07 fevereiro 2012

CÁPSULAS DE CAFÉ NA TEIA AMBIENTAL

Não sei se o povo Brasileiro está tão enfeitiçado quanto nós Portugueses por estas máquinas de café expresso com cápsulas descartáveis. Aos poucos, as Nespresso, Dolce Gusto, Delta Q, Tassimo e outras tituladas de marca branca (Pingo Doce, Lidl e etc) inundaram o mercado. As promoções, descontos de 50%, ofertas de 1 ano de cápsulas e por aí fora, vão conquistando mais e mais compradores. E sempre, por esta altura do ano, sinto o inconsciente colectivo a pressionar-me e a aliciar-me a adquirir uma também! Se calhar estou a ficar maluca, mas este desejo incontrolável é um sentimento incompativel com a minha consciência ecológica, por isso vejo-o como externo (acompanhar a luta do ano passado, neste link)

De todas as marcas, julgo que as Nespresso e Dolce Gusto são as que de certa forma estão mais preocupadas com o impacto no meio ambiente. Pois são as únicas que já têm pontos de recolha de cápsulas utilizadas com destino à reciclagem. (Rectifico o que afirmei: a Delta Q também já tem ciclo de reciclagem, mas apenas poucos locais de entrega). Todas as outras, não estão nem aí, produzem, vendem e não se responsabilizam pelas consequências.

Assim como, os próprios consumidores, levados no feitiço dos tempos modernos, na vida apressada e estressante, mesmo quem tem uma expresso da marca que recicla as "caricas", não têm tempo, pachorra ou preocupação. Simplesmente, descartam as cápsulas no lixo normal e Deus que salve o planeta porque "Eu estou muito ocupada para pensar nisso".

Bom, minha gente, vim dar uma mini ajuda a vocês. Pelo menos, façam um favor à humanidade, comprem um OUTPRESSO (foto em cima) para extrair o café das cápsulas. Até as crianças vão querer ficar com a tarefa. Assim, o café vai para o lixo normal, enquanto que as cápsulas seguem para a reciclagem.

Mais ainda, os preços das cápsulas originais subiram em flecha. Penso que foi a alteração do iva. O café era a 13% em 2011 e passou para 23% em 2012. Dai que se vocês querem poupar euros enquanto poupam o ambiente, optem por cápsulas NEXPOD. Já há venda em Portugal, na Worten, em embalagens de 10. Porém como só devem ser reutilizadas 3 vezes, aconselho a comprarem embalagem de 80, apenas à venda online.

As Nexpod dão para encher com o que você quiser: café, chá, leite em pó, chocolate instantâneo... A caixa de 80 pods vem com 160 filtros de papel e 160 filtros de aluminio. A Nexpod afirma que os de papel são aconselháveis a chá, e os de aluminio a café, porém ambos dão para café, só que apenas os filtros de aluminio permitem a espuma no café.

Uma outra alternativa é reciclar as próprias cápsulas. No youtube encontrei videos passo-a-passo para a reciclagem de cápsulas Nexpresso e Delta Q. É claro que quem comprou uma dessas máquinas modernas em parte foi por preguiça. Dai que não vejo as pessoas terem paciência para recuar e terem ainda mais trabalho do que tinham antes das cápsulas descartáveis existirem! Só se os euros falarem mais alto. Ah pois é, o dinheiro fala sempre mais alto. Aliás o dinheiro não fala, ele GRITA!, em especial em tempos de crise.

E quando é que a mãe natureza também vai começar a gritar?
Será que já GRITA e ainda ninguém "percebeu" o grito?
Grito em forma de tsunami, terramoto, ciclone e mudanças climáticas... pelo visto não é grito!

Voltando ao meu mundinho, mantenho a máquina expresso tradicional. E inventei mais um café espetacular, Expresso de canela (ver o/bebidas expresso na label CAFÉS).

