃO renovaveis.

Dá para crer? Só mesmo quem nunca fez, em criança, o teste do pum inflamável, com chama de isqueiro! Eu não fiz, hein, mas, sei quem fez! É...parecido com este filme aqui, mas neste caso é gás da decomposição de natureza morta que está presa no gelo.


Tudo isto para mostrar que os processos são iguais e que tudo está a contribuir para destruir a camada de protecção da terra contra o sol. Sim, os raios solares são nossos amigos, trazem muita vitamina D ao nosso corpo, aquecem, permitem a fotossintese das plantas, mas quando filtrados! Caso contrário, são mortiferos.

Voltando aos processos que estão na origem de CO2 e de Metano, o sistema de digestão da Terra é idêntico ao dos seres vivos. Para obter o Biogás, a matéria organica é transformada pela acção das bactérias num biodigestor anaerobico.

Dá para ver aqui, um biodigestor ainda no começo, e um outro, completamente insuflado pela mistura de gases produzida. Parece uma barriga inchada! Anaerobico quer dizer sem Oxigénio, pois é letal para as bactérias que fabricam o Biogás.

Todo este bubbling lembra os refrigerantes não é? Gaseificar uma bebida é introduzir CO2 alimentar no liquido. E lembra ainda a fermentação do pão, dos bolos, das bebidas alcoolicas... a única diferença é que as bactérias que trabalham na fermetação da cozinha, são bactérias que toleram o oxigénio. A exemplificar temos o vinho feito com kéfir, uma colonia de bactérias visivel a olho nú, que transforma a frutose do abrunho desidratado libertando CO2 que gaseifica a bebida.

Vinho Rosé de Kéfir-Abrunho

Conclusão, o Biogás é uma boa solução para diminuir a libertação de CO2 e de Metano para a atmosfera, até porque é uma energia renovável mas convém não descuidar das outras fontes de carbono, e em especial, diminuir o consumo de carne na nossa alimentação, fará diminuir o número de animais ao cimo da Terra e consequentemente baixará a % de flatulência libertada na atmosfera.

OUTRAS PARTICIPAÇÕES QUE VALE A PENA CONFERIR:
Alma Mater
Flora da Serra
Espiritual-Idade
Espiritual-Poesia
Dicas Green
Essência Estrelar Maya

23 fevereiro 2011

DOCE DA CASA - RÁPIDO E LIGHT

Com CURD feito em casa, rapidamente se confecciona uma sobremesa individual ou colectiva. Este doce da casa surgiu duma necessidade pessoal, de comer algo doce, rápido! Pois raramente como sobremesas ou doces. Mas assim que a minha filha provou a especialidade, obrigou-me a fazer 2 tacinhas para ela e agora todos dias pede DOCE DA CASA!
Para fazer o Curd basta seguir a receita do de Maracujá, simplesmente substituem a polpa de maracujá por morangos triturados.
INGREDIENTES DO DOCE DA CASA (por pessoa):
  • 4 bolachas raladas ou trituradas;
  • 1 iogurte de soja de limão;
  • 2 colheres (sopa) de curd morango;
  • 1 morango lavado para decorar.
CONFECÇÃO:
Ralar as bolachas ou triturá-las. Colocar no fundo da tacinha.
Sobrepôr o iogurte batido com a colher.
Terminar com o curd e o morango.

16 fevereiro 2011

BLOGAGEM COLECTIVA FASES DA VIDA - BCFV

ImageChef.com

Tudo começou...

pois é, a Gina diz que tudo começou quando eu me encantei com a ideia duma nova blogagem colectiva... mas, na verdade, tudo começou bem antes, quando visitei o post A criança que eu fui no blog da Norma. Essa foi a pedra de toque, depois troquei emails com as duas irmãs, Gina e Orvalho, e... assim nasceu a nossa proposta:

UMA BLOGAGEM COLECTIVA SOBRE AS FASES DA VIDA

Cada blog tem a sua temática central. Nossa sugestão é que no dia 15 de Março as pessoas que desejarem participar connosco, falem sobre o NASCIMENTO, a 1a. fase da vida, misturando-o com a temática do seu blog.