Sei que o pessoal já está acostumado a mexer o café com pauzinho de canela e a desperdiçar o pauzinho depois. Nesta versão PPP não há desperdicio e o sabor/aroma a canela é bem mais intenso. Viciante! Basta colocar canela moida dentro do manipulo da máquina, por cima do café orgânico, como está na foto e após escaldar a chávena, retirar um expresso quentinho e espumante!



O presente artigo faz parte da Teia Ambiental, uma colectiva que acontece a cada dia 7. Para mais informações, visitar o blog da querida Flora ou do seu marido Gilberto.

50 comentários:

  1. Olá, querida parceira
    O "feitiço eleitoreiro" nos domina a todos do mundo... tenha certeza... com isso... resulta uma "feitiçaria coletiva de consciência"... pois não posso me excluir de algumas compactuações...
    Bater no peito: minha culpa... minha máxima culpa e tentar me redimir, claro!!!
    Excelente postagem como sempre!!!
    Bjm ecológico de paz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rô,
      adorei essa expressão "feitiçaria coletiva da consciência" :)
      Está sempre nos pegando e nós fugindo da armadilha!
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
    2. http://javaisembora.blogspot.pt/2013/08/reutilizacao-de-capsulas-maquina-delta.html

      Eliminar
  2. Rutinha minha irmã querida,

    Acho que vim de Marte!!! porque NUNCA ouvi falar destas cápsulas de café!!!
    Inclusive, achei uma coisa muito esquisita (me perdoe as pessoas que gostam)......mas inventam cada coisa.....rsrsrsss.
    Aqui em casa meu marido é que gosta muito de café, eu bebo de vez em quando (quando tem um pão de queijo bem fresquinho....rsrsrss), mas mesmo assim ele faz no método "mais que tradicional": coador de pano.
    E olha que ele é um especialista em café, quando morávamos em São Paulo muitos parentes iam em casa para tomar o cafézinho dele.
    Mas voltando á modernidade, fico impressionada com o tanto de coisas que a humanidade inventa e vai atrás, para quê? para economizar tempo?
    Será que ninguém consegue mais parar para se fazer um simples cafézinho?
    Se estamos chegando á este ponto, é porque a coisa está feia.....e o pior de tudo, todas estas tranqueiras que vão inventando e inventando, é sempre pensando em lucros e NUNCA nos efeitos que todos estes objetos podem trazer para o Meio Ambiente.
    Foi muito bom e positivo que você abordou um assunto que para mim pelo menos foi novidade, mas para aqueles que já conhecem, que possam refletir em suas atitudes e posturas.

    Um grande beijo em seu coração!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luminosa Lú,
      coador de pano é que já ninguém usa mais. Estou vendo que os brasileiros são muito mais ecológicos. E mais tranquilos.
      Aqui em Portugal, seja na cidade como no campo, tudo está aderindo às máquinas moderninhas que realmente não dão trabalho, mas o café-expresso fica ao preço do ouro! E o ambiente sai terrivelmente prejudicado.

      Em breve visitarei todas as participações. De momento, não consigo.
      Beijo no seu coração.
      Rute

      Eliminar
  3. Rute, eu adoro café, mas ainda não tinha visto essa novidade.
    Sou 100% a favor da reciclagem e enquanto houver ideias boas serão de grande valia.
    Super post, adorei
    Xeros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Ana Karla,
      obrigada pela visita e por elogiar o artigo.
      Brevemente visitarei você. Me aguarda.
      Passa cá no dia 15 FEV. Teremos novidades escaldantes!
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  4. Oi, querida!!!

    Aqui em casa continuamos a fazer café da maneira mais antiga e simples.

    Sim, o povo brasileiro anda enfeitiçado por essas máquinhas Dulce Gusto e afins. Talvez pelo bonito design ou pela possibilidade de obter vários tipos de café.

    Acho que aqui no Brasil não temos esse aparelhinho que permite reciclarmos as cápsulas. Mas é uma excelente dica.

    Beijinhos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo Carol,
      o design e a possibilidade de obter várias bebidas é que enfeitiça a gente.
      As novas maquinas são todas elegantes, menores de tamanho em relação às expresso tradicionais, como a minha. Dai se ver um montão de vantagens, esquecendo as desvantagens ambientais.

      No Brasil é capaz de não existir este aparelhinho mas existe à venda em sites americanos.
      Beijinhos querida.
      Rute

      Eliminar
  5. Querida Rutinha, ótimo seu post, meus amigos brasileiros podem estar enfeitiçados como os portugueses, mas eu não pego essas feitiçarias, me desculpem quem faz bom uso delas, e gostos não se discute, mas prefiro meu bom e velho coador de papel.
    Pena que essas empresas lucram absurdamente e não pensam nas consequências que afetarão a eles e sua própria familia. É uma pena. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Josy,
      os portugueses também usam o café de saco que é feito no coador de papel, mas o expresso é um café diferente, mais forte de teor de café e com uma espuma castanhinha que lembra chantilly :)

      É verdade o que você diz em relação aos lucros empresariais. Pelo menos podiam canalizar parte desse lucro brutal para a reciclagem das próprias cápsulas.
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  6. Rute, sim, aqui no Brasil também anda a moda louca dos Nespressos...mas, apesar de o preço das máquinas ter ficado bem acessível, as cápsulas são caras. Vejo muito pela internet o pessoal ensinando como utilizar a mesma cápsula mais de uma vez, rs. Também já vi muito artesanato com as cápsulas, aproveitando que são coloridas. Adoro espresso, mas em casa sigo no café coado, rs. A Nespresso disponibiliza no site alguns pontos de coleta de cápsula. Vi no Rio de Janeiro, são poucos http://www.nespresso.com/ecolaboration/br/en/recycling.html Beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adri,
      então é como cá em Portugal. As máquinas estão mais acessiveis, mas as cápsulas, upa! upa! estão carissimas. A mordomia paga-se!

      Quanto ao artesanato de reciclagem de cápsulas, as escolas também estão fazendo isso. Especialmente no Natal, para confeccionarem árvores coloridas.
      Já que você falou, vou deixar alguns links com ideias que vi na net:
      Flores de cápsulas vazias
      Bases coloridas para copos e tachos
      Bijutaria de cápsulas vazias
      Espanta espiritos com cheirinho a café
      Ganchos de cabelo

      Beijinhos pra você.
      Rute

      Eliminar
  7. Não chega a ser uma febre aqui no Brasil, percebo que é objeto de desejo de um monte de gente, mas não sei se todos conseguem ter e manter essa máquina. Pra mim é só uma moda, nada mais.

    Em alguns blogs portugueses, já percebi a preocupação com o que sobra do café.

    Que que você voltou para a blogagem. Adorei!

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão Elaine, é o objeto de desejo de muita gente. Mais uma moda como qualquer outra. Vou tentar me manter afastada dessa atração consumista.

      Pois é, voltei à Teia, apesar de ter informado em Dez que ia deixar. Mas entretanto, o Gilberto que me conhece bem, falou que a Teia não tem caracter obrigatório e que eu é que assumi a "prisão". Olhe, as palavras dele me libertarem e assim, não me sentindo obrigada a participar, já tenho vontade de continuar. Isto é psicologico, fruto da minha personalidade 5 :( Não gosto de me sentir presa :(

      E também deixei de cuidar da lista de participações. Dai que aliviei o fardo. Fardo esse, igualmente imposto por mim, a mim. Que coisa!!
      Beijinhos pra vc.
      Rute

      Eliminar
  8. Rute,
    por aqui "é que nem, que nem,aí". Cafezinho só ou acompanhado, sempre uma boa pedida.Ainda não adquiri estas fabulosas maquininhas, mas estou doidinha pra fazê-lo.Tomarei nota das tuas ótimas dicas pra utilizar com consciência ecológica o produto.