Usem sua criatividade, despertem lembranças, sentimentos, seja para falar do seu nascimento, ou do seu filho, ou qualquer outro que tenha sido marcante para você. Quem sabe até de um modo genérico, sobre o que representa nascer ou renascer.

Para os blogs de culinária, por exemplo, que tal, juntamente, falar de um prato que tem alguma ligação com nascimento? Existem tradições de alimentos confeccionados em ocasiões como essa, que vão se renovando com o tempo. Por exemplo, papinhas, sopinhas, purés de fruta, bolos de batizado... Que outras tradições você conhece?

Amamentação também é um bom assunto para essa fase da vida, como as alegrias ou decepções por não poder amamentar. A blogosfera sabe ser criativa, unida em prol de muitas causas bacanas. O que nós três desejamos é que você compartilhe experiências connosco, do seu jeito, numa crônica, numa poesia, numa receita, num trabalho artesanal.

Recordar um bom momento, despertar a consciência para causas importantes, como gravidez planejada, natalidade em geral, dar asas à imaginação, sonhar, externar opiniões, divertir, mostrar os costumes de cada lugar.

Para os blogs de craft, por exemplo, quanta coisa bonitinha é feita aguardando a chegada de um novo ser. São as lembranças de maternidade, os arranjos para colocar na porta. Mostre pra gente, mas não esquece de colocar também o seu carinho, o seu sentimento.

Terminada a 1a. fase, anunciaremos outra fase para o mês seguinte, sempre no dia 15, ok?
Todos temos a aprender uns com os outros e o mundo virtual é uma fonte inesgotável de conhecimento. As coisas do bem precisam ser disseminadas, pois as que não o são já existem em profusão na mídia e ao nosso redor no dia a dia.

ImageChef.com


Que tal??? Podemos contar com a sua participação?
Não esquece, o primeiro post será para o dia 15 de março!
Sem participantes NÃO há Coletivas... vocês, então, são a mola mestra da iniciativa...

NOTAS IMPORTANTES:

Os participantes não são obrigados a seguir todas as fases, podem participar apenas nas que desejarem.

É permitido trazer para o dia de publicação qualquer artigo já publicado que se adapte ao tema.

O artigo participante pode servir mais do que uma blogagem colectiva, desde que não fuja à temática.

No dia 15, uma vez publicado seu post, deixe um comentário. Divulgaremos na lateral do blog que estão participando, para que todos possam ler!

11 fevereiro 2011

GRÃO COZIDO COM QUEIJINHO DE TOFÚ FRESCO

Para quem não conhece, o Tofú Cremoso Frias é um género de queijinho fresco. Estas fotos são de Outubro, estavam esquecidas no album do pc, mas como vai ser este o meu almoço de hoje, compartilho convosco a belissima opção.
É um prato que come-se bem em qualquer estação do ano. No entanto, se de Verão, o grão frio é refrescante, no Inverno convém escaldar o grão em água quente antes de juntar o Tofú temperado.
É uma óptima ideia para refeições individuais, mas também pode ser servida em saladeiras para um grupo.
INGREDIENTES (para 1 pessoa):
  • 300 gr grão cozido, ou de feijão frade cozido;
  • 1 Tofú cremoso;
  • Alho picado;
  • Sal e pimenta em pó;
  • Azeite;
  • Cebola picada;
  • Vinagre;
  • Coentros frescos picados.
CONFECÇÃO:
Cortar o queijinho de tofú em fatias. Temperar como na foto, com sal, pimenta, alho e azeite.
À parte picar cebola e deixá-la a marinar em vinagre.
Escaldar o grão se for grão préviamente cozido e guardado no frigorifico.
Montar o prato: grão, tofú temperado, cebola espremida do vinagre e temperada com azeite e coentros picados.