    Este mês não deu para participar da Teia.Estou cuidando do netinho peralta que não me deixa piscar os olhos.Daí,não me sobrar tempo para elaborar o post referido.
    E amanhã chega minha netinha, Valentina(aquariana).O parto de minha nora está amrcada p/ as 07h e lá vou eu toda feliz acompanhar esta chegada tão abençoada.
    Uma ótima noite.
    Bjos festivos,
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Calu, as crianças absorvem nosso tempo por completo. Aqui em casa é igual. Assim que vou buscar a Carol à escola, é o tempo todo para ela, até ao dia seguinte, hora de ir novamente para escola.

      Os parabéns pelo nascimento da valentina já deixei no seu blog.
      Beijinhos verdes.
      Rute

      Eliminar
  9. Minha querida Rute:

    Nem preciso dizer que nunca ouvi falar de tal objeto ! Mas acredito que o povo de S. Lourenço deve conhecer e estar usando...

    Estou 100% com a Lu, a Josy e a Adri ! O café aqui em casa é feito em coador de pano e é o Gilberto que faz.

    Na minha postagem de hoje eu digo que mesmo que o material possa ser reciclado, é preciso que essa atitude seja tomada, pois caso contrário ele vira Lixo e polui a Natureza !

    Dos 3 ERRES, o mais difícil de ser seguido é o primeiro = REDUZIR !!!
    E seria o mais fácil, pois bastava que não fossemos seduzidos pelas tentações que o sistema nos mostra todos os dias...

    Eu, como a Josy, "não pego essas feitiçarias", e fico de fora observando como caminha a humanidade...

    Beijo

    PS: já coloquei o link do Jorge na relação dos participantes da Teia Ambiental.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Flora,
      de fato o importante, antes de reciclar é reduzir. Mas a tendência é as pessoas continuarem a aumentar o lixo. Estou muito preocupado para onde vai todo esse lixo. O planeta não aguenta mais incineração de detritos, e os aterros estão cheios. Porque é que as pessoas não param para pensar!!

      O assédio publicitário e indirecto é tramado. É preciso uma vontade de ferro para não nos deixarmos levar pela moda e consumismo.
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  10. Rute eu sou como tu, ainda uso a máquina tradicional. Mas quem tem essas de cápsulas poucos se preocupam com o ambiente.
    Aliás a minha avariou e reparei que quase que não há venda o que é uma pena. É mais barata, o café fica super económico, dá para experimentar várias marcas de café e ainda uso a borra como fertilizante das planta.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conceição,
      o mercado tem as suas formas dissimuladas de nos encaminhar todos para o produto que eles querem vendem. Mas também é o consumo que dita a oferta e se o que está a dar é vender máquinas de cápsulas, as lojas não estão para ter máquinas arcaicas que não se vendem.
      Vou rezar para que a minha não avarie. Ainda que a beleza dessas Nespresso me alicie muito :(

      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  11. Olá Rute, Gostei deste post, embora não pretenda comprar uma destas máquinas, pois prefiro o café das velhas máquinas de filtro e tento reduzir ao máximo a quantidade de máquinas e electrodomésticos que acabam por ocupar tanto espaço e dar tanto trabalho a limpar e cuidar. Ultimamente ando muito inspirada por dois sites que falam da redução do lixo e da simplificação das nossas vias através da redução da quantidade de objectos de que nos rodeamos. Ora vê aqui, acho que vais gostar:
    http://www.zerowastehome.blogspot.com/p/about.html
    http://zenhabits.net/start/
    beijinhos,
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana!
      Reduzir maquinetas para mim é um bocado dificil, mas tens toda a razão que ocupam imenso espaço e tornam a cozinha claustrofobica. E nem se trata de serem maquinas electricas, tenho muitas maquinetas manuais.
      Assim que possivel visitarei esses links que amavelmente deixaste.
      Obrigada.
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  12. Pois é amiga Rute eu sou daquelas que já teria cedido á pressão do inconsciente colectivo se não tivesse um marido com mais juizo, adoro as máquinas, o design, adoro a ideia das pastilhas, usar e deitar fora :-))))nada de engendrar grandes esquemas para as voltar a encher como tenho um amigo que já faz, o que eu adoro mesmo é a ideia e o design :-) note que eu nem gosto de café e nem bebo, mas gosto dos outros adereços, tipo capuchino, chocolate ou chococino hehe bem só para dizer que por uma maquininha linda de morrer e para usar pastilhas comodas eu até me borrifava para o ambiente :-) mas o marido que só toma um café por dia e tem mais juizo que eu ainda não embarcou na onda :-)
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Alcina!
      maridos com juizo dá sempre jeito. Eu também tenho um muito ajuizado :)
      Às vezes até ajuizado demais. Não a gastar pois ela até não é forreta, mas a agir!
      Acho que lhe ficava (ao meu) ser mais ousado.

      Também só bebo um café por dia, por isso cá me vou safando com a tradicional. Não sei se viste mas inventei um chácolatte espresso e um latte expresso, ambos muito bons na tradicional. Pesquisa na etiqueta CAFÉS/CHÁS E OUTROS.
      Beijinhos. Obrigada pela visita e comentário.
      Rute

      Eliminar
  13. Olá Rute!
    Eu também não quero nada com a nova moda. E até deixei de usar as pastilhas (http://365coisasquepossofazer.blogspot.com/2010/07/nao-comprar-cafe-para-maquina-em.html). E ando a arranjar reutilizações para as cápsulas de amigos...
    Mas o que queria mesmo dizer é que as borras de café são boas para juntar à compostagem ou para colocar directamente na terra. As plantas agradecem e é menos lixo.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ema,
      sim, cá em casa também junto as borras de café à compostagem. E também é possivel adicionar directamente à terra para vasos, mas em pequena quantidade.
      Obrigada pela lembrança!

      Também descobri recentemente que as cápsulas usadas podem ser depositadas no embalão, ou por outra palavras, no ecoponto amarelo.
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  14. Querida amiga Rute, vim agradecer suas palavras de carinho pelo meu aniversário. Adoro ser mimada!!! Fiquei muito feliz. Bjs 1000. Muita paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena você nunca mais ter participado na Teia.
      Sentimos sua falta energética por aqui.
      Beijinhos Denise.

      Eliminar
  15. Minha querida Rute:
    Eu convivo com o café como os amantes do vinho, seguindo um ritual sagrado.
    Água na temperatura perfeita, quase fervendo. Pó do café no saco de pano, na medida certa.
    Aroma sorvido com respeito absoluto. Paladar forte e revitalizante.
    Pastilhas, nem pensar. Máquinas, de jeito algum.
    Os melhores sabores são buscados nos rituais de simplicidade e celebrados no contacto com a energia humana. Máquinas não têm alma.
    Abraços ecológicos.
    Gilberto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Mestre,
      eu também convivo dessa forma gustativa-contempladora com o café.
      Então esta última versão Expresso Canela, ainda demoro mais a "viajar" em cada paladar.
      Só que, meu ritual utiliza a máquina tradicional.
      Deixo a bichinha aquecer. Depois escaldo a xicara no ferro lateral para que fique tudo na temperatura ideial. E por fim, após colocar o café e a canela, sirvo um expresso espumante magnifico!
      Mas acredito que o seu café colonial tenha mais alma que o meu. Basta o Brasil ser pais produtor. É um café com alma colectiva. Vossa tradição é mil vezes superior à nossa.
      Adorei a expressão CAFÉ COM ALMA :)
      Ainda vou usar como título de um futuro post.
      Compreendo perfeitamente o alcance da expressão. Na verdade, todas as minhas confecções são reflexo do meu SER integral.
      Abraços verdinhos.
      Rute