08 fevereiro 2011

BATATADA DOCE DE MARMELO E LIMÃO

E depois da Chococastanhada de marmelo, sai mais uma marmelada hibrida, de marmelo com batata-doce, dai o nome Batatada :)

Para além da variação dos ingredientes, chamo a vossa atenção para o formato individual. Esplendido para receber com requinte, as visitas que cheguem para um chá das 5, num fim de tarde chuvoso que pede boa companhia, conversas agradáveis e estômagos satisfeitos.

INGREDIENTES:

  • 900 gr de Marmelo Biológico (depois de retirar os caroços fica em 780gr);
  • 1 batata-doce média/grande;
  • 200 gr açúcar mascavado claro;
  • Raspa de 1 limão;
  • Sumo de 1/2 limão;
  • 1 colher (sopa) canela em pó.

CONFECÇÃO:

Lave bem os marmelos. Retire-lhes apenas os caroços e parta em cubos pequenos.

Num liquidificador, coloque o marmelos e o açúcar. Triture. Bimby - 30 segundos, velocidade 9.

Junte a batata-doce descascada e aos cubos que esteve a largar amido em água fria. Triture. Bimby - 1 minuto, velocidade 9.

Programe 30 minutos, velocidade 5, temperatura 100º. Enquanto isto raspe a casca de 1 limão e adicione ao copo liquidificador, mais o sumo.

Quase no fim, junte a canela. Ao terminar, retire o copinho da tampa, sobreponha o cesto da bimby virado ao contrário e seleccione, 25 minutos, velocidade 3, temperatura varoma.

Provavelmente, quer durante a 1ªfase, quer durante a 2ªfase de trituração, vai ter de ajudar a rodar com a espátula da bimby.

Terminado, retire a marmelada e encha os aros, alisando com uma faca. Deixe arrefecer e só depois leve ao frigorifico. Retire os aros na altura de servir.

ARTIGOS RELACIONADOS:

Marmelada Bimbólica Simples
Marmelada Mista de Marmelo e Maçã
Cenourada de Marmelo
Chococastanhada de Marmelo

07 fevereiro 2011

LATTE EXPRESS CON ESSENZA DI ANICE

Depois do CHÁCOLATE EXPRESSO, só podia testar um Latte Express, não?
Não há palavras para descrever a maravilha reconfortante que é este leite granulado em pó, tirado na máquina de café expresso, adoçado com leite condensado de soja e aromatizado com essência de anis. Uma bebida especial de Inverno que deixa qualquer gatinha com espuma nos bigodes, ah ah ah. Miau, você também quer??
INGREDIENTES:
  • Leite em pó granulado (de vaca*);
  • Leite condensado de soja;
  • 1 gota de essência de anis.
CONFECÇÃO:
Escaldar uma chávena de chá, meia de água, no ferro lateral da máquina. Desta forma aumeta-se a temperatura dentro da máquina e ao mesmo tempo, aquece-se a chávena. Não opte por escaldar a chávena com água aquecida fora.
Encher o cachimbo bem seco da máquina expresso, com leite em pó granulado. Calcar com o pé do doseador. Atenção que não deve ficar cheio mesmo até ao topo. Deixe um nadinha de espaço em cima (como se faz com o café).
Deitar a água quente da chávena fora. Juntar 2 colheres pequenas de leite condensado soja, no fundo. E 1 gota de essência de anis (é mesmo 1 gota, lembre-se que é essência!). Ligar a máquina expresso tirando o leite para a chávena. Mexa antes de beber para dissolver o leite condensado de soja.
*NOTA:
Nesta experiência inicial usei leite em pó de vaca. Mas pretendo brevemente tentar com leite em pó de soja. Porém, poderá não ser um sucesso tão grande pois a quantidade de espuma, em principio, não será a mesma.