      Eliminar
  16. Rute, pois eu neste aspecto também estou de consciência tranquila. :) Até há bem pouco tempo usei (e por vezes ainda uso) a velhinha cafeteira, e de há uns meses para cá uso uma expresso das "antigas"; claro que as de cápsulas não fazem lixo visível (quero dizer, borras), mas em contrapartida fazem muito mais mal ao ambiente, até pela enorme quantidade diária de cápsulas utilizadas. Não conhecia essa maquineta para esvaziar as cápsulas, hei-de recomendá-la a uma amiga minha que devora café, da Nespresso. Uma poluidora! :))
    Li o comentário do Gilberto e lembrei-me que tenho um desses sacos que a minha mãe me deu há tempos. Cheguei a usá-lo, mas haja paciência para lavar o tal saquinho... mas o pior nem era isso, era que nunca sabia onde o havia de pendurar, cheguei a deixa-lo cair e entornar tudo, aí é que foi raios e coriscos :))
    mas lá que é um ritual diferente, isso concordo.

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia,
      para expresso também uso a máquina tradicional (das antigas), e para café de saco uso os filtros de papel reciclado.
      Comparando o meu expresso tradicional com o expresso de cápsula, é muito melhor o meu, sem sombra de dúvida. As outras bebidas de cápsula é que me aliciam mais, mas ainda assim não quero ceder à tentação.
      Houve um tempo que usei grão de café e moinho para moer na altura. Porém tinha dificuldade em conseguir sempre a mesma moagem fina.
      Perto da casa da minha mãe, há uma loja chamada Casa do café, onde a gente escolhe a qualidade do grão, também podemos optar por mistura, e eles moem na altura. Bem!! aquele cheirinho recorda-me os tempos de criança, completamente inebriante. Mais ainda porque a loja também vende biscoitinhos caseiros. É uma tradição que não se devia perder jamais.
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  17. Olá Rute

    Gostei muito do seu blog, está recheado de ótimas postagens. Parabéns !

    Muita Paz, e que 2012 seja repleto de coisas boas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Talita,
      seja bem vinda ao meu espaço.

      Que bom que gostou do que viu e leu. Também já fui espreitar o seu blog e "vou ficar cliente" :)
      Seu link já está na lista da lateral.
      Agradeço e retribuo os votos de muita Paz e um 2012 recheado.
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  18. Olá, Rute!Como sempre uma publicação bem atual e vista de todos os ângulos possíveis e imagináveis como só tu consegues. O meu lado "brasuca" não se deixou seduzir por essas máquinas, eu sou como o mestre Gilberto, café para mim de manhã é um ritual para começar bem o dia: feito com o filtro, nas calmas, o barulho do café a cair na garrafa térmica para mais tarde ir saboreando, o aroma que invade a cozinha, tudo isso para mim não compete com o design e facilidade dessas máquinas, é claro que sou olhada como extraterrestre pelos amigos, mas já estou habituada...Deste-me uma ideia, vou colocar canela junto com o pó de café no filtro, deve ficar uma delícia. Como vês faltei à Teia, com muita pena minha, comecei a fazer o texto mas não consegui acaba-lo, espero para a próxima não faltar!
    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lina,
      de manhã também não bebo expresso. Só depois de almoço, 1 por dia.
      De momento, bebo chá de manhã, mas o hábito de anos anteriores é beber café de saco, aquele que leva filtro e que o cheiro inunda toda a casa. É maravilhoso!!
      Porém, forcei-me a alterar esse ritual o ano passado pois achei que devia diversificar. Volta e meia gosto de me libertar da escravidão dos hábitos pois já me aconteceu não poder beber café de manhã e ter ficado com uma tremenda dor-de-cabeça. O que significa que estava a ficar café-dependente!!!