05 fevereiro 2011

PASSION FRUIT CURD ou Creme de Maracujá

Mais uma versão de curd, sensacional.
Este, destina-se a um lanche de amigas, com scones, fondue de fruta e chocolate, amanhã, domingo à tarde. Cada uma leva algo para juntar à tertúlia. Mas eu já o provei em fatias de pão de brioche hoje ao pequeno almoço. Delicia!!!!

INGREDIENTES:
  • 160 gr de açúcar mascavado claro;
  • 2 ovos inteiro;
  • 1 gema;
  • 60 gr manteiga de soja;
  • Casca de 1 limão biologico;
  • Sumo de 1 limão biologico;
  • Polpa de 5 maracujás.
CONFECÇÃO:

Pulverize o açúcar num liquidificador - Bimby, 20 segundos, velocidade 9.
Junte a parte amarelinha da casca do limão. Pulverize, 20 segundos, velocidade 9.
Adicione a manteiga e o sumo do limão. Liquidifique 2 minutos, velocidade 2.
Junte os 2 ovos e gema. Triture 10 segundos, velocidade 4.
Programe 7 minutos, temperatura 80º, velocidade 3. Ou no caso de não ter Bimby, leve ao fogão, lume baixo e mexa sempre até ganhar consistência.

ARTIGOS RELACIONADOS:

LEMON CURD (Limão)
GRAPEFRUIT CURD (Toranja)

02 fevereiro 2011

HAMBURGUERES DE KIBE E FEIJÃO PRETO

Continuo com as variações de formatos em kibe vegetariano. Aos poucos tenho vindo a retirar os ovos dos kibes que vou inventando. Até que finalmente consegui completamente, uma receita isenta de ovo. O feijão é que dá a liga.
Ainda com a preocupação de diversificar, usei triguilho diferente, duma variedade de trigo ancestral, uma subespécie que há relativamente pouco tempo correu o risco de extinção: A Espelta. Sim, de facto, também há espécies vegetais que correm o risco de extinção em virtude de serem pouco cultivadas, pouco comercializadas e pouco conhecidos os seus benefícios para a saúde (superiores ao do Trigo actual).
A Espelta, também chamada Trigo Rústico tem um maior nível de proteínas, minerais, vitaminas e oligoelementos. Além de um bom nível de proteínas também contém oito aminoácidos essenciais. Isto é muito importante para os vegetarianos.
Foi graças ao facto de se terem "esquecido" praticamente da Espelta que a manteve com uma herança genética de origem, enquanto que o Trigo normal já sofreu inumeras alterações, modificações, "domesticações", enquanto que a Espelta, protegida pela agricultura biológica, manteve-se selvagem e pura.
INGREDIENTES:
  • 1 Caneca de Bulgur fino de Espelta (Biologico, comprei na BioCoop);
  • 2 Canecas de Feijão Preto Cozido;
  • 1 Cebola crua picada;
  • 1/5 Chouriço de soja (opcional, usei só para aproveitar);
  • Alho em pó;
  • Cominhos em pó;
  • Gengibre em pó;
  • Pimenta em pó (usei moida no momento);
  • Molho de soja biologico;
  • Azeite q.b.
CONFECÇÃO:
Tempere o burgur fino (idêntico ao triguilho) com cominhos. Hidrate com água a ferver (dobro de água). Deixe repousar.
Triture a cebola. Triture o feijão preto até ficar pasta. Triture o chouriço. Deite tudo num refratário, junte o burgur espremido da água, tempere de alho, gengibre, pimenta, molho de soja e fio de azeite. Se gostar da comida muito apaladada, junte sal.
Num tabuleiro de pirex, unte generosamente com azeite. Com um aro forme os hamburgueres. Disponha-os lado a lado. Leve a forno quente a 200º. Quase no final ligue o grill. Não precisa de virar.
Convém servir com um molhinho de nata ou de tomate. Para a foto simplesmente decorei com rodela de queijo de cabra, limão e tomate crú. Mas acompanhei com couve flor gratinada com molho de nata e mostarda.