      Quanto à Teia Ambiental, não estresses. Quando tiver de ser, será. No entanto, gosto de te ver enérgica e participativa. Logo logo a vontade surgirá. A Primavera está quase aí :)
      Beijinhos mil.
      Rute

      Eliminar
  19. Amiga,
    Tenho por costume tomar um cafezinho expresso à tarde e gostei da sua ideia de colocar canela. Não embarquei na onda de adquirir essa máquinha de cápsulas, mas os filhos até se encantam por ela...
    De todos os cafés que tomo, prefiro os coados, fortes ou extrafortes. O aroma do café sendo coado talvez seja até melhor do que o sabor...rs!
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida amiga Gina,
      andei procurando seu comentário por todo o lado, pois ele tinha ido para spam, que estranho! Por sorte, dei por ele no email e depois quando vinha responder, não encontrava! Pronto tudo certo agora.

      Sabe, gosto muito deste contacto entre Portugal e Brasil aqui no blog. É bom analisar o paralelo, comparar hábitos de consumo e verificar a que escala as modernices se expandiram. Todos os comentários vêm enriquecer a temática, como sempre.

      Assim que iniciei edição do artigo, logo lembrei da BCFV e do comercial da Nespresso que utilizámos no post de abertura de temporada - Vida p/além...
      Que saudades da nossa parceria... (bom, não liga, sou mesmo assim, saudosa com certas coisas).

      Quanto ao café, em expresso gosto de forte, em café coado, gosto de fraco (uso mistura de grãos torrados).
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  20. eheh por acaso já reutilizo as capsulas da Dolce Gusto à algum tempo (maioritariamente por razões ecónomicas). Mesmo os chocolates quentes, capuccinos são bem fáceis de reproduzir, mesmo nao tendo o mesmo sabor. E claro, de vez em quando vai uma dos originais para matar saudades e aproveitar a cápsula! É realmente económico e vá, mais ecológico ^^ E de quando em quando as borras de café vão para os vasos das minhas plantinhas :3

    beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá menina Marta!
      Andaste desaparecida. Como vão as experiências vegetarianas?
      Tenho de ir lá espreitar as novidades do teu blog.
      Que bom que já reutilizas as cápsulas. Mas se não fosse por razões económicas se calhar não tinhas paciência... Ou se calhar, até é simplesmente uma questão de hábito. Habituamo-nos a reutilizar e já não estranhamos, nem achamos trabalhoso ;)
      Beijinhos.
      Rute

      Eliminar
  21. Olá Rute!
    E passando por aqui depois de ter viajado pelo seu blog estupendo, vou deixar uma dica.
    Sobre as cápsulas...nunca experimentou reutuliza-las, preenchendo-as com outro café a gosto, depois de retirado o papel de origem e revestir com papel alumínio?
    Experimente!
    Quanto ao meu encantamento...já foi...Hoje encontrei outro "encanto"!
    Muitos bjis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Manuela,
      que bom que você viajou por aqui.
      Eu não tenho máquina de cápsulas mas coloquei no texto uma referência a isso mesmo. No youtube ensinam a reutilizar as mesmas cápsulas. Obrigada pela ressalva.
      Aproveito para deixar o convite: Se quiser participar da Teia Ambiental, ela acontece a cada dia 7. Sem tema obrigatório. Você é que escolhe com que tema quer participar.
      Beijinhos.
      Grata pela visita.
      Rute

      Eliminar
  22. Respostas
    1. Olá Pinto,
      na altura em que escrevi este post, existia um link por baixo da palavra OUTPRESSO no texto, julgo que era www.outpresso.co.uk mas pesquisei na net e segundo parece o "site" do Reino Unido está em remodelações. Apenas encontrei no Ebay.co.uk.
      Abraço.
      Rute

      Eliminar
  23. Como posso comprar o aparelho para esmagar as capsulas nespresso )penso que se chama OUTPRESSO)? Obrigada

    ResponderEliminar
  24. Gostaria de saber se existe no Brasil capsulas recarregáveis para Maquina Delta Q. Voce poderia me ajudar ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Fabiano, gostaria de ajudar mas de fato não sei. Abraço.

      Eliminar